quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Feliz Ano de 2009

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL!!!


O Terra de Paixão deseja a todos os seu leitores, família e amigos um Feliz e Santo Natal!

Elevador Parado Desde a Inauguração

O vereador do PS, Daniel Adrião, classifica o não funcionamento do elevador do passeio pedonal como uma "cena muito triste" para Alcobaça.

O passeio foi aberto há quatro anos mas o elevador só funcionou no dia da inauguração, o que para o socialista é um sinal de "incúria para com os alcobacenses e os turistas".
(...)
O vice-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Carlos Bonifácio, esclareceu, entretanto, que o "equipamento não está a funcionar devido à falência do empreiteiro, que cessou a actividade antes do elevador ter sido certificado".

A alternativa passou pela contratação de uma empresa que ficará responsável pela manutenção de todos os elevadores públicos do município, nomeadamente o de Alcobaça e de São Martinho do Porto. Em breve, poderá ser colocado um outro elevador nas passagens desniveladas sobre a linha ferroviária do Oeste, em São Martinho do Porto.
In Rádio Cister

--
E são precisos 4 anos?

Nuno Gonçalves Prepara Disco de Homenagem a Amália em Versão Pop

A editora discográfica Valentim de Carvalho convidou Nuno Gonçalves, músico da banda The Gift, em Julho deste ano, para fazer um disco de homenagem à fadista Amália Rodrigues.

Depois de uma profunda pesquisa aos trabalhos da fadista, Nuno Gonçalves prepara-se para lançar "Hoje", um disco pop, de músicas eternizadas por Amália Rodrigues.

Quem é que vai interpretar as canções no disco de homenagem a Amália?
Para este disco de homenagem foi criada uma banda de propósito que tem, para já, 3 vocalistas confirmados: a Sónia (Gift); Paulo Praça (Plazza) e Fernando Ribeiro (Moonspell), isto é, vozes de diferentes estilos para que o resultado final seja surpreendente.

A participação do vocalista dos Moonspell é a grande surpresa num disco de homenagem à fadista?
A aproximação que se vai fazer aos temas da Amália não vai ser nada parecido com o que ele faz nos Moonspell. Vejo o Fernando como alguém que declama poesia e menos como um cantor de Havy Metal. É uma voz grave, que se pode trabalhar para chegar aos objectivos que pretendo alcançar neste Disco. Vai ser um trabalho diferente mas que não irá desvirtuar a base, que é o fado.

Quais são os músicos que te acompanham neste projecto?
Neste momento estou a fazer o trabalho sozinho. Vai ser gravado por uma orquestra de cordas de Londres. Depois, vou trabalhar com o baterista Mário Barreiros e o guitarrista Israel Pereira, que são, para já, os únicos músicos convidados da banda que idealizei. Eu vou ficar ao piano. Mas caso o projecto vá para palco, teremos de convidar mais músicos.

O disco vai chamar-se "Hoje" ou ainda não está certo?
"Hoje" é o nome que faz todo o sentido para o disco. Quando as pessoas o ouvirem vão perceber porquê. As músicas que a Amália cantou nos anos 50 e 60 continuam a ouvir-se hoje e interessa-me fazer um disco intemporal para que as gerações daqui a 20 anos possam desfrutar de uma segunda análise da carreira da Amália.

Quantas músicas vão ser recuperadas para este trabalho?
O projecto "Hoje" vai ter onze músicas. Cada cantor irá interpretar duas canções, estando, ainda, em aberto a possibilidade de duetos e de convidados internacionais para que se cantem algumas músicas em inglês e francês, ou, então, o recurso a uma quarta voz.

Que temas é que escolhes-te para o disco? Foram-te sugeridos os clássicos?
Não houve pressão editorial para que fossem escolhidas as músicas mais conhecidas da fadista. Claro, vamos ter algumas mas não nos singles óbvios. Fiz uma escolha adaptável àquilo que vai ser a sonoridade deste projecto, que quero que seja intemporal, em 2008, com horizontes alargados e pop. Foi-me pedido que retratasse as músicas da fadista como se fossem minhas. Os mais puristas do fado podem não achar piada.

Podes avançar com alguns dos temas que farão parte do disco?
Sim, "Nome de Rua"; "Abandono"," Medo" e a "Gaivota" serão alguns dos temas.

Este trabalho terá, seguramente, um grande destaque ao nível da imprensa. Sentes-te pressionado por estares a fazer um disco de tributo à cantora portuguesa mais importante do Século XX?
O trabalho irá ter, com certeza, grande destaque na imprensa mas não o estou a fazer sob qualquer pressão, ao contrário do que acontece com os The Gift. Na minha banda já existem públicos e uma carreira que queremos cultivar. O meu objectivo, com o disco de homenagem, é ser igual a mim mesmo. Depois de estar pronto, vão haver os que gostam e os que não gostam mesmo nada, outros que mesmo sem o ouvir vão dizer bem e outros mal. É normal.

Estás preparado para as críticas?
Não tenho medo. Vou fazer o meu melhor e dar a minha visão criativa para as músicas da Amália. Este disco deverá estar terminado nas primeiras 3 semanas de Janeiro, e poderá sair para o mercado no decorrer do 1º trimestre de 2009.

Vai ser apenas um CD ou poderemos vir, também, a ser contemplados com concertos?
Neste momento, está pensado apenas para ser um disco. Nem sequer um concerto de apresentação tenho previsto. Mas se o disco correr bem e se formos convidados para um concerto ou outro, talvez tivesse graça ver a reacção do público a um projecto pop, de músicas de fado que foram interpretadas por Amália Rodrigues.

Para além da música, também ficas-te responsável pela capa do CD?
Deram-me liberdade de escolha da capa do disco. Já estou a trabalhar com vários designers com vista a elaborar uma capa que seja coerente com o que se vai ouvir no CD. Já agora adianto que também poderá surgir um videoclip.

"Novo disco dos Gift vai sair no próximo ano"

Entretanto, também continuas o teu trabalho nos The Gift, que deverão apresentar um novo disco no próximo ano. O que podemos esperar?
Ainda é cedo para falar desse trabalho. Ele vai ser, com certeza, mais simples do que os outros, mas terá de ser muito melhor. Por isso, não vai ser fácil de gravar, até porque as expectativas criadas por nós são bastante elevadas. Vai ser, acho, uma continuidade, pois não vai haver um corte total com o passado, mas vamos inovar, vai ser mais duro, mais adulto, de pessoas na casa dos trinta anos, tal como o público que nos foi acompanhando ao longo da nossa carreira. É um disco que está também a ser preparado para ser apresentado em Espanha, um mercado que nos interessa manter. Acredito que poderá ser o tudo ou nada em termos internacionais. O disco poderá sair, ainda assim, ao longo do próximo ano.

Algumas das músicas podem vir a ser cantadas em espanhol?
Não. O plano de promoção e marketing é que terá de ser pensado para dois países, o que poderá condicionar datas, lançamento e períodos de gravação.

Sentiram alguma frustração por não terem alcançado outros mercados para além do nacional e espanhol?
Sim. Há alguma frustração por não estar, neste momento, noutros mercados para além desses dois. Em 2002/03 estivemos nos Estados Unidos, as coisas estiveram quase a acontecer, mas não aconteceram. Felizmente sempre tocámos, e sempre que o fizemos ao vivo a reacção foi sempre boa. O problema é que quando apostamos tudo lá fora, deu-se a grande mudança no mundo discográfico, que passou a criar os seus artistas consoante aquilo que é mais solicitado nas redes sociais ou na internet, através de downloads legais e ilegais. Fomos um bocado prejudicados por isso, mas, mesmo assim, não me posso queixar.

Alguma vez sentis-te que a banda corria riscos de acabar?
Não. Uma banda, para ser famosa e para ter história, tem de passar por muito antes. Os Gift estão, agora, numa fase de pausa, a pensar no que fazer a seguir, porque têm sido anos muito intensos mas o fim, definitivamente, não faz parte dos planos do grupo. Já estamos habituados a ouvir, cada vez que os Gift param para gravar, que o grupo se desfez e a banda acabou.

"Estou apaixonado"

O Nuno Gonçalves é, para além de músico, professor. Que tal está a decorrer a experiência?
Fui convidado para dar o módulo de estéticas musicais numa escola em Lisboa. Estou a gostar da experiência em que partilho um bocado do meu know how em termos de produção com outras pessoas. Quando vimos que eles estão a aprender, é gratificante.

Que músicas é que andas, neste momento, a ouvir?
Compro música todos os dias, através das novas tecnologias. Ouço mais agora do que há alguns anos. Estou atento às novidades. O disco que mais me surpreendeu, este ano, foi o dos Coldplay, "Viva La Vida". Mas há muitos mais como, por exemplo, Antony and the Johnsons "The Crying Light".

Como vai isso de amores?
Vai bem. Estou apaixonado.

Qual foi o país e as cidades que mais gostastes de visitar nestes últimos anos?
Uma das últimas experiências foi Moçambique, país que merece a nossa atenção, e pelo qual me apaixonei. Eles falam português sem sotaque. Algo surpreendente num povo que fica noutro continente. Mas se tivesse de escolher uma cidade, escolheria entre três, Madrid , Londres e Los Angeles. Madrid, porque a minha namorada é de lá, onde tenho vivido parte da minha vida no último ano e meio. Londres, por ser uma cidade que diariamente tem as melhores bandas do mundo a tocar. É contagiante! Los Angeles porque ter um clima e uma luz muito idênticos aos de Portugal.

Um desejo para 2009?
O maior de todos é ter inspiração, coragem e determinação para acabar rapidamente o novo disco dos The Gift. O segundo, que Portugal vá ao Mundial de 2010.

Acreditas, portanto, no Carlos Queirós?
Acredito em Portugal e que a sorte pode dar a volta. E acredito no Carlos Queirós mas é um homem com azar.

In Rádio Cister

OesteCIM no “Diário da República”

Foram publicados no "Diário da República" os estatutos da Comunidade Intermunicipal do Oeste, que substitui a Associação de Municípios do Oeste, depois da aprovação das Assembleias Municipais de Alenquer, Alcobaça, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.
Entre os objectivos da Oeste-CIM, como fica conhecida, está a promoção do planeamento e da gestão da estratégia dedesenvolvimento económico, social e ambiental do território abrangido.
Esta comunidade ficará responsável por articular candidaturas comuns.
In Jornal das Caldas

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Lei Orgânica da GNR Prevê Destacamentos Que Não Existem

A portaria regulamentar da lei orgânica da GNR, publicada em Diário da República na semana passada, prevê a criação de dois novos destacamentos territoriais (Palmela e Alcobaça). No entanto, atrasos na definição de acordos entre o Governo, a GNR e as autarquias, deixam as populações sem saber quando as novas unidades irão entrar em funcionamento.

