quarta-feira, 29 de abril de 2009

Comemorações dos 20 Anos do Música da Malta, em Alcobaça, no Alcopázio Bar

As comemorações do 20º Aniversário do Música da Malta arrancaram no passado sábado, na Rádio Cister, com uma emissão comemorativa em que a principal estrela terá sido uma lata de 20 litros das Tintas Cin que em devida altura terá servido de bombo de bateria e de banco de piano... Essas comemorações culminarão em grande, na próxima sexta-feira, 1 de Maio, iniciando-se com um Jantar Comemorativo, no Restaurante António Padeiro, em Alcobaça, às 21 horas, cujas inscrições continuam abertas através do telefone 965861018.

O clímax dessas comemorações será na mesmíssima noite, ainda em Alcobaça, no Alcopázio Bar, com uma primeira parte em que actuarão os Trombose e um novo regresso aos palcos dos Epánãosei, que prometem mesmo apresentar alguns novos temas em palco, incluindo uma tal "Alice", que indicia tornar-se um novo hit do rock nacional, e um outro tema, "Coma", que registará a especial particularidade de assinalar a estreia de José Alberto Vasco como autor de uma letra para um tema de rock...
A festa terminará com uma muito aguardada "jam session" em que participarão músicos das outras bandas participantes nos dois anos de Música da Malta (os que quiserem aparecer e ainda tenham lata para tocar alguma coisa...).

A festa promete, e muito!
É de ir, rir, ouvir e chorar por mais...

In Nas Faldas da Serra

A Maravilha Dos Clássicos, no Próximo Fim-de-Semana (Prolongado) em Alcobaça

Um grupo de jovens e menos jovens empreendedores alcobacenses, bastante modernos, reuniu esforços para levar cabo uma iniciativa inedita em Alcobaca: expôr automoveis antigos, motos antigas e bicicletas antigas do nosso concelho, o de Alcobaça, e uma colecção de espantosas miniaturas de carros de bombeiros, nunca vista em público, propriedade de um simpático alcobacense que agora a disponibiliza a todos os curiosos (alcobacenses e não só...). Essa moderna exposição de preciosidades antigas intitula-se A Maravilha dos Clássicos e terá lugar em Alcobaça, no Mercoalcobaca, gentilmente cedido pela moderníssima Câmara Municipal de Alcobaca, que também tem a sua sede num edifício antigo (e bem bonito!), durante os próximos dias 1,2 e 3 de Maio, com a preciosa colaboração dos sempre modernos e imprescindíveis Bombeiros Voluntarios de Alcobaca, que ali também terão todo o prazer em expôr publicamente o seu historial.

Ora aí está mais um evento imprescindível, em Alcobaça, tão imprescindível que até já tem página na Internet: www.vespadamaravilha.com

É de ir! Absolutamente! Nem que seja a pé...

In Nas Faldas da Serra

Jero Lança Um Muito Aguardado Livro de Memórias, na Biblioteca Municipal de Alcobaça

José Eduardo Reis de Oliveira, conhecido no jornalismo da região de Alcobaça (e não só) por JERO, vai lançar um livro de memórias de guerra dentro de breves dias. Segundo o autor “GOLPES DE MÃO’s” é um livro escrito em “dois tempos”:
-Em 1964-65 tendo como fonte um “Diário de Guerra” (Confidencial) ,de sua autoria, que registou a vida dos militares da C.Caç. 675,então em “quadrícula” no Norte da Guiné (zona de Binta e Guidage);
-Em 2007-08 num Portugal em tempo de paz, mas com feridas de guerra ainda mal cicatrizadas, ouvindo e registando memórias de ex-combatentes.

HOJE, DIA MUNDIAL DA DANÇA » 29 ABRIL'09 // Entrada Livre


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Exposição "Uma Carta Coreográfica" no CTA | De 29 de Abril a 14 de Maio

"Uma Carta Coreográfica" está em Alcobaça de 29 de Abril a 14 de Maio.


Uma exposição que será inaugurada em simultâneo, por 199 dos 308 Municípios existentes, para assinalar as comemorações do Dia Mundial da Dança (29 de Abril).

A iniciativa insere-se na edição de 2009 de Acção de Grande Envolvimento Nacional – AGEN, que tem como linha de exploração a temática “Movimento Corpo Dança”, realizada no âmbito do Programa Território Artes da Direcção-Geral das Artes do Ministério da Cultura.

"Uma Carta Coreográfica", comissariada por Madalena Victorino, desenvolve-se em duas estações intituladas: “O corpo como adivinha e “A dança como fábula”. Em termos iconográficos, a exposição integra pinturas, desenhos e sobretudo fotografias de conceituados fotógrafos portugueses e estrangeiros.

Os interessados poderão visitar a exposição durante o horário de funcionamento da bilheteira do Cine-Teatro.

A entrada é livre.

www.territorioartes.pt

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Maio - Mês da Saúde Nas Colectividades do Concelho de Alcobaça

DOMINGOS DAS 9H30 ÀS 13H

COLHEITA DE SANGUE PELO INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE


Rastreios de colesterol, glicemia, pé diabético, tensão arterial:
• Índice de massa corporal e conselhos alimentares.
• Esclarecimentos sobre: Gripe Aviária, Vacinação Anti-Rábica, Identificação Electrónica, Animais Potencialmente Perigosos; REAI; REAP; Zoonoses - Leishmaniose.
• Acções de Sensibilização sobre Compostagem
• Actividade Física

3 MAIO: Centro de Cultura, Recreio e Desporto da Burinhosa
10 MAIO: Igreja da Misericórdia de Aljubarrota;
17 MAIO: Salão do Centro Paroquial de Turquel;
24 MAIO: Casa da Cultura José Bento da Silba de São Martinho do Porto;
31 MAIO: Sede dos Bombeiros Voluntários de Benedita

ORGANIZAÇÃO: Município de Alcobaça e NUCCA
APOIO:
Hospital Bernardino Lopes de Oliveira;
LIFESCAN-Jonhson-Jonhson;
Centro de Saúde de Alcobaça

COLABORAÇÃO:
Centro de Cultura e Desporto da Burinhosa;
Casa da Cultura José Bento da Silva de São Martinho do Porto;
Santa Casa da Misericórdia de Aljubarrota;
Sociedade Filarmónica Turquelense;
Bombeiros Voluntários da Benedita;
Rotary Clube da Benedita;
Associação de Dadores Benévoles de Sangue do Concelho de Alcobaça