A situação de Alcobaça parece estar mais atrasada. A secretaria de Estado da Administração Interna, através da Direcção Geral de Infra--estruturas, ainda nem se sentou à mesa com a autarquia local, para a disponibilização de um terreno destinado à construção da sede do Destacamento.

Em Palmela, esse acordo existe há já vários meses. A câmara municipal já cedeu o terreno necessário às novas instalações, uma vez que o actual posto não tem condições para albergar a sede de um Destacamento, que concentre o patrulhamento na zona.
In Correio da Manhã

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Concerto de Natal da Escola de Música do CCCela

Amanhã, Sábado, às 21.30 na Igreja de St André - Cela
Aí está o aguardado Concerto de Natal da Escola de Música do CCCela. Um concerto para ver e ouvir as crianças e idosos do Centro Cénico da Cela que terá com toda a certeza casa cheia...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Galeria Conventual Comemora 15 Anos

Foram mais de cinco dezenas as exposições, de autores locais, nacionais e estrangeiros, que desde 1993 marcaram presença na Galeria Conventual, na Rua Frei Fortunato, em Alcobaça.

Quinze anos depois da sua abertura, D’Assis Cordeiro, que assinou a primeira exposição ali patente, Isabel Garcia, Sofia Ferreira e José Paulo Ferro foram convidados por Jorge Pereira de Sampaio, director do espaço, para uma exposição que comemora o aniversário da galeria. Mas o grande destaque desta mostra colectiva vai para os estudos para tapeçarias de Irene Sá Natividade, inspirados em agricultores da região e pescadores nazarenos.

Para ver até bem perto do Natal, e na sequência de uma tradição que a família Pereira de Sampaio tem mantido viva ao longo dos anos, há ainda dois presépios do próprio director e de Joana Oliva Monteiro.
In Oeste Online

“Oeste Vai Construir Um Destino Invejável” - António Carneiro

António Carneiro, antigo presidente da Região de Turismo do Oeste, considera que a ideia "A Oeste tudo de Novo", que vai receber um reforço de verbas no próximo ano e é da responsabilidade do Turismo de Portugal e da Associação de Municípios do Oeste, no contexto, das denominadas contrapartidas para a Ota "foi uma excelente ideia".
Contudo, o dirigente considera que o seu lançamento "deveria ter sido no Outono-Inverno" e não quando aconteceu.
António Carneiro, questionado sobre o fim da Região de Turismo do Oeste e o surgimento do Pólo de Desenvolvimento Turístico do Oeste, diz que "aguarda confirmação", em sede dos órgãos municipais, "da adesão dos Municípios", o que é previsível que aconteça até final do ano. Depois deste processo, e logo no início de 2009 deve-se proceder à eleição dos dirigentes e entrada oficial em funcionamento da nova entidade.
Quanto à adesão de Nazaré e Alcobaça, António Carneiro refere que compete à vontade dos seus órgãos a integrar o "Turismo do Oeste", harmonizando ainda assim, e "finalmente", o Território da NUT III Oeste, com as valências de Turismo, Associação de Municípios, Agência de Desenvolvimento, LeaderOeste, entre outras entidades.
O responsável, que lidera agora o processo de constituição do Pólo de Desenvolvimento do Turismo do Oeste, acredita que "em conjunto, construiremos um destino invejável e de enorme futuro", com a adesão de Nazaré e Alcobaça aos restantes concelhos que já compunham a Região de Turismo do Oeste.
In Jornal das Caldas

Vanessa Fernandes e João Pedro Silva na Apresentação do Novo Clube de Triatlo da Benedita

Decorreu na Benedita, no Auditório do Centro Cultural Gonçalves Sapinho, na passada segunda-feira,o Colóquio "O Triatlo na Benedita", uma organização da turma 10ºJ do Curso Tecnológico da Desporto do Externato Cooperativo da Benedita.

A mesa foi moderada pelo Professor Joel Machado, e contou com a presença dos atletas internacionais, Vanessa Fernandes e João Pedro Silva; do Presidente da Federação de Triatlo de Portugal, José Luís Ferreira; do Técnico Nacional, Professor António Jourdan; do Presidente do Município de Alcobaça, Dr. Gonçalves Sapinho; do Director Pedagógico do Externato Cooperativo da Benedita, Dr. Alfredo Lopes e dos representantes do Clube de Triatlo da Benedita, Rafael Caetano e António Luís Silva.

No início dos trabalhos, foi apresentado um vídeo demonstrativo da modalidade "Triatlo", com a exposição das características necessárias para ser um bom triatlista, a cargo do professor António Jourdan.

De seguida o presidente da Federação de Triatlo de Portugal apresentou o projecto Tri-escola, apresentando o plano de acção e importância para evolução da modalidade. Após os enquadramentos iniciais, os atletas Vanessa Fernandes e João Pedro Silva partilharam com a plateia a história da sua descoberta e progressão no triatlo, bem como o dia a dia de um atleta de alta competição.

Como um dos objectivos do colóquio era a apresentação do novo Clube de Triatlo, os representantes e fundadores do /Clube de Triatlo da Benedita/, Rafael Caetano e António Luís Silva, procederam à explicação do projecto, e da sua inclusão como clube do Externato Cooperativo da Benedita, elevando o seu carácter pedagógico e inclusivo.

No âmbito da criação do novo clube, foi lançado um concurso de logótipo destinado aos alunos do Externato Cooperativo da Benedita, o trabalho vencedor foi da autoria da aluna Marília Sousa da turma 12ºE.

O Presidente do Município de Alcobaça, Dr. Gonçalves Sapinho, baseou a sua intervenção no carácter pedagógico e sociológico do desporto, salientando o papel dos atletas neste processo. Declarou ainda o apoio do Município da Alcobaça aos jovens talentos nas áreas da cultura e desporto.

Os trabalhos no auditório finalizaram com a intervenção do Director Pedagógico do Externato Cooperativo da Benedita, Dr. Alfredo Lopes, que salientou a valência e importância do projecto "Clube de Triatlo na Benedita - Externato Cooperativo da Benedita" para o efectivo e real cumprimento de objectivos inerentes ao Projecto Educativo da escola.

In Rádio Cister

CONCERTOS DE NATAL: Alcobaça e São Martinho do Porto

"Mostra de Reis Magos" de 17 de DEZ a 6 de JAN | Alcobaça

De 17 de Dezembro de 2008 a 6 de Janeiro de 2009, a Galeria de Exposições da Caixa de Crédito Agrícola, em Alcobaça, recebe a Mostra de Reis Magos elaborada por utentes seniores das IPSS’s de Apoio ao idoso do Concelho.


Horário:
10h00 às 12h00
14h00 às 17h00

Mais Informação

É Montense, Vive no Brasil e Faz Sucesso Com Uma Grande Representação de Alcobaça

Henriqueta Henriques é natural dos Montes e vive em Niterói, Rio de Janeiro onde possui um famoso restaurante que muito tem divulgado Alcobaça e Portugal, A Gruta de Santo António.
Henriqueta editou agora um livro onde ensina as suas receitas e onde divulgando a sua história de vida, as suas tradições e até mesmo a nossa cidade e a nossa cerâmica... Foi homenageada e distinguida por diversas vezes em Niterói, como Mulher do Ano, Prémio Empreendedorismo, etc.

Recentemente a RTP exibiu uma excelente reportagem sobre esta nossa conterrânea que muito pode servir de exemplo para todos: ww1.rtp.pt/multimedia/index.php?tvprog=16193

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

As Actuais Não Funcionam, Mas...

Geminação de Alcobaça com município belga de Hasselt
A Câmara Municipal de Alcobaça visita este fim de semana o município belga de Hasselt, estando em cima da mesa uma proposta de geminação.

Depois de Alcobaça ter já recebido uma pequena comitiva belga, aquando dos doces conventuais, surge agora a oportunidade de visitar a localidade onde se encontra o Mosteiro cisterciense de Herkenröd.

O monumento é gerido por privados, mas este convite surge por parte da autarquia de Hasselt que, em carta endereçada ao executivo de Alcobaça, menciona sua vontade em geminar-se com a autarquia portuguesa, dando assim continuidade aos bons relacionamentos que têm sido desenvolvidos desde meados de 2006.

Sobre uma hipotética geminação, Gonçalves Sapinho, que delegou na vereadora da Cultura, Alcina Gonçalves, a representação de Alcobaça nesta visita a Hasselt, afirma que a Câmara "está absolutamente disponível para poder ponderar a possibilidade" de se fazer uma geminação entre ambos os municípios cistercienses.

In Rádio Cister

Réplica de Mosaico Romano Vai Ser Atracção do Novo Jardim da Póvoa

Um espaço junto da Capela da Póvoa, em Cós (Alcobaça), adquirido pela Câmara Municipal de Alcobaça, vai ser transformado num pequeno parque de estacionamento e num espaço verde.

Uma réplica do mosaico romano, encontrado no Pedrógão da Póvoa, em 1902, e que esteve patente em exposição entre Março e Julho de 2007 no Mosteiro de Alcobaça, será a grande atracção decorativa do novo jardim público.

O presidente da Junta de Freguesia de Cós, Álvaro Santo, manifestou, entretanto, o desejo de colocar naquele espaço casas de banho.
In Rádio Cister

Boletim Municipal DEZ.08 Já Na Rua!

Está já disponível para download o Boletim Municipal de Dezembro 2008. O acesso poderá ser feito através do sítio internet da C.M.A..



Mais Informação

Download do Boletim Municipal

2.ª Edição do Mercado Natal Prolongada até 21 de Dezembro | Alcobaça

Este pequeno mercado destina-se a atrair potenciais compradores ao Centro Histórico da cidade, e serve de convite às famílias do Concelho e da região para fazerem as compras de Natal num ambiente diferente, e com espírito natalício. Os produtos que estarão expostos e comercializados serão de origem nacional.
Para além da venda de produtos como pele, doces, licores, vinhos, azeite, queijos fruta (maçã e pêra), cristal e porcelana, o Mercado Natal conta ainda com expositores de artesanato, um Atelier Infantil, a "Casa do Pai Natal", insufláveis, animação de rua e o regresso do Comboio turístico.

Horário:
Todos os dias: Das 11h00 às 20h00

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Alcobaça, São Martinho do Porto e Cós Recebem 4 Concertos Para Comemorar Época Natalícia

CONCERTO DE NATAL "Bach & Händel" - 14 de Dezembro
Integrado na programação da Câmara Municipal de Alcobaça para o Natal, este Domingo, o Mosteiro de Cós recebe, pelas 18h30, o concerto " Bach & Händel", interpretado pela Orquestra Camerata Antiqua e a classe de Canto da Universidade de Aveiro. Sobre a direcção musical do maestro Vasco Negreiros, o espectáculo promete oferecer momentos de celebração e espiritualidade. Do programa constam o salmo «Laudate pueri Dominum» e a Música Aquática, de Händel, e o 1.º Concerto Brandemburguês e a cantata «Fallt mit Danken, fallt mit loben», de Bach.
A entrada é livre.

IGREJA DE SÃO MARTINHO DO PORTO - 20 de Dezembro
Músicas de Natal interpretadas por Filipe de Moura (Tenor)
21h00
Entrada livre

ACADEMIA DE MÚSICA DE ALCOBAÇA - 20 de Dezembro
Anunciado inicialmente para o dia 13 de Dezembro, o já habitual concerto de Natal da Academia de Música de Alcobaça realiza-se no dia 20 de Dezembro, Sábado, pelas 21h30, no Cine-Teatro de Alcobaça. Este ano pretende-se fazer uma grande produção envolvendo narrador, orquestra e coro que faça sonhar o público neste período tão especial.
Preço: 3€ (S/ DESCONTOS)
Entrada livre a sócios

M/ 6

IGREJA DO MOSTEIRO DE ALCOBAÇA - 21 de Dezembro
15h30
Quarteto Vocal Masculino "Sine Cura" de Lisboa
Coro Juvenil da Paróquia de Alcobaça
Orquestra Tuna da Sociedade Musical Santa Cecília de Aveiro
Coro da Academia de Música de Alcobaça
Entrada livre

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Exposição de Cerâmica em Alcobaça - Precisa-se...

Após Setembro de 2006, por ocasião da apresentação na Galeria de Exposições Temporárias do Mosteiro de Alcobaça da colecção de cerâmica da Casa-Museu Vieira Natividade, em que para além desta colecção, foi feita uma breve apresentação de actuais modelos das nossas fábricas locais, nunca mais vi nenhuma manifestação de tal qualidade do sector em Alcobaça. A intenção do comissário para esta exposição era "um diálogo entre os quatro séculos de cerâmica representados naquela colecção e a produção actual".

Sinto um certo desassossego em saber que o nosso concelho é tão rico neste sector, muito embora este esteja em crise, mas que não se faça nada para premiar a criatividade destas empresas resistentes, que todos os dias se esforçam para desenvolver novos produtos e que tentam ser competitivas em marés tão negativas.

No referido certame de há 3 anos atrás, muitas mais empresas deveriam ter estado presentes se realmente queríamos demonstrar a força da cerâmica em Alcobaça, mas compreendo que não era a ocasião mais adequada, quando a atracção principal era a colecção antiga da Casa Museu. Aspeças apresentadas de fábricas locais eram apenas um breve apontamento, o tal "diálogo" a que o comissário se referiu entre o antigo e o moderno.

Sendo assim, tenho vontade de ver a expressão da nossa cerâmica num evento em exclusivo dedicado a ela, tenho sede de ver o que de criativo se faz no quotidiano nas empresas da região, anseio ver estas empresas orgulhosas de expor os seus produtos e serem premiadas pela criatividade e espírito de resistência em dias tão difíceis do sector; quero vê-las destacar pela positiva ao invés de serem manchete de jornais com encerramento de portas. Há que fazer esse manifesto hoje e não premiar esforços quando estes de nada valem...

Tratemos de juntar esforços e organizar uma exposição de cerâmica à altura de Alcobaça, à altura da comunidade alcobacense, com as nossas fábricas e mostrar o que sabemos fazer. Muitas destas fábricas são 80% viradas para o mercado exterior e muitos dos seus produtos grandemente apreciados no estrangeiro. Algumas destas fábricas fazem-se representar nos certames internacionais de maior prestígio, mas na cidade são consideradas os parentes pobres...Vamos trazer as pessoas à cidade e mostrar o nosso manifesto a estes trabalhadores e criadores "sobreviventes" que em tempos tão difíceis, todos os dias remam contra a maré, fazendo o "caminho contrário daquele que é esperado, a resignação. É aqui que reside o valor e coragem destas gentes..."

Cristiana Bernardes
CeramicACB - http://ceramicacb.blogspot.com/

Novo Blogue Alcobacense

Ora aí está o novo blogue Fleming de Oliveira (http://flemingdeoliveira.blogspot.com/), um novo espaço inaugurado no dia 4 de Dezembro de 2008 com a colaboração de José Alberto Vasco. Neste blogue vai colaborar também a melómana, dançarina e estudante Ana Cláudia Nunes. Um blogue que "pretende dar conhecimento de alguns apontamentos históricos de Alcobaça e do país, bem como profissionais e até familiares".

Que seja Bem-vindo!

Alcobaça Prepara Época de Natal Com Concertos | 14 e 20 de Dezembro

CONCERTO DE NATAL " Bach & Händel"
Integrado na programação da Câmara Municipal de Alcobaça para o Natal, este Domingo, o Mosteiro de Cós recebe, pelas 18h30, o concerto "Bach & Händel", interpretado pela Orquestra Camerata Antiqua e a classe de Canto da Universidade de Aveiro.


Sobre a direcção musical do maestro Vasco Negreiros, o espectáculo promete oferecer momentos de celebração e espiritualidade. Do programa constam o salmo «Laudate pueri Dominum» e a Música Aquática, de Händel, e o 1.º Concerto Brandemburguês e a cantata «Fallt mit Danken, fallt mit loben», de Bach.

A entrada é livre.

ACADEMIA DE MÚSICA DE ALCOBAÇA
No dia 20 de Dezembro, sábado, 21h30, no Cine-Teatro, é a vez da Academia de Música de Alcobaça apresentar o já habitual Concerto de Natal. Este ano pretende-se fazer uma grande produção envolvendo narrador, orquestra e coro que faça sonhar o público neste período tão especial.


Preço: 3€ (S/ DESCONTOS)
Entrada livre a sócios
M/ 6

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Rastreios Oftalmológicos Infantis no Concelho de 10 a 12 de Dezembro

RASTREIOS OFTALMOLÓGICOS EM ÉPOCA NATALÍCIA
Os rastreios oftalmológicos infantis voltam ao Concelho de Alcobaça de 10 a 12 de Dezembro. Um trabalho conjunto da Cruz Vermelha Portuguesa e do Gabinete Médico Veterinário da Câmara Municipal de Alcobaça, que vai abranger crianças com idades compreendidas entre os 2 e os 3 anos frequentadoras das IPSS's do Concelho.

Trata-se de uma campanha a nível nacional, com o objectivo de detectar, precocemente, problemas oculares típicos das crianças - estrabismo, miopia, astigmatismo, hipermetropia e doenças de maior gravidade - ambliopia, cataratas congénitas e retinoblastomas (tumor ocular frequente na infância). Não sendo detectadas e tratadas nestas idades, estas doenças podem provocar atrasos irrecuperáveis no desenvolvimento do sistema visual.

Mais Informação

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

ESPÍRITO NATALÍCIO NA PRAÇA 25 DE ABRIL | De 6 a 14 Dezembro | Alcobaça

Inaugurou no passado dia 6 de Dezembro, pelas 11h00, a 2.ª edição do Mercado de Natal de Alcobaça. O local escolhido para o evento foi a Praça 25 de Abril, frente ao Mosteiro de Alcobaça, e prolonga-se até 14 de Dezembro.


Este pequeno mercado destina-se a atrair potenciais compradores ao Centro Histórico da cidade, e serve de convite às famílias do Concelho e da região para fazerem as compras de Natal num ambiente diferente, e com espírito natalício. Os produtos que estarão expostos e comercializados serão de origem nacional.

Para além da venda de produtos de pele, doces, licores, vinhos, azeite, queijos, fruta (maçã e pêra), cristal e porcelana, o Mercado Natal conta ainda com expositores de artesanato, um Atelier Infantil, a "Casa do Pai Natal", insufláveis, animação de rua e o regresso do Comboio turístico.

Horário:
Todos os dias: Das 11h00 às 20h00

Nota: O insuflável estará apenas em Alcobaça nos dias 8, 12, 13 e 14 de Dezembro.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Boa Prenda de Natal Para Cós

Cós recupera Farmácia que perdeu há 8 anos
Cós deverá recuperar, em breve, a farmácia que perdeu há oito anos.Foram publicados em Diário da República as farmácias candidatas admitidas a concurso público.

Há 15 interessados em abrir uma farmácia naquela freguesia.O concurso para a reabertura da Farmácia em Cós, da responsabilidade da Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde I.P. (Infarmed), foi uma exigência da Junta de Freguesia de Cós, presidida por Álvaro Santo e da Câmara Municipal de Alcobaça.