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt 262 580 843/61

Pólo de Turismo da Região Apela ao Governo Integração de Alcobaça e Nazaré

O secretário de Estado do Turismo disse ontem, na Batalha, que espera a adesão do município da Nazaré e de Alcobaça a um pólo de desenvolvimento turístico "o mais depressa possível", sob pena de colocar em causa candidaturas a fundos nacionais.
Bernardo Trindade respondia, assim, às declarações do presidente do Posto de Turismo Leiria-Fátima, David Catarino, que apelou ao secretário de Estado para que os dois concelhos continuem a fazer parte do pólo turístico da região.
Durante a sessão informativa de 'Medidas de Apoio ao Sector do Turismo', David Catarino referiu que "o que está feito, está bem feito" e que "a Nazaré e Alcobaça fazem parte do 'touring' da região".
"Este território, com 50 anos de cimentação, tem tudo o que é necessário para apostar no futuro", disse o presidente do Turismo Leiria-Fátima, destacando os recursos existentes na região que "ninguém pode copiar, nem na China".
"Esses recursos estão cá, estão localizados entre o Norte e o Sul, e há uma diversidade muito grande à volta da âncora que é Fátima", frisou David Catarino.
"Com engenho, imaginação e qualidade, temos um sector competitivo para o futuro", disse.
O presidente da câmara da Batalha, António Lucas, reiterou as palavras do responsável pelo Turismo de Leiria-Fátima, sublinhando a importância da parceria com o município de Alcobaça na rota do património arquitectónico.
"Recebemos centenas de milhares de turistas", por isso, "temos que conseguir prendê-los e segurá-los e isso só é possível com a participação de todos", frisou o autarca.
Questionado pelo Diário de Leiria à margem do encontro, o secretário de Estado do Turismo não quis fazer comentários sobre as declarações das entidades locais, manifestando, contudo, a sua "expectativa" em relação à adesão dos municípios "o mais depressa possível". "É uma matéria que espero que, a breve prazo, possa ser resolvida", referiu Bernardo Trindade.
Neste momento, adiantou o governante, "o objectivo é ouvir todas as partes interessadas, auscultar os empresários e perceber um pouco como é que estas coisas são organizadas em função de um interesse local", reconhecendo, porém, que "as Câmaras Municipais são livres para aderir aos pólos de desenvolvimento turístico".
No entanto, Bernardo Trindade não esconde a sua preocupação face a um processo que "não é consensual", esperando ver o caso concluído "rapidamente", porque "estão em causa candidaturas a fundos nacionais por parte de entidades públicas que, dessa forma, vêem fragilizada a sua intervenção".
Com a criação dos novos pólos turísticos de desenvolvimento, Alcobaça e Nazaré manifestaram a sua intenção de integrar o pólo do Oeste.

Medidas de apoio ao sector
A sessão informativa que decorreu na Batalha serviu para o Governo dar a conhecer a poucas dezenas de empresários as medidas de apoio ao sector do turismo.
As linhas de crédito do Programa Investe e a 'Iniciativa.PT' foram as principais medidas apresentadas para um mercado que o secretário de Estado do Turismo considera importantes para apoiar os empresários em período de crise.
"Há mercados emissores de grande importância para Portugal que são frágeis, que estão a perder dimensão, e o turismo interno pode dar um contributo importante, porque acreditamos no nosso País", referiu Bernardo Trindade.

In Diário de Leiria

Mosteiros Património da Humanidade Juntos Numa Rota Turística

Alcobaça no Projecto

Os Mosteiros de Santa Maria de Alcobaça, de Santa Maria da Vitória, Jerónimos e o Convento de Cristo vão unir-se para criar um produto turístico de projecção mundial.

A ideia está assente no projecto “Mosteiros Portugueses Património da Humanidade”, que as autarquias de Alcobaça, Batalha, Lisboa e Tomar viram recentemente aprovado no âmbito do Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro, projectando o seu património único. Às autarquias onde se encontram os Mosteiros Património da Humanidade, juntam-se no projecto, como parceiros institucionais, o Turismo de Portugal, o Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR).

Prevendo-se um investimento total superior a 15 milhões de euros (8 milhões de comparticipados pelo Mais Centro e 1,6 pelo Programa Operacional Regional de Lisboa), a Rota dos Mosteiros Património da Humanidade deverá consistir num produto turístico capaz de potenciar o valor cultural de cada monumento e da região envolvente. Com uma melhor organização da oferta turística, pretende-se não só que venham mais visitantes, mas também que estes cheguem repartidos de uma forma mais eficaz tanto no tempo como no espaço, combatendo a enorme discrepância entre os meses mais quentes e mais frios do ano.

Numa acção que assenta em seis eixos estratégicos – Identidade, atractividade, Receptividade, Interactividade, Visibilidade, Continuidade e Qualidade – estão ainda previstos vários trabalhos de melhoria das condições de visita para os turistas. Do total do financiamento, 4 milhões de euros destinam-se a intervenções de natureza material e requalificações nos monumentos de Alcobaça, Batalha e Tomar.

Ainda com vista à melhoria das condições de visitação, deverão ser implementados nos Mosteiros suportes audiovisuais, uma medida à responsabilidade do IGESPAR.

Dentro das acções previstas nesta Rota dos Mosteiros Portugueses Patrimónios da Humanidade, Alcobaça acolhe, para já, a criação e um circuito cistercience, que integre o Mosteiro de Alcobaça e o Mosteiro de Cós e a instituição do Centro de Estudos Medievais. A autarquia alcobacense deverá ainda criar guias e roteiros urbanos, de animação e dos locais, onde devráo constar eventos já existentes, como o Cistermúsica e a Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais.

Localmente, o município conta com o apoio da Associação Comercial de Serviços e Industrial de Alcobaça, da Academia de Música de Alcobaça, da Associação dos Amigos de D. Pedro e D. Inês (fundamental para as comemorações dos 650 anos da transladação de D. Inês de Castro para o Mosteiro de Alcobaça, que se realizam em 2011) e da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (para a instituição do Centro de Estudos Medievais).

In Oeste Online

Alcobaça Summer Nights 2009

De Junho a Agosto, as noites de Verão em Alcobaça, vão ser longas e quentes...

A iniciativa "Alcobaça Summer Nights" dá forma às temperaturas quentes do Verão e preenche-as de forma agradavelmente calorosa.

Uma série de concertos e espectáculos para todos os públicos, música vinda dos quatro cantos do mundo, especialmente para transformar as noites de verão desta região do país, numa invejável capital da acção cultural descentralizada.

Integrando ainda, o II Festival Rock Atlântico, a Festa 5 Sentidos, o Baía Azul SummerFest e o São Martinho do Porto, o ritmo promete, prepare-se!

Dia 28 Jun - Kenny Garrett Quartet / 22h
Dia 03 Jul - Kumpania Algazarra / 22h
Dia 05 Jul - Festa 5 Sentidos / 23h30
Dia 06 Jul - A Maior Metamorfose de Todos os Tempos / 22h13
Dia 18 Jul - CeDeCe - Ballet Nacional da Croácia / 22h
Dia 19 Jul - Nuevo Ballet Español / 22h
Dia 25 Jul - Dance com Amor / 21h30
Dia 25 a 26 Jul - II Festival Rock Atlântico
Dia 02 Ago - Rabih Habou - Khalil feat. Ricardo Ribeiro (Libano, Port) / 22h - Deolinda
Dia 03 Ago - Toumani Diabete & The Symmetric Orchestra (Mali) / 22h
Dia 09 Ago - Summer Jazz Orquestra feat. Rão Kyao (Port) / 22h
Dia 10 Ago - Sérgio Godinho / 22h
Dia 10 a 30 - Verão de São Martinho

In Guia da Cidade

quarta-feira, 22 de abril de 2009

"A Ver Navios" | CTA | 25 Abril

A companhia S.A.Marionetas – Teatro & Bonecos e o Cine–Teatro de Alcobaça, Apresentam a última produção da companhia S.A.Marionetas “A Ver Navios – No Reinado de D.João VI e Carlota Joaquina” um original de José Gil Sofia Vinagre e Natacha Costa Pereira, dia 25 de Abril pelas 21.30 horas no grande auditório do Cine-Teatro de Alcobaça. (dia 24 para as escolas com sessões ás 10h00 e 14h00- marcações cine teatro alcobaça)



Mais Informação

RESERVAS
Cine Teatro de Alcobaça
Telef.: 262 580 890 / 885 / 892
Fax: 262 580 891
cine.teatro@cm-alcobaca.pt

Comemorações 25 de Abril - Cela Velha

Homenagem a Humberto Delgado


12h15 - Cerimónia comemorativa, junto ao monumento, com intervenção dos
convidados.
Sobrevoo dos aviões do Aeroclube de Leiria.

13h00 - Almoço, no edifício “A Fábrica”.

Almoço: 12,30 €
Reservas: 262552370; 262552243; 219220374

Organização:
Rancho Folclórico e Etnográfico Papoilas do Campo
Cela Velha

via RRaimundo

Projecto Mosteiros Portugueses Aprovado

“MOSTEIROS PORTUGUESES PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE”

Autarquia vê candidatura aprovada

Integrada no Programa Estratégico “Política das Cidades – Redes Urbanas para a Competitividade e Inovação”, e candidatado ao Programa Operacional Regional do Centro - “Mais Centro” 2007-2013, as autarquias de Alcobaça, Batalha, Lisboa e Tomar viram o projecto Mosteiros Portugueses Património da Humanidade, ser aprovado pela CCDR-Centro.

Uma candidatura que tem como principal objectivo desenvolver um projecto inovador e desenhado num espírito de cooperação que levará à criação de um produto turístico de projecção mundial, destinado a reforçar a atractividade do país, suportado por um património único. O IGESPAR, o Instituto Politécnico de Tomar e o Instituto Turismo de Portugal são os parceiros institucionais do projecto.

Principais acções em Alcobaça:
• criação de um Circuito Cisterciense, com os Mosteiros de Alcobaça e de Cós;
• instituição do Centro de Estudos Medievais;
• criação de guias e roteiros urbanos e animação e dos locais históricos com eventos já existentes (Cistermúsica, Mostra de Doces Conventuais);
• outras ainda por definir.

Parceiros:
Alcobaça conta com os seguintes parceiros locais fundamentais:
• ACSIA - Associação Comercial de Serviços e Industrial de Alcobaça;
• Academia de Música de Alcobaça;
• Associação dos Amigos de D. Pedro e D. Inês (com uma dimensão cultural aquando das Comemorações dos 650 anos da transladação de D. Inês de Castro, a decorrerem em 2011)
• Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (com quem irá instituir, em colaboração com o IGESPAR, o Centro de Estudos Medievais).

Objectivos do projecto:
Identidade, Atractividade, Receptividade, Interactividade, Visibilidade, Continuidade e Qualidade são os seis eixos estratégicos delineados para os parceiros-cidade, que contemplam acções com vista à dinamização dos monumentos, à melhoria de condições de visita para os turistas, implementação nos monumentos de suportes audiovisuais, da responsabilidade do IGESPAR, e a criação de Rede de Cidades.

O investimento total é de 10.000.000€ FEDER, sendo que as intervenções de natureza material e requalificações rondam os 4.000.000€ de FEDER para Alcobaça, Batalha e Tomar, ficando o restante para outras iniciativas.
In Rádio Cister

Plano de Pormenor da Quinta da Cova da Onça

Em discussão pública a partir de 28 de Abril.

Está aberta, a partir da próxima terça-feira, 28 de Abril, a Discussão Pública de Alteração ao Plano de Pormenor da Quinta da Cova da Onça, por um período de 22 dias.

Durante o período de discussão pública, os interessados poderão consultar a proposta de alteração bem como os respectivos pareceres no edifício dos Serviços Técnicos da CMA - Câmara Municipal de Alcobaça.

Mais informação.

Pataias Aguarda Luz Verde Para Ampliar ZIP

A Junta de Freguesia de Pataias aguarda luz verde para proceder à ampliação da Zona Industrial de Pataias (ZIP)

Segundo Valter Ribeiro, todos os procedimentos necessários já foram ratificados, cabendo agora à Câmara Municipal viabilizar o crescimento da zona industrial, instalada na Alva de Pataias.

O projecto aprovado visa alargar a Zona Industrial dos actuais 22 hectares (ha) para cerca de 55, disponibilizando um total de 43 lotes.

Apesar da crise que se faz sentir no país, têm existido muitos interessados em instalar-se naquele local. O presidente da Junta afirma ainda que "é raro o mês que não seja abordado", no sentido de se saber se existem áreas disponíveis para instalar indústrias ou comércio em Pataias.
In Rádio Cister

Desporto e Teatro de Marionetas nas "Comemorações do 25 de Abril"


O Município de Alcobaça prepara mais um ano de Comemorações do 25 de Abril. Como tem vindo a ser prática nos últimos anos, o Desporto e o teatro de marionetas marcam este dia.

Mais Informação.

domingo, 19 de abril de 2009

31ª Emissão do Programa "Um Olhar Sobre a Semana"

Este Domingo, entre as 12 e as 13 horas na Rádio Cister
"Um Olhar Sobre a Semana", um espaço semanal do Departamento de Informação da Rádio Cister que tem como objectivo a reflexão e o comentário sobre as notícias que marcam os nossos dias, ao nível local, regional e nacional (sem deixar o internacional de fora...). Um Olhar Sobre a Semana é um programa editado, apresentado e moderado por José Alberto Vasco, tendo como comentadores residentes José António Canha, José Costa e Sousa e Valdemar Rodrigues.

Tema da 31ª Emissão
- Boletim da Primavera do Banco de Portugal revelou um cenário económico desastroso e devastador para o nosso país, anunciando mesmo que a sua recuperação apenas se deverá iniciar após a retoma da economia europeia. Entretanto, o Governo da República continua irredutível, mostrando-se apostado em enfrentar essa situação através de grandes investimentos públicos como um novo aeroporto, o TGV e uma terceira ponte sobre o Tejo. Estará o nosso governo no caminho certo? E o distrito de Leiria, será beneficiado ou prejudicado com esses investimentos?

sábado, 18 de abril de 2009

18 de Abril: Dia Internacional dos Monumentos e Sítios // MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

O Mosteiro de Alcobaça comemora hoje, 18 de Abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.

Estão agendadas conferências, visitas orientadas diurnas e nocturnas e destaque para a cerimónia de entronização do espumante pelas 11h00, que contará com a presença da Secretária de Estado da Cultura e o Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça.



MOSTEIRO DE ALCOBAÇA
10h00 e llh30 Visitas Orientadas pelas Técnicas do Serviço Educativo, com especial incidência nas técnicas de construção do Monumento. Inscrições prévías e limítadas.
15hOO Mostra de Instrumentos Médicos do Século XIX, na Sala do Capítulo do Mosteiro de Alcobaça.
15h00 Tarde de Conferências na Sala do Capítulo: Conferência proferida pelo Sr. Eng. Pedro Tavares (Engenheíro Civil, Membro Honorário da Academía Portuguesa de História) - "A Ciência e o Patrímónio em Alcobaça".
16h00 Tarde de Conferências na Sala do Capítulo:
Conferência proferida pelo Sr. Dr. João Neto (Director do Museu
da Farmácia) "História da Farmácia, Farmacologia e Patrímónio"
17h00 Tarde de Conferências na Sala do Capítulo: Conferência proferida pelo Sr. Dr. Lourenço Marques {Especialista em História da Medicina) - "Enfermarias e Mosteiros".
18h00 Recital de Música Clássica na Sala do Capítulo.
21h00 Visita Nocturna orientada pelas Técnicas do Serviço Educatívo, terminando com a observaçao astronómica com recurso a telescópios a partir do Relógio de Sol deste monumento, com acompanhamento do Astrónomo Vasco Elói Duarte. Inscrições prévias e limitadas.



Entrada livre no monumento e actividades.
As inscrições para as visitas deverão ser efectuadas na recepção do Mosteiro de Alcobaça, até 1 hora antes do respectivo início.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: Telefone 262 505 120 mosteiro.alcobaca@igespar.pt

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt 262 580 843/61

"DoAmor" de Paulo de Carvalho Passa Esta Noite por Alcobaça


O cantor Paulo de Carvalho actua esta noite no cine-teatro de Alcobaça, um concerto integrado na digressão nacional de apresentação do seu mais recente álbum, "DoAmor".

"Esta é um digressão que tinha na cabeça e me permite tocar em auditórios que me proporcionem um concerto intimista", disse Paulo de Carvalho.

Actualmente, Paulo de Carvalho define a sua música como "étnico-urbana" e, não rejeitando os 47 anos de carreira, vai interpretar algumas canções emblemáticas como "E depois do adeus" ou "O meninos do Huambo", "mas com uma nova roupagem e novos arranjos", tudo centrado no grupo que o acompanha.