O Presidente da autarquia, Gonçalves Sapinho, diz que o concurso é uma «conquista que resulta do trabalho e pressão desenvolvidos por Alcobaça». A população de Cós tem utilizado as farmácias de Alcobaça, Pataias e Juncal bem como a ajuda do Centro de Bem Estar Social de Cós, que se responsabiliza pelas receitas médicas dos utentes. Uma situação que, em breve, deixará de ser necessária.
In Rádio Cister

Quinzenário "O Alcoa" Já Está a Oferecer os Seus Emblemáticos Presépios de Natal

É verdade! Os responsáveis do venerando quinzenário Alcoa voltaram a ter a brilhante ideia de mandar fazer uns curiosos presépios de montar, em papel, que oferecem a todas as crianças (e não só...) que os procurem na sede daquele jornal. Esses presépios são apenas compostos pelas suas tradicionais e elementares personagens, propondo-se que sejam montados em grutas ou cabanas cuja edificação estética fica ao cuidado da própria criançada, que assim se poderá lançar muito facilmente no mundo da cenografia... A ideia é mesmo boa e bastante criativa, bastando aqui acrescentar (para quem não sabe) que a sede daquele ilustre quinzenário se situa no nº 4 da Rua Miguel Bombarda, em Alcobaça. Feliz ideia!
In Nas Faldas da Serra

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Vanda Furtado Marques Lança a Padeira de Aljubarrota, Em Alcobaça, no Armazém das Artes

A escritora alcobacense Vanda Furtado Marques vai lançar no próximo sábado, 29 de Novembro, o seu terceiro livro: A Padeira de Aljubarrota, editado pela 7 Dias 6 Noites. O lançamento terá lugar em Alcobaça, no Armazém das Artes, às 17 horas, sendo o novo livro apresentado pelo escultor José Aurélio. Nesta sua nova odisseia literária A Padeira de Aljubarrota, Vanda Furtado Marques tem a colaboração da ilustradora Susanne Estêvão da Silva, prometendo não deixar novamente por mãos alheias os seus créditos de (muito) bem sucedida autora: é de ir e fruir!
In Nas Faldas da Serra

Terceira Idade Debatida em Alcobaça

Na próxima sexta-feira, dia 28, a Biblioteca Municipal de Alcobaça acolhe uma palestra subordinada aos temas "A afectividade na Terceira Idade", onde será abordada a vida sexual, e "Terceira Idade e o Exercício (pleno) da Cidadania".

Numa organização da USALCOA - Universidade Sénior de Alcobaça, esta é a primeira de várias palestras e conferências a realizar nos próximos meses no âmbito da disciplina Formação para a Cidadania e abertas a todos os interessados. Desta feita, tem a palavra Maria do Rosário Ermida, enfermeira-chefe do Centro de Saúde de Santa Clara - Coimbra.

A palestra tem início marcado para as 15h00 e a entrada é livre.
In Gazeta das Caldas

terça-feira, 25 de novembro de 2008

X Mostra de Doces e Licores Conventuais - Rescaldo

Mais de 30 mil visitantes passaram pelo Mosteiro de Alcobaça
Terminou com sucesso a X Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais que decorreu de 13 a 16 de Novembro, no Mosteiro de Alcobaça. Mais de 30 mil visitantes encheram o Refeitório, a Sala dos Monges e Sala do Capítulo do Mosteiro de Alcobaça.
Jornal Tinta Fresca


Mais de 30 mil visitantes provaram doces conventuais
Reportagem na Oeste TV

Mercado Natal | 6 a 14 de Dezembro | Alcobaça

A 2.ª edição do Mercado de Natal volta às ruas da cidade de Alcobaça de 6 a 14 de Dezembro. Este ano, o local escolhido é a Praça 25 de Abril, frente ao Mosteiro de Santa Maria.


As candidaturas à participação no evento podem ainda ser feitas até final desta semana, 28 de Novembro, e os interessados devem entregar o boletim de inscrição pessoalmente na Secção de Expediente Geral da CMA ou enviar por correio registado para:
Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Alcobaça
Mercado de Natal
Praça João de Deus Ramos
2461-501 Alcobaça


Os produtos a expor e comercializar deverão ser de origem nacional, sendo que a organização dará preferência aos produtos específicos da zona de Alcobaça.

A Ficha de candidatura, e as normas podem ser levantadas e consultadas no site www.cm-alcobaca.pt e nos serviços de atendimento da CMA.

O Mercado de Natal destina-se a atrair potenciais compradores ao Centro Histórico da cidade, e vai decorrer todos os dias das 11H00 às 20H00. Uma iniciativa que convida as famílias a fazerem as compras de Natal num ambiente diferente, e com espírito natalício.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

--

Só espero que não se esqueçam disto, referido no ano passado.

Luz Verde Para NOSE | Município de Alcobaça

Apoio e encaminhamento a empreendedores no topo das prioridades
Encontra-se finalmente aprovado o projecto NOSE - Network of Social Enterprises, candidatado ao Programa de Iniciativa Comunitária URBACT II, do qual o Município de Alcobaça é parceiro, juntamente com Municípios de Inglaterra, França, Espanha, Grécia, Chipre, Suécia e o líder italiano.

O projecto havia já sido pré-aprovado na primeira fase, juntamente com outras 24 candidaturas de outras parcerias. À fase de desenvolvimento, ou segunda fase, passaram apenas 19 projectos, entre os quais o NOSE. Nas próximas semanas será então altura de definir o formato final de todo o projecto, bem como as acções e calendário das mesmas.

O NOSE insere-se na medida "Cidades, motores de crescimento e criação de emprego", visando a promoção do empreendedorismo através da criação de uma rede de incubadoras de micro-empresas. Nesse âmbito, o NOSE visa incentivar o auto-emprego e estimular o aparecimento de novas iniciativas empresariais, direccionadas para a prestação de serviços. O fortalecimento da coesão económica e social do território e o desenvolvimento urbano sustentável são também alguns dos objectivos elencados pela parceria.

O projecto tem um orçamento global de 687.000 Euro, dos quais caberá ao Municipio de Alcobaça executar 62.000. A comparticipação comunitária é de 75%.

O período de desenvolvimento do projecto será de 30 meses, período durante o qual as diversas acções de promoção, sensibilização e apoio aos agentes económicos serão desenvolvidas.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

domingo, 23 de novembro de 2008

Biblioteca Municipal de Alcobaça Comemora Sete Anos

A Biblioteca Municipal de Alcobaça comemora no próximo domingo (Hoje) sete anos de existência.

Como não poderia deixar de ser, para assinalar a data, haverá sessões de contos de histórias para crianças e também para adultos.

O programa começa às 15h00 com o actor, músico e contador de histórias, Carlos Marques, que contará histórias "da nossa tradição oral a partir de formas ancestrais de comunicação, como o riso, jogos dramáticos e a música".

À mesma hora, a escritora Mafalda Milhões contará histórias "transmitidas pelo tempo, pelos avós e pelos tios que liam a natureza".

Uma hora e meia depois, às 16h30, cantar-se-ão os parabéns à Biblioteca.

Segundo a vereadora da Cultura, Alcina Gonçalves em 1998, a cidade não tinha um único auditório. Hoje em dia, existem várias ofertas, entre espaços públicos e outros privados, mas nem por isso a Biblioteca Municipal deixou de ser, quase diariamente, solicitada para a realização de eventos.
In Rádio Cister

Ontem, 22/11, 109 anos que nasceu JVNatividade

"A árvore e a cidade" - Joaquim Vieira Natividade
«Uma das coisas que desfavoravelmente impressiona quem visita o nosso País é a incapacidade, aparente ou real, para, com inteligência e dignidade, aproveitarmos a árvore no urbanismo. Há quem fale, à boca pequena, de atávicos instintos arboricidas, o que é desprimoroso, antipático, quando não degradante e sinistro, porque pode levar a crer que, apesar de baptizados e de nos termos por bons cristãos, de todo nos não libertámos ainda dos vícios e das tendências ingénitas, da infiel moirama. Para se contornarem os melindres, recorramos, não já ao neologismo "arborifobia", porventura também cruel, mas a eufemismos suaves e eruditos, como a dendroclastia, para traduzir o desamor de muitos dos nossos municípios pela árvore ornamental.

Em boa verdade, por esse País fora, em tantas caricaturas de jardins a que se dá por vezes o nome de parques municipais, raro se nos depara uma árvore verdadeira, uma árvore autêntica, em todo o esplendor da majestosa arborescência; a árvore esbelta, digna, umbrosa e acolhedora, orgulho da Criação. Onde acaso existiu, poucas vezes escapou a brutais mutilações que a transformaram em grotesco Quasímodo, sem o mínimo respeito pela dignidade do mundo vegetal. Nos jardins, em lugar da árvore, plantou-se um reles ersatz, uns arbustozitos burlescos, quase bobos arbóreos, tão inúteis que nem dão sombra a uma pessoa crescida: as tais falsas acácias de importação, maneirinhas, embonecadas, dengosas, com o ar, não de fazerem parte do jardim, mas de terem ali ido, em passeio, exibir ramagem, com a sua "permanente" manipulada no salão de qualquer coiffeur arborícola municipal.

Compreende-se, num povo de fraca cultura, o desamor instintivo ao marmeleiro e ao castanheiro, árvores estas consideradas, desde remotos tempos, estimáveis ferramentas de educação e esteio dessa vida patriarcal, austera e digna, que os velhos, ao olharem o que vai pelo mundo, recordam com saudade e respeitoso enlevo.
Já se não compreende, todavia, que se mutilem ou suprimam sem piedade o ulmeiro, o plátano, o umbroso freixo, o álamo esbelto, os nobres e austeros ciprestes, os cedros, os carvalhos e tantos outros soberbos gigantes vegetais que, estranhos, embora, muitos deles à nossa flora, encontraram na Lusitânia como que a sua segunda pátria.

Num país castigado por uma ardente canícula, dir-se-ia que temos horror à sombra; onde se pediam arvoredos frondosos e acolhedores, o ninho de um oásis a suavizar as inclemências do estio, fizemos terreiros imensos, cruamente ensoalheirados e inóspitos; quando tantos dos nossos monumentos lucrariam com uma nobre moldura vegetal que acarinhasse e aquecesse a frieza da pedra ou por vezes quebrasse, com a cortina da folhagem, a monotonia das grandes massas arquitectónicas, e num ou noutro caso escondesse até a sua real pobreza; quando a presença da árvore exaltaria o poder evocador e o poético encanto que emana de tantas ruínas, como acontece aos templos perdidos nos bosques sagrados da Grécia nós, pela calada, metodicamente, cinicamente, fomos degolando, mutilando, rapando tudo o que tivesse jeito de árvore para não prejudicar as "vistas", tal como faria qualquer ricaço de letras gordas aos empecilhos que ofuscassem ou escondessem os arrebiques pelintras do seu chalet.

O que haveria a dizer sobre as grandezas e as misérias da árvore nas cidades e nas vilas de Portugal!»