"Canto-as na sonoridade que actualmente fazemos e nada tem a ver com as músicas originais, e é aí que reside a renovação pela qual eu passo. O Paulo que sou hoje não é o mesmo dessas alturas", explicou.

Paulo de Carvalho editou, "DoAmor", após nove anos "de uma menor visibilidade, mas muito trabalho".

"Nestes nove anos não estive parado, fiz algumas canções e tive até muito trabalho. O que se passou efectivamente é que não fui aparecendo, os discos foram menos mediatizados", observou.

O cantor, que tem colaborado com outros artistas, designadamente Carlos do Carmo e Mariza, afirma pretender fazer para si "uma música que não passe pelo reconhecimento de milhares de pessoas, mas antes por um nicho".

Além de "E depois do adeus", Paulo de Carvalho criou êxitos como "Flor sem tempo", "Maria vida fria", canção com que representou Portugal no Festival do Rio de Janeiro, "Sábado à tarde", "Nini dos meus quinze anos", "Prelúdio... (Mãe negra)" da poetisa angolana Alda Lara, "Os meninos do Huambo", de outro angolano, Manuel Rui, entre outros.
In Rádio Cister

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Marmalcoa Aposta no Mercado Internacional

A Marmalcoa, empresa de pedra, de Aljubarrota (Alcobaça), vai apostar no mercado asiático, depois de marcar presença em projectos emblemáticos como a Boutique Louis Vuitton, em Paris, o Metro de Marselha, ou o Porto Marítimo de Antuérpia, revela o Jornal de Leiria.

A empresa aposta no mercado internacional como forma de compensar a presença quase nula no mercado interno, que considera não ter viabilidade. O segredo do sucesso lá fora «é a qualidade do produto e a pontualidade das entregas», explicou ao semanário, Alberto Carlos, sócio da empresa.
In Leiria Económica

Bloc Party: DJ Set em Alcobaça

Guitarrista Russell Lissack põe música no Clinic no início de Maio.
Russell Lissack, guitarrista e elemento fundador dos britânicos Bloc Party, vem a solo nacional para um único DJ set no Clinic, em Alcobaça, a 9 de Maio.
O evento contará com um pequeno showcase dos portugueses Norton, antes de Lissack atacar os gira-discos, e os bilhetes custam €10,00 (lotação limitada ao espaço do Clinic - reservas em 262 598 549).
Recorde-se que os Bloc Party lançaram no ano passado o álbum Intimacy , registo que mostrou uma mudança na sonoridade da banda, que adoptou uma perspectiva mais electrónica.
In Blitz

O ÚLTIMO PORTO DO MEDITERRÂNEO - MÉRTOLA EM ALCOBAÇA - Informação Palestras

11 DE ABRIL A 31 DE MAIO '09

Todos os sábados às 16h30 ocorrerão palestras:
Dia 11 Abril - Professor Cláudio Torres "Campo Arqueológico de Mértola"
Dia 18 Abril - Professor Carlos Guardado da Silva em substituição do Professor Pedro Barbosa "Os árabes na região de Alcobaça"
Dia 2 Maio - Doutor Santiago Macias "O quotidiano de uma cidade islâmica"
Dia 9 Maio - Professor Borges Coelho "A cultura árabe na Península Ibérica"
Dia 16 Maio - Professor Luís Urbano Afonso "A arte islâmica do califado de Damasco e as suas repercussões na arte do Al-Andalus"
Dia 23 Maio - Professor Hermenegildo Fernandes "As fronteiras árabes em Portugal"
Dia 30 Maio - Doutor Rui Rasquilho "Algarve de Além - Mar, Os Portugueses em Marrocos"s"


Durante quase três décadas o Campo Arqueológico de Mértola escavou, investigou, recuperou sítios, publicou, fez museus.
Esta exposição é uma síntese do trabalho acumulado desde o início dos trabalhos arqueológicos, em 1978.
“O Último Porto do Mediterrâneo – Mértola em Alcobaça” é mais um passo numa já longa caminhada. Os painéis e as vitrinas desta exposição testemunham também o esforço de todos os que passaram por Mértola (desde o passado mais longínquo até épocas mais recentes) e que ajudaram a construir a sua História. O projecto apresenta uma síntese de conhecimentos referente aos territórios de Beja e de Mértola entre os séculos V e XIII.
O estudo centra-se, sobretudo, na vila-museu, identificando os diferentes aspectos da topografia e da evolução do sítio ao longo de vários séculos. O trabalho alarga-se, ainda assim, a outros locais, apresentando propostas sobre a ocupação islâmica de Beja, Moura, Serpa, Castro da Cola. Identificam-se as principais características da islamização do território, aponta-se a sua permanente ligação ao Mediterrâneo e sublinham-se os traços de continuidade histórica e social do ocidente peninsular. A exposição, construída a pensar na itinerância além fronteiras, com a informação dos painéis escrita em português e francês.

http://www.armazemdasartes.pt/

Barafunda Inaugura Monumento à Natureza “Colunas de Terra”

A Barafunda – Associação Juvenil de Cultura e Solidariedade Social inaugura, no dia 18 de Abril, o Monumento à Natureza “Colunas de Terra” situado na sua Quinta Pedagógica, no Vale da Franca, na Benedita. O evento tem como objectivo dar a conhecer à população o trabalho feito por esta Associação e pelas crianças, jovens e adultos que com ela colaboram, num espaço há muito abandonado e que nos últimos anos ganhou uma nova vida. Pretende-se sensibilizar a população para a adopção de hábitos de vida saudáveis, para o desporto e para a protecção do ambiente. Para tal, a Barafunda propõe um fim-de-semana de várias actividades culturais e desportivas abertas a toda a comunidade.
[Ler mais, no Tinta Fresca]

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Cine-Teatro de Alcobaça

[Clique na imagem para ampliar]

Associação Portuguesa dos Veteranos de Guerra Promove Sessão de Esclarecimento em Évora de Alcobaça

A delegação de Alcobaça da Associação Portuguesa de Veteranos de Guerra (A.P.V.G.), em Colaboração com a Junta de Freguesia de Évora de Alcobaça, vai realizar uma sessão de esclarecimento em Évora de Alcobaça dia 17 de Abril – 21h / Sexta-Feira.

“Apple Parade Escolar” Em Abril e Maio

O Governo Civil de Leiria e a Associação de Produtores de Maçã de Alcobaça (APMA) estão a promover, ao longo dos meses de Abril e Maio, uma “Apple Parade Escolar” com o objectivo de promover uma alimentação mais saudável e combater a obesidade infantil e juvenil que é cada vez mais um problema de Saúde Pública.

Para dar corpo à iniciativa, o Governo Civil convidou os alunos do 3º ciclo a decorarem uma maçã gigante em fibra de vidro.

Ao todo foram 21 as escolas do distrito de Leiria que aderiram à campanha que irá também promover vários rastreios aos hábitos alimentares dos alunos. Esta acção acontecerá no dia de apresentação do resultado da criatividade dos estudantes.

Neste dia, a APMA também disponibilizará jovens promotores (Apple Kid e Maçã) que irão distribuir informação e proporcionar a degustação de Maçãs Qualificadas.
In Rádio Cister

Luís Peças Actua na Bélgica

O contratenor Luís Peças, acompanhado pelo organista João Santos, da Sé de Leiria, inicia a 16 de Abril uma digressão por quatro cidades flamengas onde apresentará peças do Cancioneiro Português e de compositores barrocos como Henry Purcell e Georg Handel."Estes convites surgiram de turistas que me ouviram cantar aqui em Alcobaça, no Mosteiro, tão simples como isso", disse à Lusa o contratenor.
Dia 16 actua em Gent na igreja de S. Pedro, seguindo para Humbeek onde actuará na igreja São Rumualdo, dia 18. A terceira actuação de Luís Peças na Bélgica será em Edegem, onde cantará na igreja jesuíta da Sagrada Família, dia 19, encerrando esta digressão em Brugge, dia 22, na igreja carmelita Tenkerk.
Luís Peças tem-se deslocado ao estrangeiro para recitais, designadamente à Suíça, França, Espanha, Itália e Brasil.Natural de Alcobaça, Luís Peças iniciou os seus estudos musicais em 1985 na banda de música da cidade, como oboísta.No ano seguinte ingressou no Conservatório Nacional de Lisboa, onde prosseguiu os seus estudos musicais.Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, frequentou aulas de canto com Liliane Bizinech.Paralelamente, trabalhou com professores como Max van Egmond e Jill Feldman, em cursos de interpretação de Música Antiga, e em 1999 aperfeiçoou o repertório barroco com o contratenor Rodney Gibson.Tem actuado em vários Festivais de Música, nomeadamente acompanhado pela pianista Paulle Grimaldi e pelo Ensemble Barroco do Chiado.
Em 1993 integrou o elenco do musical "Maldita Cocaína", que qualificou de "experiência interessante".
Em 2004 e 2005 produziu "Encontros de Música e Dança" e "Encantamento", com artistas de diversas artes do espectáculo.
In Hardmusica

Alcobaça Discorda do PROT-OVT

A Câmara Municipal de Alcobaça (CMA) não concorda com a proposta do Plano Regional de Ordenamento do Território do Oeste e Vale do Tejo (PROT-OVT), argumentando que irá criar demasiadas restrições.

O documento, diz a autarquia,« irá sobrepor-se ao Plano Director Municipal (PDM) e que propõe reduzir de 5 para 4 os hectares de terrenos rurais onde se pode construir.

A proposta do Governo visa também os Planos de Pormenor (PP) que ainda não tenham sido aprovados, deixando cair por terra todos os que ainda não foram aprovados pela Comissão Coordenadora de Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), para além de impedir que se construa a menos de 500 metros da costa.

Segundo Carlos Bonifácio, vice-presidente da CMA, o executivo já enviou uma contra-proposta, argumentando que 85 por cento do concelho é composto por terrenos rurais e desses apenas 1,6 por cento é que tem 4 hectares, ou seja, a proposta iria prejudicar Alcobaça e em particular as freguesia rurais onde o actual PDM impede que se construa, impedindo assim que o novo plano municipal abra excepções às populações que têm sido mais afectadas com o ordenamento do território.

Sobre esta matéria, o vereador da CDU, Rogério Raimundo, defende que se informe e debata com os alcobacenses o que está em causa, enquanto o vereador socialista, Daniel Adrião, afirma ver com bons olhos uma das três alterações propostas, a da restrição às construções a menos de 500 metros do mar.
In Rádio Cister

Novas Construções Podem Ser Proibidas Nas Áreas Rurais
Autarcas do Oeste estão contra

- -
Ou não fosse Alcobaça ( assim como todo o Oeste ) uma das maiores bandalheiras urbanísticas do país...

14º Troféu Nacional do Acordeão Na Biblioteca Municipal de Alcobaça

Vai decorrer nos dias 17, 18 e 19 de Abril, no auditório da Biblioteca Municipal, o 14º Troféu Nacional do Acordeão. À semelhança das edições anteriores o evento é organizado em conjunto pela Associação de Acordeão de Alcobaça, a Orquestra Típica e Coral de Alcobaça e a Escola de Música Serenata.

O Troféu vai seleccionar também os representantes de Portugal no 59º Troféu Mundial do Acordeão a realizar este ano em Albufeira.

Alcobaça Vai Comemorar 20 Anos Do MÚSICA DA MALTA

Em 26 de Abril de 1989 Alcobaça foi surpreendida por uma tão inesperada como frutificante noite em que a área pop/rock foi rainha e senhora. O evento foi organizado pelo José Gil, decorreu no Pavilhão da Escola Secundária de Alcobaça e chamou-se Música da Malta. Nessa primeira edição do evento actuaram quatro bandas alcobacenses da época: Us Ponte, Os Hereges da Sopa, Epánãosei e Timpanus Destroyer. O mítico evento teria apenas mais uma edição, no ano seguinte, tendo ficado para a História como uma notável premonição daquilo em que o rock alcobacense se tornaria a partir da década seguinte...
Vinte anos depois do despoletar do Música da Malta, um grupo de alcobacenses, novamente liderado pelo agora marionetista de sucesso a nível mundial José Gil, juntou-se numa iniciativa que visa precisamente comemorar o 20º Aniversário do Música da Malta. Esse programa comemorativo iniciar-se-á no próprio dia em que o Música da Malta comemora 20 anos, ou seja, o próximo dia 26 de Abril, domingo, com uma emissão comemorativa que será apresentada na Rádio Cister de Alcobaça, entre as 18 e as 19 horas. Essa emissão será apresentada por Leonel Rosa e moderada por José Alberto Vasco, tendo como convidados e participantes José Gil (organizador do Música da Malta), Nuno Nabais (Os Hereges da Sopa), Israel Pereira (Epánãosei), Diogo Santos (Us Ponte) e Hugo Amado (Timpanus Destroyer), que durante essa emissão especial partilharão a sua memória sobre o acontecimento...
As comemorações dos 20 Anos do Música da Malta culminarão em 1 de Maio, iniciando-se com um Jantar Comemorativo, no Restaurante António Padeiro, em Alcobaça, às 21 horas, cujas inscrições já estão abertas através do telefone 965861018. O clímax dessas comemorações será na mesmíssima noite, ainda em Alcobaça, no Alcopázio Bar, com uma primeira parte em que actuarão os Trombose e um novo regresso aos palcos dos Epánãosei, que prometem mesmo apresentar alguns novos temas em palco, incluindo uma tal Alice, que indicia tornar-se um novo hit do rock nacional... A festa terminará com uma muito aguardada jam session em que participarão músicos das outras bandas participantes nos dois anos de Música da Malta. A festa promete, e muito!
Via José Alberto Vasco

Carta Europeia de Abadias e Sítios Cistercienses reúne em Alcobaça | 1 de Maio | Mosteiro de Santa Maria

A Fundação Carta Europeia de Abadias e Sítios Cistercienses nasceu em 1993 com uma vocação turística e cultural, com implicações religiosas e políticas. O vasto número de patrimónios existentes na Europa, 750 Abadias da Ordem de Cister, e o mútuo interesse de turistas, historiadores e amadores sobre o Universo Cisterciense, foram as principais razões para o nascimento desta Carta.

Actualmente, e fruto de um trabalho que reúne a participação de vários países do qual fazem parte: Portugal, França, Alemanha, Bélgica, Inglaterra, Itália, Dinamarca, Polónia entre outros, estão abertos ao público 150 Abadias e Sítios Cistercienses.

Depois do Município de Alcobaça se ter representado na província belga de Brabant Wallon, Valónia, na última Assembleia-Geral, em Abril de 2008, é agora a vez de Alcobaça receber no Mosteiro de Alcobaça, a Assembleia – Geral.

O encontro decorre a 1 de Maio no Mosteiro de Alcobaça e inclui a realização da Assembleia Geral Ordinária e um Fórum que conta com intervenções de estudiosos que se têm dedicado a Cister como são os casos do Prof. Doutor Saúl António Gomes, do Eng.º Pedro Tavares, do Prof. Doutor António Filipe Pimentel e da Prof. Doutora Arq. Andreia Galvão.

Após a Assembleia -Geral e Fórum, para os participantes e membros está marcado um roteiro por alguns dos monumentos Cistercienses de Portugal entre eles: Abadia de Alcobaça e Mosteiro de Cós, Mosteiro de Nossa Senhora da Assunção de Tabosa (Sernancelhe), Abadia de Salzedas e Abadia de São João em Tarouca, Abadia de São Cristovão de Lafões (S. Pedro do Sul), Abadia de Celas (Coimbra) e Abadia de Almoster (Santarém).