Via RRaimundo

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Estrada Nacional 242 “Vai Para Obras”

Começaram já os trabalhos da empreitada da Estradas de Portugal, "EN 242 - Beneficiação entre Nazaré (km 34+700) e Alfeizerão (Km 51+370)".
A empreitada em questão foi a concurso com um valor base de €2.213.000,00, e destina-se ao alargamento pontual do perfil de estrada, construção de ciclo-via, regularização de taludes, melhoria do sistema de drenagem, construção e pavimentação de passeios, poda e corte de árvores, melhoria da sinalização vertical e horizontal existentes e ainda alargamento de um pontão e de uma passagem hidráulica.
Esta obra resulta de um entendimento perfeito entre o Município de Alcobaça e a Estradas de Portugal. De salientar a construção da nova ciclo-via Alfeizerão - São Martinho do Porto, que resulta de negociações e contactos com os proprietários do lado norte da EN 242.
Naturalmente, espera-se a melhor colaboração dos mesmos, numa obra que trará benefícios para todos e que reforçará a coesão num dos eixos primordiais do desenvolvimento do Concelho, o eixo Alfeizerão - São Martinho do Porto e a sua vocação turística.
O prazo de execução dos trabalhos é de 300 dias.
O Município de Alcobaça congratula-se com esta iniciativa e tem as maiores expectativas em relação à mesma.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

X Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais Foi Um Sucesso

ALCOBAÇA REFORÇA TÍTULO DE "CAPITAL" DA DOÇARIA CONVENTUAL
Terminou, com sucesso, a X Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais que decorreu de 13 a 16 de Novembro, no Mosteiro de Alcobaça.
Cerca de 30 mil visitantes encheram as salas azul, rosa e verde, cores que deram vida às conhecidas divisões do Mosteiro: Refeitório, Sala dos Monges e Sala do Capítulo, respectivamente.

Depois de inaugurada na quinta-feira, 13 de Novembro, a Mostra contou com inúmeras actividades que animaram o certame de dia e noite, e ficou marcada pela forte presença estrangeira: Espanha, Bélgica (presentes pela primeira vez) e França. Dos 39 stands participantes, onde se incluíram expositores de Norte a Sul do País, destaque para a representação dos Arquipélagos da Madeira (estreantes) e Açores.

Para assinar o X ano de Mostra, logo no dia da inauguração o Município homenageou, com uma pequena lembrança - um avental de Chita, os 14 expositores que permanecem desde o primeiro dia na organização deste evento. Foram homenageadas as seguintes casas: Pastelaria o Forno - Abrantes; Casa do Pão-de-Ló de Alfeizerão - Alcobaça; David Pinto & Companhia, Lda - Alcobaça; Pastelaria A Casinha dos Montes - Alcobaça; Pastelaria Alcôa - Alcobaça; Pastelaria Saraiva - Alcobaça; Manuel da Silva Bastos - Arouca; Maltezinhas de Francisca Casteleiro - Beja; Pastelaria O Gigo - Braga; Maria José Cambetas - Évora; Pastelaria Clarinha - Guimarães; O Mosteiro - Lorvão e "A Pousadinha" - Tentúgal.

A presença já habitual do Chefe Silva foi também lembrada pela organização com uma homenagem pública ao grande mestre da doçaria conventual. O Chefe Silva foi também o líder dos jurados do Concurso de Doçaria Conventual que decorreu na tarde do dia 13, e contou ainda com a mestria de Filipa Vacondeus, Henrique Sá Pessoa, Irene Gonçalves e Amílcar Malho, que avaliaram 28 doces, oriundos de vários pontos do País. O "Manjar dos Deuses", da Pastelaria Alcôa, Alcobaça, foi premiado com o título de melhor doce.

Foram também entregues duas menções honrosas à Pastelaria Maltezinhas de Francisca Casteleiro, Beja, que apresentou o doce "Queijinhos de Hóstia", e à Pastelaria Vieira, Alcobaça, que concorreu com o doce "Gargantas de Freira". O Júri decidiu também premiar com o "Prémio Especial do Júri" a Pastelaria Casinha dos Montes com o doce "Encanto das Monjas".

VISITAS
Durante quatro dias em que Alcobaça foi uma cidade internacional, o Município acolheu ainda uma comitiva de Alcobaça do Brasil, cidade geminada com Alcobaça, que se fez representar pelo Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça - Estado da Bahia, Jackson Vieira Torres.

A internacionalização continua a ser um objectivo prioritário. No Domingo, uma comitiva polaca, da cidade de Belchatow - localidade que poderá estar no próximo ano representada, em expositor, na XI Mostra, - juntamente com Jackson Vieira Torres, assinaram, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o livro de honra do Município. Na cerimónia protocolar, Jackson Vieira Torres, condecorou Gonçalves Sapinho com o título de Cidadão Honorário de Alcobaça do Brasil.

E como nem só de doces foi feita esta Mostra, no Mosteiro esteve ainda patente uma Exposição Retrospectiva dos "X Anos de Mostra", que registou, em fotografias, o percurso deste grande certame que é hoje considerado o maior evento anual realizado no Concelho. O Município lançou ainda o Livro "10 anos 10 Receitas".

Para visitantes, participantes e organização a opinião é unânime e as expectativas foram superadas. A promessa está feita, este é um evento para repetir.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Julgados de Paz em Alcobaça

No passado dia 12 de Novembro, Sua Excelência o Ministro da Justiça, Alberto Costa assinou , no Salão Nobre do Ministério da Justiça, vários Protocolos com Municípios, tendo em vista a instalação, em regime de parceria, de uma inovadora solução - O JULGADO DE PAZ - que, após este acto, atinge já o número de 24, em todo o País.

Alcobaça aceitou este desafio desde o início, sem hesitações, e a nova Instituição vai ser instalada a curto prazo.

Quais, então, os objectivos de um JULGADO DE PAZ?
- Resolução alternativa de litígios;
- Resolução de conflitos de forma mais célere e económica para as partes;
- Promover a proximidade justiça/cidadão;
- Descongestionamento dos Tribunais.

O Município tudo fará para que este novo serviço abra as suas portas o mais rapidamente possível. O desejo é que a actividade não inicie a título experimental, mas sim de forma consolidada, dado que o sistema já foi testado, com sucesso, numa dezena de Municípios , e está hoje comprovada a sua utilidade.

Na medida do possível, é agora também objectivo do Município, que este serviço abarque ainda os serviços de Mediação Familiar e a Mediação Laboral.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Piscinas Municipais de Pataias Inauguram Este Domingo | 23 de Novembro | 12h00

PATAIAS COM NOVO EQUIPAMENTO DESPORTIVO
Está marcada para Domingo, 23 de Novembro, pelas 12h00, a inauguração das Piscinas Municipais de Pataias. A cerimónia contará com a presença de José Gonçalves Sapinho, Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça e Pedro Queiroz Pereira, Presidente do Conselho de Administração da SECIL.

O Projecto resulta de um protocolo assinado entre o Município e a Empresa SECIL, que concedeu a maior parte dos materiais usados na obra (betão branco, preto e óxido de ferro, painéis Viroc, argamassas, cimentos cola, prefabricados, etc.).

Um investimento que ronda os 2.5 milhões de Euro - Autarquia (30%) e SECIL (70%) - que visa dotar a Freguesia de Pataias, assim como as freguesias mais próximas: Cós, Alpedriz, Montes e Martingança - cerca de 12 mil habitantes - de um equipamento desportivo propício a aprendizagem, lazer e recreio na área da natação.

A gestão ficará a cargo da Junta de Freguesia de Pataias.


CARACTERÍSTICAS
O edifício implanta-se num lote com a área total de 20 720 m². A área bruta de construção ronda os 2 480 m², distribuídos por uma galeria técnica em cave, piso 0 e piso superior, onde se encontram as bancadas (160 lugares) para o público e o bar.

Conjugando a possibilidade de usar um material nobre como é o betão branco, num território praticamente plano e descartado de referências arquitectónicas e urbanas, surgiu a intenção de desenhar um edifício com um carácter de objecto plástico, uma escultura habitável. Contrariando o sentido de massa e peso inerente ao betão, imaginou-se uma "folha branca" que se recortou e se moldou em várias dobras, como se de um trabalho manual se trata-se, e que depois se colocou naturalmente sobre o terreno. A cobertura em madeira trará para além de uma grande beleza e conforto visual ao espaço interior, a eliminação dos indesejados "ecos" característicos nas naves desportivas.

Este foi um equipamento desportivo planeado para ser "amigo do Ambiente" e fará o aproveitamento de energia solar através de painéis solares para o aquecimento da água, que permitirão a redução, substancial, do consumo de gás. A edificação possui paredes em betão aparente, hidrofugado, que vão permitir também, pela sua elevada inércia, reduzir as percas de calor para o exterior.

Os espaços
Com lotação máxima diária de 842 utentes, as Piscinas Municipais são compostas por um átrio de entrada, uma recepção, bar/cafetaria com esplanada, balneários masculinos e femininos, devidamente adaptados aos utentes portadores de deficiência, balneário para crianças acompanhadas pelos pais, um pequeno ginásio e área técnica, sala de apoio para monitores e ainda casas de banho públicas.

Piscina principal:
. 25m x 12.5m;
. Seis pistas;
. Profundidade variável entre 1.40 e 2.00 m
. Indicada para natação pura, aprendizagem e competição,
e pólo aquático.
Piscina pequena:
. 12.5m x 8m;
. Quatro pistas;
. Rampa de acesso para pessoas com mobilidade condicionada;
. Indicada para aprendizagem, natação para bebés, hidroginástica e hidroterapia.

OUTRAS VALÊNCIAS DESPORTIVAS
O lote destinado à implantação deste equipamento é ainda constituído por uma ampla zona verde, essencialmente vocacionada para recreio, desporto e lazer, e dispõe de um parque infantil com vários materiais infantis para crianças dos 3 aos 12 anos.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Doclisboa em Alcobaça de 21 a 24 de Novembro | Cine-Teatro




10 sessões, 8 filmes e 6 obras premiadas!
Durante 4 dias, de 21 a 24 de Novembro, o Doclisboa, o mais importante Festival de Cinema Documental no país, está de volta ao Cine-Teatro de Alcobaça.
Pelo terceiro ano consecutivo, esta é a oportunidade única de observar o melhor do documentário nacional e internacional.
Em Outubro, o mundo inteiro coube em Lisboa.
Em Novembro, o mundo inteiro passa por Alcobaça.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

"Manjar dos Deuses" Foi o Doce Vencedor do Concurso de Doçaria Conventual

"MANJAR DOS DEUSES" FOI O DOCE VENCEDOR
Pastelaria de Alcobaça recebe 1.º Prémio


Decorreu, esta tarde, o Concurso de Doçaria Conventual integrado na X Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça.