Inscrições e pagamentos até 24 de Abril.
Toda a informação no site da autarquia: www.alcobaca.pt

Site da Carta: http://www.cister.net/

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Agenda Cultural de Alcobaça Já Na Rua!

A programação cultural do Município de Alcobaça para os meses de Abril, Maio e Junho já está disponível no site Internet da C.M.A. através desta ligação.

Confraria Nacional do Espumante em Alcobaça

A Confraria Nacional do Espumante, fundada em 2004, é uma associação cultural, de âmbito nacional, sem fins lucrativos, para utilidade pública e pessoa jurídica de direito privado, onde estão representadas todas as regiões do país produtoras de Espumante, tendo como Padroeiro, S. Bernardo, da Ordem de Cister.

Tem por principais objectivos o levantamento e pesquisa sobre as origens e história do Espumante, associados à raiz cultural e tradições de cada região produtora, bem como, a elaboração de informação sobre diversos tipos de Espumante, organização de eventos e encontros de reflexão em torno da temática do Espumante a nível nacional e internacional, contando como Primeiro Confrade Honorário, o Presidente da Comissão Europeia – José Manuel Durão Barroso.

No próximo dia 18 de Abril - Dia Mundial dos Monumentos, a Sala do Refeitório do Mosteiro de Alcobaça, será o palco escolhido para uma cerimónia de Entronização de Confrades, exclusivamente, dedicada a Senhoras, cujo programa é o seguinte:

10h30 – Encontro e recepção dos Confrades no Largo do Mosteiro.
11h30 – Inicio da cerimónia de Entronização na Sala do Refeitório do Mosteiro.
12h30 – Final da cerimónia – os Confrades sairão em desfile até ao Cine Teatro de Alcobaça, onde serão recebidos pelo Exmº. Senhor Presidente da Câmara.

Neste dia, entre outras ilustres Senhoras, será também entronizada a Exmª. Sr.ª Secretária de Estado da Cultura – Paula Fernandes Santos.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Cine-Teatro de Alcobaça

A Feira de S. Bernardo

O modelo da Feira de S. Bernardo é um dos assuntos que tem vindo a ser falado ao longo dos anos e que tem motivado fortes críticas por parte de vários grupos e individualidades. Num ano de eleições autárquicas como este o assunto vai voltar com toda a certeza a vir à tona e será certamente alvo de várias discussões durante a campanha eleitoral.

Recentemente a Câmara Municipal de Alcobaça manifestou intenção em manter o actual modelo para a feira de 2009, notícia que foi recebida com alguma indignação pela maior parte dos Alcobacenses. Afinal creio que somos unânimes que o actual formato da feira não serve Alcobaça nem os munícipes, e não é algo com que nos possamos identificar nos dias que correm.

Actualmente a feira decorre sem as mínimas condições nos terrenos da feira semanal e no edifício deixado pelo MercoAlcobaça, numa das poucas tentativas anuais de aproveitamento deste espaço devoluto. Diversões (sempre as mesmas), uma feira (que nada trás de novo e interessante), uma exposição (de mau formato), algumas actividades populares e concertos (que apesar de atraírem multidões continuam a ser pouco facetados e sem qualquer enriquecimento) é o que se pode encontrar durante os dias reservados para o evento em Alcobaça. No fundo, é o que se tem vindo a encontrar pelo menos nas últimas décadas. Muda o local, mudam os nomes, mas é sempre mais do mesmo…

Outro problema da feira e talvez uma das maiores lacunas da organização é o facto de a feira viver fechada sobre si própria, de estar confinada ao recinto e de não haver qualquer interacção, qualquer ligação à cidade sede do município. Atraem-se visitantes, por vezes grandes multidões mas a cidade em si nesses dias assemelha-se a um deserto. Não há um verdadeiro aproveitamento dessa afluência, pois não se estimula o comércio, a restauração ou qualquer outro tipo benefício económico que daí possa derivar. Muito resumidamente, o visitante chega, estaciona o carro, vai à feira e depois vai embora.

O que fazer então? Que modelo adoptar?

A Feira de S. Bernardo do Futuro

Em primeiro lugar, este deveria ser o evento número 1 de todos os Alcobacenses. Mais do que uma feira, deveria ser um acontecimento mais global, um festejo em honra do concelho, da nossa identidade e da nossa história. É por isso que a primeira proposta se prende efectivamente com a adaptação dessa noção que existe do evento a um formato muito mais abrangente. Em vez de termos uma Feira de S. Bernardo, porque não termos as Festas de Alcobaça – Feira de S. Bernardo. Porque queremos mais do que uma feira, queremos um grande evento de Alcobaça e para Alcobaça.

Sobre a feira propriamente dita há que melhorar alguns aspectos, como o local onde a feira será instalada, com uma especial revisão do piso e das condições para a instalação das bancas de venda; maior variedade na oferta e promoção dos produtos de Alcobaça, onde poderá ser criado um sector exclusivo dos nossos produtos; melhoria das acessibilidades, adaptadas a grandes multidões e sem esquecer as pessoas com necessidades especiais; e melhorias ao nível da informação, com a instalação de placas informativas dos vários clusters da feira, WCs, etc.

No que toca às diversões seria importante haver alguma selecção do tipo de divertimentos e fomentar alguma variedade em relação às edições anteriores. Importante também haver mais controlo e fiscalização dos equipamentos pois não nos podemos esquecer que têm acontecido alguns acidentes de alguma gravidade.

Sobre o parque de exposições, muito poderá ser feito. No fundo podemos ter não uma, mas várias exposições espalhadas pela cidade. Manter a actual exposição embora que com um maior incentivo às empresas locais em apresentarem os seus produtos, manter a já tradicional apresentação por parte da C.M.A. dos projectos em curso, terminados e futuros (ainda que muitos achem que se trata de uma manobra eleitoralista, eu considero importante que se divulgue o que se anda e pretende fazer, até para tornar os Alcobacenses mais optimistas e acreditarem mais na sua terra) e ainda criar uma área de divulgação do que de melhor Alcobaça tem a todos os níveis e os passos de sucesso dados nos últimos tempos. Paralelamente, porque não exposições de pintura, fotografia, artes, etc, de Alcobacenses? Porque não envolver a Biblioteca Municipal e o Mosteiro nessas exposições? Temos artistas Alcobacenses de grande valor!

Algumas boas iniciativas devem ser mantidas, como a prova de ciclismo e a perícia automóvel, pois são bem ao gosto de muitos os que nos visitam.

Seria importante uma cerimónia de evocação ao nosso Santo Padroeiro que actualmente só empresta o nome à feira e cuja importância é esquecida o resto do ano. Uma componente religiosa, ainda que não ao agrado de todos seria um grande complemento a uma festa que nasceu disso mesmo. Afinal S. Bernardo é o nosso santo.

Na área da música, é importante manter um espaço para grandes concertos, mas podem também ser criados novos palcos um pouco por toda a cidade e para estilos diferentes. Porque não a abertura do Cine-Teatro nestes dias não só para exibição de peças de teatro (principalmente de grupos locais) mas também para concertos alternativos? Seria interessante a instalação de um pequeno palco para Músicas do Mundo e Música Electrónica na Praça da Republica, um outro para bandas de Rock junto ao Mercado, e porque não concertos de Jazz no largo da Igreja junto à rua Dr. José Nascimento e Sousa? E um palco para bandas locais? Temos praças tão bonitas que podem ser tão bem aproveitadas.
Seria lindíssimo podermos assistir a concertos de música clássica das nossas e/ou outras Orquestras nas escadarias do Mosteiro nos serões dos dias do evento.