O Júri, liderado pelo Chefe António Silva, contou com nomes como Filipa Vacondeus, Henrique Sá Pessoa, Irene Gonçalves e Amílcar Malho, e avaliou 28 doces, oriundos de vários pontos do País, premiando o "Manjar dos Deuses", da Pastelaria Alcôa, Alcobaça, com o título de melhor doce.

Foram ainda entregues duas menções honrosas à Pastelaria Maltezinhas de Francisca Casteleiro, Beja, que apresentou o doce "Queijinhos de Hóstia", e à Pastelaria Vieira, Alcobaça, que concorreu com o doce "Gargantas de Freira". O Júri decidiu também premiar a Pastelaria Casinha dos Montes com o doce "Encanto das Monjas".

Esta manhã os participantes homenageados foram:
. Pastelaria o Forno - Abrantes
. Casa do Pão-de-Ló de Alfeizerão - Alcobaça
. David Pinto & Companhia, Lda - Alcobaça
. Pastelaria A Casinha dos Montes - Alcobaça
. Pastelaria Alcôa - Alcobaça
. Pastelaria Saraiva - Alcobaça
. Manuel da Silva Bastos - Arouca
. Maltezinhas de Francisca Casteleiro - Beja
. Pastelaria O Gigo - Braga
. Maria José Cambetas - Évora
. Pastelaria Clarinha - Guimarães
. O Mosteiro - Lorvão
. A Pousadinha - Tentúgal

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Dois Excelentes Documentos

O Mosteiro de Alcobaça, de 1834 a 2008
por Paulo Bernardino
Reabilitação e Revitalização do Conjunto Monástico

Novos documentos para a História do Caminho Real entre a Pederneira e S.Martinho do Porto no Século XVIII
por Pedro Penteado

Ambos via Bazar das Monjas de Coz.

Um Gosto, Um Vintém

Um Gosto, Um Vintém - Uma entidade dedicada ao comércio de antiguidades, velharias, utilidades e coleccionismo em Alcobaça apresenta:

Exposição de Tapeçaria de Júlia Ramalho, Pintura e Cerâmica de João Serigado
Rua Frei António Brandão nº21, 1º em Alcobaça.

João Silva Nomeado para Desportista do Ano

De entre 29 nomeados pelas respectivas Federações, os candidatos finais de cada categoria foram escolhidos por um júri alargado de figuras públicas ligadas ao desporto.

O Beneditense João Silva é um dos 5 candidatos finais para a categoria de Atleta Masculino da gala da Confederação do Desporto de Portugal.

Os nomeados são: João Silva (Triatlo); Nelson Évora (Atletismo); João Rodrigues (Vela); João Paulo Fernandes (Desporto para Deficientes) e João Neto (Judo).

Para votar é só aceder a http://galacdp.sapo.pt/ e votar no atleta masculino do ano.

Pode ver o resumo do currículo e vídeo de apresentação em http://www.cdp.pt/desportista-ano/atleta-masculino/6592-joao-silva.html

O triatlo tem mais 3 nomeações: Atleta Feminina do ano - Vanessa Fernandes; Jovem Promessa - Miguel Arraiolos e Equipa Técnica Nacional que também devem ser votados, já que é a modalidade em maior ascenção e que muitas alegrias irá dar aos portugueses.
In Rádio Cister

Depois de 3465 Municípios em Portugal...

Câmara de Alcobaça quer uma incubadora de empresas
A Câmara Municipal Alcobaça quer fomentar a criação de uma incubadora de empresas.
A iniciativa está incluída nas candidaturas do município aos programas de apoio comunitário Interreg e Urbact II.

Entre os vários propósitos desta iniciativa, o principal objectivo passa por promover o empreendedorismo, junto dos trabalhadores que tenham ficado sem emprego na área da cerâmica, estimulando-os a criarem a sua própria empresa, onde a prestação de serviços de apoio social será um caminho a incentivar pelo executivo camarário.

Os primeiros passos deste projecto deverão ser apresentados em Dezembro, entrado em acção a partir do primeiro mês de 2009.

In Rádio Cister

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

HELCOBATIAE

"Caminhos diferentes, para um lugar de encontro"
Galeria Exposições, Ala Sul, Mosteiro de Alcobaça
Inauguração: Sábado, 16 Horas, 15 de Novembro 2008
GRUPO MENSAGEM



Helcobatiae é o título da exposição de cinco artistas ibéricos que se inaugura no sábado, 15 de Novembro na Galeria de Exposições da Ala Sul do Mosteiro de Alcobaça. Quatro pintores e uma escultora, portugueses e espanhóis, representando cinco vozes e expressões que na partilha de experiências, vivências, cultura e arte se encontram em Alcobaça.

Mais informação:
Blogue Ecos e Comentários
Grupo Mensagem

Lamentável!

É lamentável que depois disto e disto ainda aconteça isto como denuncia o Ecos e Comentários.


É triste ver trânsito numa artéria onde o mesmo é proibido mesmo em frente ao mosteiro, é triste ver o estacionamento ilegal passar impune no mesmo local, e continua a ser muito triste ver iniciativas deste género impulsionadas até pela própria CMA.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

CeDeCe e Lisa Ekdall comemoram o 4.º Aniversário do Cine-Teatro de Alcobaça | HOJE, 12 de Novembro

CEDECE E LISA EKDALL COMEMORAM 4.º ANIVERSÁRIO DO CTA
Há quatro anos atrás, no dia 12 de Novembro de 2004, o Município de Alcobaça inaugurava uma nova fase do Cine-teatro: a sua reabertura depois de obras profundas de requalificação. Um dos símbolos arquitectónicos do ilustre Arquitecto Ernesto Korrodi, o Cine-teatro de Alcobaça tornou-se a principal estrutura cultural do Concelho, sendo as Artes do Espectáculo o principal objecto deste espaço.

Para comemorar quatro anos de grandes momentos proporcionados por artistas de elevado renome nacional e internacional, o Município propõe uma semana dedicada à dança e à música, acolhendo no Grande Auditório do CTA uma nova produção da Companhia de Dança Contemporânea - CeDeCe - com o grupo Ad Lib Trio, hoje, 12 de Novembro, pelas 21h30, e a apresentação da sueca Lisa Ekdall, Domingo, dia 16, também pelas 21h30, num concerto exclusivo na região.


MAIS INFORMAÇÃO SOBRE OS ESPECTÁCULOS

GLOBAL@ADLIBTRIO.IO - Companhia de Dança Contemporânea / Ad Lib Trio
12 Novembro 21h30 Quarta-feira 8€

É uma nova produção da CeDeCe, coreografada pela bailarina e coreógrafa Iolanda Rodrigues, que conta com música ao vivo executada pelos próprios compositores - Pedro Pacheco, António Lopes Gonçalves e José Domingues, respectivamente violino, guitarras e percussão/baixo eléctrico.

Este espectáculo assenta numa rede de construção "jazzística" musical e coreograficamente, em que o próprio elenco participa, construindo-se assim um dinâmico desafio entre músicos e bailarinos.

Concepção Maria Bessa, António Rodrigues, Iolanda Rodrigues
Coreografia Iolanda Rodrigues
Música Ad Lib Trio
Figurinos João Taborda
Desenho de Luz António Rodrigues
Elenco (por ordem alfabética) Miguel Areias, Alia Crutcher, Catarina Correia, Benjamin Duran, Haruka Fukuizum, Erica Gawley, Joana Puntel, Patrícia Silva, Luís Sousa, Vanessa Vieira, André Zachery


LISA EKDAHL
16 Novembro 21h30 Domingo 18€ plateia e 15€ Balcão

A sueca Lisa Ekdahl é um dos nomes maiores da nova geração de cantoras que se movem com igual à vontade nas áreas do pop e do jazz. A sua voz de menina, frágil e à flor-da-pele, não deixa ninguém indiferente.

Compositora e letrista das suas próprias canções, tem vindo a atingir o estatuto de estrela um pouco por todo o mundo. Com apenas 23 anos, o lançamento do seu álbum de estreia catapultou-a para a fama no seu país natal, tendo atingido a quádrupla platina ao fim de alguns meses. "Back to Earth", o seu segundo álbum americano, gravado com o trio de Peter Nordahl, consagrou-a como uma das mais fascinantes vozes femininas contemporâneas. Bom exemplo disso é o facto da coreógrafa alemã Pina Bausch ter escolhido algumas das suas canções, ao lado de Nina Simone, Caetano Veloso ou Prince, para integrar o alinhamento dos espectáculos que realizou recentemente em Lisboa. Sendo frequentemente comparada a cantoras como Norah Jones, Diana Krall, Stacey Kent ou Jane Monheit, Lisa Ekdahl possui um tom profundamente carregado de emoção que conquistou já por três vezes os prestigiados Grammy Awards.


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt 262 580 843/61

Município de Alcobaça apresenta Plataforma Electrónica para Contratação Pública | 4 Dez | CTA

MUNICÍPIO PROMOVE ENCONTRO DE ESCLARECIMENTO E APRESENTAÇÃO DE PLATAFORMA ELECTRÓNICA PARA CONTRATAÇÃO PÚBLICA

Numa óptica de desenvolver um trabalho proactivo, de forma a garantir maior funcionalidade e celeridade na resolução dos processos com os fornecedores/ prestadores de serviços/empreiteiros, com recurso às novas tecnologias, a Câmara Municipal de Alcobaça promove, no dia 4 de Dezembro, a partir das 10h00, no Cine-Teatro de Alcobaça, a Apresentação Pública da Plataforma Electrónica a utilizar no âmbito da Contratação Pública no Município de Alcobaça.

Trata-se de uma medida que tem como objectivo descodificar e adaptar as inúmeras alterações introduzidas no novo código da contratação pública que, entre muitas outras, passa a exigir que todos os processos sejam entregues e processados electronicamente.


Como esta não é ainda uma realidade viável para todos os fornecedores/prestadores de serviços ou empreiteiros que trabalham com o Município, serve este encontro para debater e esclarecer todas as dúvidas e questões que possam surgir.

A ordem de trabalhos será a seguinte:
10:00 - Abertura
10:30 - Anotações sobre o Código dos Contratos Públicos;
11:30 - Intervalo
11:45 - Anotações sobre o Código dos Contratos Públicos - Continuação.
13:00 - Interrupção dos trabalhos
14:30 - Apresentação da plataforma www.compraspublicas.com - CONSTRULINK
16:00 - Intervalo
16:15 - Questões e esclarecimentos

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Hoje é Aniversário de Alcobaça (Brasil)

O documento que deu origem a Alcobaça, em 1772

Hoje é aniversário de Alcobaça! São exatamente 236 anos de história!