Tudo isto com horários desfasados para que as pessoas se movimentem pela cidade de ponto em ponto. Muitos dos concertos poderão começar cedo para que as pessoas afluam à cidade ainda durante a tarde e possam mais tarde usufruir dos nossos restaurantes. Tudo com muita animação e teatro de rua para deliciar os visitantes.
Ainda na área da música porque não o regresso dos Ranchos ao anfi-teatro da Praça João de Deus Ramos?

Durante as tardes, e porque o mês de Agosto é um período em que os jovens estão de férias, seria até interessante criar-lhes várias ocupações, como provas desportivas e torneios. Modalidades como o Mini-Basket e futebol de rua fazem sempre sucesso.
E que tal um Half-Pipe na Praça D. Afonso Henriques com vários concursos de Skate e BMX e várias demonstrações? E um concurso de Graffiti? BTT, com uma prova de Downhill numa das nossas colinas?

Voltando ao Cine-Teatro, porque não um Festival de Cinema?

Paralelamente poderia ser criada uma Mostra Gastronómica com sabores de várias regiões do país, pois não nos podemos esquecer que é também uma altura em que recebemos os nossos emigrantes que gostam sobretudo de matar saudades das iguarias da sua terra.

Mais ideias? Um espectáculo Multimédia no Mosteiro com fogos para o encerramento do evento seguido de uma grande festa After Hours de música de dança!

Aqui ficam algumas ideias/propostas para uma feira e uma festa que se quer pelo menos tão grandiosa como a nossa Alcobaça. Se consideram excessiva e dispendiosa, eu acho que não. Tudo pequenas coisas que se forem bem organizadas e houver vontade conseguem-se mantendo o actual orçamento. Não esquecer nunca a qualidade e o gosto de querer fazer bem!
Não sou candidato à Câmara mas deixo aqui estas dicas que podem ser livremente aproveitadas por um qualquer candidato às próximas eleições autárquicas.
Ideias precisam-se, estas aqui estão e são gratuitas!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Rota do Património Trouxe Secretária de Estado da Cultura ao Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça

A entrada do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça na Rota do Património foi o motivo que trouxe a Secretária de Estado da Cultura, Paula Fernandes dos Santos, na passada sexta-feira a Alcobaça.

A Rota será constituída por monumentos classificados pela UNESCO, de Alcobaça (Mosteiro de Santa Maria), Batalha (Mosteiro de Santa Maria da Vitória), Tomar (Convento de Cristo) e Lisboa (Mosteiro dos Jerónimos), e resulta de uma candidatura que o Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR) fez ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

A promoção turística e cultural é o grande objectivo da Rota do Património tal como a recuperação dos conjuntos classificados e incluídos no projecto.

A presença da Secretária de Estado foi aproveitada para se questionar a tutela sobre a ocupação futura dos espaços devolutos do conjunto cisterciense. A governante adiantou que as soluções apresentadas publicamente por Gonçalves Sapinho, presidente da Câmara Municipal de Alcobaça (CMA), vão ser debatidas, em breve, num workshop em preparação, numa parceria do IGESPAR com a autarquia.

Paula Fernandes dos Santos chamou a atenção para o facto de que qualquer solução para aquele espaço ter de ser «muito bem pensada» pois terá sempre, em primeiro lugar, de «mostrar respeito pelo património», classificado como monumento da Humanidade desde 1989. A Secretária de Estado adiantou que as propostas, para serem sequer objecto de análise, devem ser «credíveis para a recuperação e manutenção do espaço em causa e áreas adjacentes».

Já quanto à possibilidade de se instalar um “Hotel de Charme”, como lhe tem chamado Gonçalves Sapinho, no Mosteiro, a Secretária de Estado da Cultura assegurou que a ideia não a "choca", adiantando que virão a Alcobaça, para participar no Workshop em preparação, pessoas e organizações estrangeiras com o propósito de mostrar metodologias e exemplos de sucesso sobre parcerias publico-privadas em espaços patrimoniais classificados.
In Rádio Cister

NERLEI Promove Formações

Em Auditorias da Qualidade, Processador de Texto e Gestão de Tempo
A NERLEI, Associação Empresarial da Região de Leiria, vai promover, este mês, um conjunto de formações em áreas como auditoria da qualidade, processador de texto e gestão de tempo, revela no seu site.

Com a formação em Auditorias ao Sistema de Gestão da Qualidade pretende-se que os formandos consigam identificar os objectivos das auditorias, as suas fases, bem como aplicar as bases comportamentais para a mesma. A formação tem duração de 50 horas e inicia-se no dia 21 de Abril, em Leiria, prolongando-se para o período de 7 de Setembro a 15 de Outubro, desta vez em Alcobaça.

A formação em Processador de texto visa a elaboração, edição e impressão de documentos normais e longos, e a introdução de elementos gráficos em documentos. O curso tem um total de 50 horas e tem início no dia 21 de Abril, em Alcobaça.

Quanto ao curso de Correio Electrónico e Gestão de Tempo, a realizar em Leiria, debruça-se na utilização de ferramentas informáticas para a gestão e organização do trabalho.

O curso tem início no dia 7 de Abril e prolonga-se até 14 de Abril, num total de 25 horas.
In Leiria Económica

Abril no Maria's

terça-feira, 7 de abril de 2009

Sidewalkers Lançam EP de Estreia

O Rock que vem dos Moleanos



A banda Rock dos Moleanos, Sidewalkers, que participou também recentemente no festival Pedra Rock, editou um EP homónimo com 5 temas em edição de autor.

Temas:
Release your soul
holly road
Ashes on fire
Dance with my soul
Smooth all my mind

Alguns destes temas estão já disponíveis no MySpace da banda que está acessível através do endereço: www.myspace.com/sidewalkerspace

Sidewalkers:
JohnnyWalker (voz, baixo)
Renato (voz, guitarra)
Emanuel (voz, Bateria)

Parabéns e votos de muito sucesso para esta banda que promete!

"Amália Hoje" Vai Ser Editado a 27 de Abril

O álbum "Amália Hoje", que transforma em canções pop alguns fados conhecidos de Amália Rodrigues, pretende mostrar o "passado tremendo" de "uma artista pop em todo o seu esplendor", disse o autor do projecto, o alcobacense Nuno Gonçalves.

O disco só sairá no final de Abril, mas foi esta quarta-feira apresentado na íntegra no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, numa sessão que contou com a participação dos músicos que integram o grupo Hoje, criado propositadamente para este projecto: Nuno Gonçalves e Sónia Tavares, dos The Gift, Fernando Ribeiro, dos Moonspell, e Paulo Praça, dos Plaza.

Na audição integral do álbum, ficou a saber-se que "Amália Hoje" apresenta nove fados, a maioria com música que Alain Oulman compôs para Amália, com letras de poetas portugueses, como "Abandono" (David-Mourão-Ferreira), "Fado Português" (José Régio), "Gaivota" e "Formiga Bossa Nova", ambos de Alexandre O´Neill.

Há ainda "Nome de rua", de Alain Oulman com poema de David Mourão-Ferreira, o tema francês "L´important c´est la rose", de Gilbert Becaud e que Amália cantou em francês, "Grito", que a fadista escreveu com música de Carlos Gonçalves e, a fechar", "Foi Deus", de Alberto Janes.

Musicalmente, não há praticamente nada que ligue estes temas aos fados que ficaram conhecidos na voz de Amália Rodrigues. Não há guitarras portuguesas, os arranjos assemelham-se à sonoridade dos The Gift, com a presença de orquestrações densas, de intensidade em crescendo e de apontamentos electrónicos a marcarem a cadência rítmica.

Destaque para "Formiga Bossa Nova" que Fernando Ribeiro interpretou num registo melódico que o afasta completamente da imagem de vocalista da banda heavy metal Moonspell.

Já "Fado português" e "Foi Deus", interpretados sobretudo por Sónia Tavares, vivem da forte presença de instrumentos de cordas, com a participação da London Session Orchestra.