Nada mais apropriado do que resgatar o documento que deu origem à cidade: os "Autos de Ereção e Demarcação da nova Vila de Alcobaça, na Capitania de Porto Seguro" (1772), documento escrito por José Bernardo do Valle, escrivão, a mando de José Xavier Machado Monteiro, desembargador e ouvidor da então Capitania de Porto Seguro, à qual pertencia as terras da vila de Alcobaça naquela época.


--
Sobre Alcobaça do Brasil: http://alcobaca-bahia.blogspot.com/

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Invest in Alcobaça

A ideia surgiu-me quando vi algo semelhante num aeroporto aquando do meu recente regresso do SE Asiático. Numa das livrarias do aeroporto era vendida uma revista com o título "Invest in Cambodia", algo que me chamou a atençao e que me levou a desfolhar algumas das suas páginas. A ideia é de facto interessante e com boas adaptações poderá ser implementada em Alcobaça.

A nossa cidade recebe anualmente milhares de turistas, a maioria deles oriundos de países desenvolvidos e com fortes capacidades económicas. Muitos desses turistas serão certamente empresários, pessoas com cargos importantes em grandes empresas ou até mesmo pessoas com vontade em fazer qualquer tipo de investimento futuro. E quem sabe se Alcobaça não é mesmo o local que estavam à procura para expandir e/ou criar um novo negócio?
Eles estão cá, então vamos mostrar-lhes o que valemos...

A ideia consiste na criação de um folheto informativo com um título apelativo, que poderá ser mesmo "Invest in Alcobaça", também com tradução para outras línguas. No folheto seriam apresentadas as facilidades que Alcobaça oferece a quem pretenda investir, como por exemplo as recentes baixas de impostos anuncidas pela C.M.A., as vantagens de investir em Alcobaça, os negócios de sucesso que possuímos, entrevistas com alguns dos nossos empresários e quais as razões que os levam a manter vivos os negócios no nosso concelho. Seriam apresentadas as nossas áreas empresariais, os seus bons acessos e até mesmo uma descrição da boa mão de obra profissional e competente que possuímos.
São tudo informações que nós, Alcobacenses conhecemos mas que não estão disponíveis a quem é de fora e que são os grande potenciais investidores.

O folheto poderia estar disponível numa pequena banca junto à porta do Mosteiro e noutros pontos turísticos da cidade onde pudessem ser facilmente visualizados pelos inúmeros turistas que nos visitam. Quem já tiver em mente algumas perspectivas de investimento, facilmente se indetifica com o folheto e o vai retirar...

Alcobaça, nos tempos que correm precisa de captar investimento e esta seria certamente uma boa forma de o conseguir. Quem sabe se:
"Quem passa por Alcobaça, não passa sem lá ficar..."

Nazaré Também Quer Pertencer ao Turismo do Oeste

Depois de Alcobaça, é agora chegada a vez da Câmara Municipal da Nazaré pedir ao Governo a sua integração no Pólo de Desenvolvimento Turístico do Oeste, no qual esperam manter a sua "marca distintiva" e onde deverá encontrar a "alavancagem financeira" dos empreendimentos turísticos em curso no concelho, como a Marina de Recreio e o Campo de Golfe, já em fase de concurso.

A decisão foi aprovada por unanimidade na reunião do executivo camarário na passada segunda-feira, dia 3, e pretende fazer coincidir o território administrativo com o território turístico. Com a entrada de Alcobaça e Nazaré, até aqui integradas em Leiria/Fátima, o Pólo de Desenvolvimento do Oeste passaria a corresponder à área territorial da NUT III Oeste.
[Ler mais, no Oeste Online]

Estátuas Lusas nas Rotas de Santiago

Quatro estátuas em pedra de grande porte partem esta semana de uma pedreira de Moleanos, no concelho de Alcobaça, para a Galiza onde serão colocadas em pontos estratégicos dos Caminhos de Santiago.

As estátuas, que simbolizam as quatro estações do ano, têm vindo a ser esculpidas ao longo das últimas semanas pelos escultores portugueses Fernando Martins e Xico Lucena e os galegos Armando Martinez e Paco Pestana.

A iniciativa partiu de Armando Martinez que, em colaboração com a Peregrinos Xacobeo - empresa espanhola que promove os Caminhos de Santiago -, está a desenvolver um projecto de unir os trilhos portugueses e galegos numa Grande Rota Ibérica dos Caminhos de Santiago.

Há cerca de ano e meio o projecto começou a desenvolver-se com o apoio de alguns municípios portugueses que procuram agora revitalizar os caminhos, muitos deles comuns aos que são habitualmente percorridos pelos peregrinos que acorrem ao santuário de Fátima.

Vinte câmaras municipais, de Santarém a S. João da Madeira - com grande destaque para os municípios do distrito de Coimbra, - estão apostadas em verem assinalada a rota que conduzia os peregrinos a Santiago de Compostela, sobretudo pela antiga Calçada Real, desde Setúbal até à Galiza já no Ano Santo Jacobeano de 2010 .

Armando Martinez explica ao JN que o grande objectivo é "fazer dos Caminhos de Santiago uma grande referência ao nível do turismo Ibérico. "Não só pelo que representam a nível religioso, mas como forma de divulgar e promover as regiões atravessadas".

Desde os finais do Século X que os peregrinos portugueses caminhavam em direcção à Galiza para contemplar o manto de Santiago, um dos apóstolos de Cristo. Ao longo do percurso atravessavam bosques, campos agrícolas, aldeias, vilas e cidades. Os Caminhos estavam enriquecidos por capelas, igrejas, conventos, cruzeiros e estalagens onde não faltava a imagem de Santiago Peregrino. Muitos destes símbolos mantém-se na actualidade.
In Jornal de Notícias

Doclisboa 2008 :: Extensão Cine-Teatro de Alcobaça :: 21 > 24 Novembro

doclisboa 2008
21 > 24 Novembro | Extensão
Cine-Teatro de Alcobaça


Programação definida!
::::::::::::::::::::::::::::::
São 10 sessões, 8 filmes e 6 obras premiadas!

Durante 4 dias,
de 21 a 24 de Novembro,
O doclisboa, o mais
importante Festival de Cinema
Documental
no país, está de volta ao
Cine-Teatro de Alcobaça. Pelo
terceiro ano consecutivo,
esta é a oportunidade única
de observar o melhor
do documentário nacional
e internacional.
::::::::::::::::::::::::::::::
Em Outubro, o mundo inteiro coube em Lisboa. Em Novembro, o mundo inteiro passa por Alcobaça.
::::::::::::::::::::::::::::::
a programação completa está disponível aqui.

Inauguração da X Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais esta 5.ª | 10h30 | Compareça

A Inauguração da X Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais está marcada para 13 de Novembro, 5.ª Feira, 10h30, no Mosteiro de Alcobaça.

DESTAQUES
. Lançamento do Livro "10 ANOS 10 RECEITAS"
. Presenças de Chefe Silva, Filipa Vacondeus, Henrique Sá Pessoa, Irene Gonçalves e Amilcar Malhó - Júris de Concurso de Doçaria Conventual;
. Concerto de Canto Gregoriano;
. Concerto com o tenor Filipe de Moura;
. Concerto: "Cumprir Portugal em Alcobaça"
. Exposição Retrospectiva "10 Anos de Mostra"
. Comboio Turístico pelas ruas do centro histórico da cidade.


Saiba tudo em http://docesconventuais.terradepaixao.net/

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Cine-Teatro de Alcobaça // EXCHANGE 8.9.12 NOV'08


Bilhete: 8€
[50% DESCONTO PARA MENORES DE 25 ANOS; MAIORES DE 65 ANOS; GRUPOS DE 10 OU MAIS PESSOAS]

INFORMAÇÃO: POR MOTIVOS DE AGENDA NÃO HAVERÁ EXIBIÇÃO DE CINEMA

HORÁRIO DA BILHETEIRA:
TERÇA A SEXTA: 13H30 ÀS 18H; SÁBADO: 15H ÀS 18H
1H30 ANTES DE CADA ESPECTÁCULO

TELEFONE / RESERVAS: 262 580 890 Ext. 5000


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt 262 580 843/61

Campanha Solidária "Um presente cheio de Natal" - ECOESCOLAS

"UM PRESENTE CHEIO DE NATAL"
Está a decorrer, nas 14 ECO-ESCOLAS do Concelho de Alcobaça, a campanha "Um Presente Cheio de Natal". Trata-se da reciclagem de vários materiais e na elaboração de caixas para presentes, que serão recolhidas no dia 12 de Novembro pelo Pelouro do Ambiente da Cãmara Municipal de Alcobaça, e posteriormente entregues na loja IMAGINARIUM (Leiria).


Em causa está a recolha de brinquedos ou outros géneros como material escolar, roupa, etc, que serão distribuídos por instituições que acolhem crianças desfavorecidas.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

"Nova Alcobaça" Vai Custar 120 Milhões de Euros

O grupo Imovia vai investir 120 milhões de euros no projecto imobiliário "Nova Alcobaça".O loteamento, situado a 300 metros do Mosteiro de Alcobaça, é composto pelas componentes de imobiliário residencial, imobiliário de serviços e escritórios e lojas comerciais.

Simão Costa, presidente da administração da Imovia, adiantou que estão em curso dois projectos-âncora, no país, um dos quais, ao nível do imobiliário, na cidade de Alcobaça, onde vão ser investidos 620 milhões euros.

O projecto Nova Alcobaça é um dos maiores loteamentos em curso no distrito de Leiria. Pretende captar mais de mil novos habitantes e tornar a sede do concelho de Alcobaça mais composta ao nível da oferta de serviços, dinamizando a economia local, através de novos projectos comerciais, e preenchendo a cidade com mais gente.
In Rádio Cister

--
Mas não eram 4000 novos habitantes? Começa-se a aproximar de uma valor mais realista.
Ainda assim, não seriam boas algumas medidas para aproximar as pessoas aos centros urbanos e conceder-lhes alguns benefícios? Que tal uma diferenciação no IMI e no IRS?

Emigrantes de Farmingville Dão Festa de Solidariedade Para Criança de Alfeizerão

A comunidade alcobacense em Farmingville, nos Estados Unidos, fez mais um convívio de solidariedade.
Desta vez, a comunidade de emigrantes reuniu-se num convívio para angariar dinheiro destinado à pequena Helena, de 8 anos, residente em Alfeizerão, portadora de deficiência motora.
As verbas angariadas podem vir a ser aplicadas em obras de melhoramentos na habitação da menina (para melhorar as suas condições de mobilidade dentro de casa) ou em sessões de reabilitação física, já que existe a possibilidade da menor recuperar do estado em que se encontra.
O Vice-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça (CMA), Carlos Bonifácio, e a vereadora da Acção Social, Alcina Gonçalves, foram os representantes do Município na festa dos emigrantes no Estados Unidos.
A comunidade alcobacense em Farmingvile tem vindo a ajudar várias pessoas e instituições com as verbas que recolhe no convívio que organiza, anualmente, em meados de Outubro.

In Rádio Cister

Unidade de Saúde da Benedita Vai Ter Mais Duas Salas de Atendimento

A Unidade de Saúde Familiar (USF) da Benedita vai ter pelo menos mais duas salas de atendimento para dar resposta ao crescente número de utentes.

Esta intervenção já está garantida através do acordo entre Câmara Municipal de Alcobaça (CMA) e Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa, que prevê ainda a construção das extensões de saúde do Vimeiro e de São Martinho do Porto, desta feita através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

No caso da USF da Benedita, as obras previstas passam por melhorar o espaço da recepção e da sala de espera, arranjar os pisos e pintar as paredes, para além da construir duas novas salas de consultas.

Actualmente a USF da Benedita tem 9610 utentes, cerca de o dobro dos que estavam inscritos quando a unidade abriu pela primeira vez as portas, a 4 de Dezembro de 2006

Este crescimento leva o director da USF, António Nazaré, a pretender "por à consideração" da CMA e também do Ministério da Saúde, que se inclua no projecto uma terceira sala, que seria utilizada para reuniões e para formação.

A unidade da Benedita tem ao serviço 5 médicos, 5 enfermeiros e quatro administrativos e com as duas novas salas de consulta deverá contratar mais um médico e uma enfermeira.

In Rádio Cister

Câmara de Alcobaça Substitui as Passadeiras Por Lombas em Calçada

A Câmara Municipal de Alcobaça (CMA), que está substituir as passadeiras por lombas em calçada, em todas as freguesias, vai rebaixar a que já existe na Cela Nova.

A lomba, que se encontra junto à Escola Básica da sede de freguesia, foi a primeira a ser instalada pelo município, mas a sua excessiva altura coloca em causa a segurança dos automobilistas mais distraídos.

Assim sendo, e aproveitando a empreitada, entretanto em curso, de melhoramento da rede viária do concelho, a CMA irá colocar nas passadeiras situadas junto a locais como escolas e extensões de saúde, lombas com calçada à portuguesa.

Esta intervenção já aconteceu, segundo o vice-presidente da CMA, na Benedita, Turquel e Évora de Alcobaça, sendo agora a vez da freguesia da Cela.

In Rádio Cister

--
Tenho algumas dúvidas em relação aos efeitos práticos desta medida. Já vi acontecer a instalação deste tipo de solução noutros municípios que acabaram por retirar mais tarde.
E já agora, Calçada? A sua aderência é mínima com chuva e em caso de emergência uma viatura não consegue parar...

"Imago & Auctoritas. Selos medievais da Chancelaria do Mosteiro de Alcobaça" | Lançamento 7 de Nov | 19H00 | Mosteiro de Alcobaça

Na próxima sexta-feira, dia 7 de Novembro, em paralelo com as VI Jornadas Luso-Espanholas de Estudos Medievais, que decorrem no mesmo dia no Mosteiro de Alcobaça, pelas 19h00, na Galeria do Mosteiro de Santa Maria decorrerá o lançamento do livro "Imago & Auctoritas.Selos medievais da Chancelaria do Mosteiro de Alcobaça", da autoria de Saul António Gomes.
O Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça irá presidir a cerimónia.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Magusto das IPSS | 11 de Nov | 14h30 |Alcobaça

No dia 11 de Novembro, pelas 14h30, no Parque do Mercado Municipal de Alcobaça, o Município, juntamente com as Instituições Particulares de Solidariedade Social de Apoio ao Idoso (IPSS’s) do Concelho, comemoram o Magusto.
Entre as actividades programadas, destaque para o desfile organizado pelos utentes das IPSS’s.


No local dos festejos estará ainda montada uma tasquinha, onde será disponibilizado a todos os presentes, castanha assada e água-pé, tal como manda a tradição.

A entrada é livre.

ORG.: CMA / IPSS

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Assinatura de protocolo de Julgados de Paz | 12 de Novembro |15h30 | Ministério da Justiça

Vai decorrer, na próxima quarta-feira, dia 12 de Novembro, em Lisboa, no Salão Nobre do Ministério da Justiça, pelas 15h30, a assinatura do protocolo de alargamento da rede de Julgados de Paz.
A cerimónia irá contar com a presença do Senhor Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça.
O objectivo é colocar este serviço em funcionamento em 2009.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Autarquias Unidas Para Atrair Turistas

Projecto - Municípios querem criar rota entre o Convento de Cristo (Tomar), os mosteiros de Alcobaça, Batalha e dos Jerónimos (Lisboa)

Um por todos, todos por um. "Esta foi a máxima que inspirou os presidentes dos municípios de Lisboa, Alcobaça, Batalha e Tomar a criarem um projecto de cooperação para atrair mais visitantes aos monumentos dos seus concelhos.

A candidatura ao financiamento comunitário está praticamente concluída e assenta em três vectores essenciais: investigação, divulgaçãoe promoção.

Com a criação desta rota pelo património classificado pela UNESCO, as autarquias pretendem desenvolver igualmente uma estrutura comum, que possa "tornar mais acessíveis as acções de divulgação, promovendo actividades conjuntas e incentivando o estudo e valorização dos monumentos", revelou Corvêlo de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Tomar.

O projecto prevê um investimento de dez milhões de euros, sendo o grosso do capital destinado a acções de promoção e de animação dos espaços.

Há também a intenção de se proceder a trabalhos de requalificação nas zonas envolventes dos monumentos, mas apenas para melhorar uma outra acessibilidade ou embelezar a zona. "Esta não é uma candidatura para obras", sublinhou o autarca.

Segundo Corvêlo de Sousa, a população vai ser chamada a participar e a integrar os eventos realizados ao abrigo deste projecto, "para tornar as visitas mais atraentes".

O facto de a maioria dos monumentos estar próxima do Santuário de Fátima será uma mais-valia aproveitada pelas quatro autarquias.

O presidente da Câmara de Tomar realça ainda a construção do IC9, considerada uma prioridade pelo Governo, para tornar mais fácil as deslocações entre o Mosteiro dos Jerónimos, Mosteiro de Alcobaça, Mosteiro da Batalha e o Convento de Cristo
In Correio da Manhã

Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais | 13 a 16 de Novembro | Alcobaça

Marque na sua Agenda. De 13 a 16 de Novembro, o Mosteiro de Alcobaça ficará mais doce como nunca.


Para comemorar a X edição da Mostra a Câmara Municipal de Alcobaça apresenta algumas novidades:
. Presença de nomes como: Chefe Silva, Filipa Vasconcelos, Henrique Sá Pessoa, Irene Gonçalves e Amilcar Malhó - Júri do Concurso Nacional de Doçaria Conventual
. Lançamento do Livro "10 ANOS 10 RECEITAS";
. Participação internacional de países como: Brasil, Bélgica, França e Espanha, e este ano destaque para a presença da Ilha da Madeira pela primeira vez.
. Exposição Retrospectiva "10 Anos de Mostra" - Claustro D. Dinis
. Comboio Turístico - passeio gratuito pelas ruas do centro histórico da cidade;
. Espectáculos musicais e animação de rua.

A inauguração está marcada para 13 de Novembro, pelas 10h30.

Toda a informação em : http://docesconventuais.terradepaixao.net/
--
APRESENTAÇÃO
Este é o X ano que a cidade de Alcobaça recebe a Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais.

Assumindo-se como pioneira do conceito em Portugal, a Câmara Municipal de Alcobaça, que trabalha nesta Mostra desde 1999, promove e divulga o riquíssimo património cultural que é a doçaria, apostando na tradição gastronómica deixada pela presença dos Monges e Monjas Cistercienses nos Conventos de Alcobaça e Cós.
Durante os primeiros anos, o evento decorreu numa tenda especialmente concebida para o acontecimento, localizada em vários pontos da cidade, mas a decisão de alterar o local da Mostra, em 2006, para o Mosteiro, foi uma aposta ganha, fruto da notoriedade que o certame foi adquirindo ao longo dos anos e da necessidade de preservar as tradições gastronómicas.
A beleza do Mosteiro constitui, só por si, motivo de visita e faz deste, o local ideal para receber esta Mostra, que recebe mais de 30 mil visitantes por edição.

A MOSTRA
O Refeitório, a Sala dos Monges e a Sala do Capítulo são as salas do Mosteiro que dão as boas-vindas à mais carismática Mostra Conventual do País. Por isso, e durante quatro dias, este ano de 13 a 16 de Novembro, o monumento Património da Humanidade acolhe mais de 40 participantes nacionais e internacionais, com destaque para os Conventos portugueses e brasileiros, Mosteiros de Espanha, Abadias de França e Bélgica.

VERDADEIRAS DELÍCIAS
As delícias sedutoras, verdadeiras maravilhas criadas através de inúmeras experiências, de longa prática e dedicação, de paciência e devoção, bem como os licores que ao longo dos séculos foram rodeados de secretismo, serão tentações disponíveis a todos os que visitarem o Mosteiro de Santa Maria.

As receitas conventuais constituem uma ementa de raros sabores, sobremesas e licores com grande êxito, e serão representadas num ambiente único, palco da Glutonaria Medieval - "sitio onde melhor se comia na Europa", segundo William Beckford, no livro "Alcobaça e Batalha".

Esta Mostra pretende manter Alcobaça numa dimensão internacional, como pólo de defesa da autenticidade das artes culinárias, pois são ainda bastantes os doces de origem conventual que figuram no receituário português e expostos nesta Mostra, onde o visitante poderá ainda "aguçar o paladar" com Licores Conventuais.


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt 262 580 843/61