Nuno Gonçalves, autor dos arranjos e da direcção musical, explicou que a intenção do projecto era mostrar algo "de novo e de diferente", mostrar Amália "com mais cor do que nunca" e que, como artista internacional, existiu para além do fado.

"A nossa missão era sermos fiéis àquilo que achamos serem as nossas influências modernas da estrutura pop rock, cantar em português e de alguma forma não ter medo de desrespeitar a obra e esse é o segredo, ter um pé na tradição e não ter problemas de mudar a cor", explicou Nuno Gonçalves.

"Acho que Portugal nunca entendeu bem o que ela foi e, se este disco, com a modernidade que transmite, puder fazer isso em 2009 e dez anos depois de ter morrido, acho que já é uma missão cumprida", rematou o músico.

Os três vocalistas dos Hoje referiram que aceitaram participar no projecto com a relutância inicial de quem não sabia interpretar os fados e muito menos entrar no universo de Amália Rodrigues, mas o resultado final demonstrou ser "tradicionalmente moderno", disse Paulo Praça.

"Achei sempre que não conseguia, porque o registo da voz da Amália é muito diferente do meu", disse Sónia Tavares, mas à medida que a cantora entrou no ambiente musical do projecto, encontrou o tom "pop" que Nuno Gonçalves pretendia e perdeu "o medo de dar voz à senhora dona Amália".

"Amália Hoje" será editado a 27 de Abril pela La Folie, editora criada pelos The Gift, e pela Valentim de Carvalho Multimédia, e poderá ser transposta para o palco, embora não haja qualquer data marcada.

"Vai ser inevitável, mais cedo ou mais tarde, levarmos os Hoje para o palco e para a estrada. Não sabemos se isso vai acontecer ou não, mas quando as coisas saem bem necessitam de continuar e a continuação deste projecto sem dúvida que serão os concertos ao vivo", disse Fernando Ribeiro.
In Rádio Cister

XII Torneio de Xadrez Rotary Clube da Benedita - 25 Abril

O XII Torneio "Rotary Club da Benedita" realiza-se no dia 25 Abril de 2009 no Centro Cultural Gonçalves Sapinho - Benedita.
É aberto a todos xadrezistas interessados. É organizado pelo Rotary Clube da Benedita com os apoios da Associação Xadrez de Leiria, ExternatoCooperativo da Benedita e Academia de Xadrez da Benedita.

Mais informações em: http://axbenedita.blogspot.com/

CAEM BOMBAS NO PARAÍSO : Ciclo de Cinema de 11 a 13 de Abril | CTA | Alcobaça


"Caem bombas no paraíso" é o nome do ciclo de cinema que decorre de 11 a 13 de Abril no Cine-Teatro de Alcobaça. Se por um lado as palavras são sempre poucas para retratarem as feridas de ambos os povos, por outro, os sentimentos são sempre demasiados no contexto de dor em que surgem. A poucos dias da representação da peça "Weisman e Cara Vermelha", da autoria do judeu húngaro George Tabori (história onde um judeu confronta o sofrimento histórico do seu povo com o de um índio), o ciclo de cinema "Caem Bombas no Paraíso" aplica parte da receita à guerra no Médio-Oriente, mostrando que vidas persistem para lá das fronteiras entre israelitas e palestinianos e a sua luta por um "paraíso na terra".´

11.ABRIL SÁBADO 21H30
A VALSA COM BASHIR
Viagem surreal de um antigo combatente israelita ao interior das suas memórias de guerra durante o conflito do início dos anos 1980 entre Israel e o Líbano.

Título original: Waltz with Bashir de Ari Folman, com Ron Ben-Yishai, Ronny Dayag, Ari Folman
ISR (2008) 87' Cor M/12 35mm

12.ABRIL DOMINGO 17H00
INTERVENÇÃO DIVINA
Crónica de amor e comédia entre um palestiniano de Jerusalém e uma palestiniana de Ramallah que buscam a intimidade no seio da ocupação israelita.

Título original: Divine Intervention,de Elia Suleiman com Elia Suleiman, Manal Khader, Nayef Fahoum Daher
FRA/PAL (2002) 92' COR M/12 35mm

12.ABRIL DOMINGO 21H30
VAI E VIVE
Odisseia de um rapaz africano que se declara judeu para salvar-se da fome no Sudão e é adoptado por uma família francesa sefardita em Telavive.

Título original: Va, Vis et Deviens de Radu Mihaileanu com Yael Abecassis, Roschdy Zem, Moshe Agazai
FRA/BEL/ISR/ITA (2005) 140' COR M/12 35mm

13.ABRIL SEGUNDA 21H30
O PARAÍSO, AGORA
Retrato de dois jovens amigos palestinianos recrutados como bombista-suicidas (nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2005).

Título original: Paradise Now, de Hany Abu-Assad com Kais Nashef, Ali Suliman, Lubra Azabal
PAL/HOL/FRA/ALE (2005) 91' Cor M/12 35mm

GRANDE AUDITÓRIO
PREÇO: 2€ [S/DESCONTOS]
M/12


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt 262 580 843/61

“O ÚLTIMO PORTO DO MEDITERRÂNEO – MÉRTOLA EM ALCOBAÇA”

INAUGURAÇÃO: 11 de Abril às 15h
Pelas 17h terá lugar no Auditório da Fundação uma palestra pelo Professor Cláudio Torres que falará sobre o Campo Arqueológico de Mértola, ocorrendo em cada sábado, palestras por especialistas com programa a publicitar em breve no nosso site.


“O ÚLTIMO PORTO DO MEDITERRÂNEO – MÉRTOLA EM ALCOBAÇA”
11de Abril a 31 de Maio

Da Myrtillis da Antiguidade à Mirtula islâmica dos sécs. VIII a XIII, a exposição revela, a partir das escavações do Campo Arqueológico de Mértola, a vila onde se falava grego, latim, hebraico, árabe ou romance, ponto de encontro de comerciantes, aventureiros, mercenários e religiosos vindos de muitos sítios.
Esta exposição, preparada a pensar na itinerância, traz a público uma síntese de conhecimentos referente aos territórios de Beja e de Mértola entre os séculos V e XIII.
Em vinte painéis informativos bilingues (português/francês), vitrinas com materiais arqueológicos e um dvd com a reconstituição animada da Basílica do Rossio do Carmo (século V) e do Bairro Islâmico (século XII), a exposição cativa o visitante pela forma directa e precisa como põe em relevo a história de Mértola.
Foi realizada a partir da investigação de Santiago Macías que se centra, sobretudo, na vila-museu, identificando os diferentes aspectos da topografia e da evolução do sítio ao longo de vários séculos.
Cortados os laços com o mundo mediterrânico, Mértola caiu no esquecimento.
Foi preciso esperar 750 anos para que o labor do Campo Arqueológico de Mértola arrancasse à terra as memórias de um tempo perdido. Durante quase três décadas o CAM escavou, investigou, recuperou sítios, publicou, fez museus.
Os painéis desta exposição testemunham, de forma necessariamente incompleta, o esforço de todos os que passaram por Mértola (desde o passado longínquo até épocas mais recentes) e que ajudaram a construir a sua História.

FICHA TÉCNICA BASE
Autor: Santiago Macias
Entidade promotora: Campo Arqueológico de Mértola
Coordenação geral e produção: TerraCulta – Consultoria, Produção e Gestão Cultural, Lda.

Armazém das Artes-Fundação Cultural
Rua Eng. Duarte Pacheco, 38 / 2460-485 Alcobaça
Telefone: 262 595 269 Telemóvel: 913 354 334
Email: geral@armazemdasartes.pt
Web: www.armazemdasartes.pt

Horário de funcionamento: 2ª a 6ª – 11h00 às 13h00 – 14h00 às 18h00
Sábados e Domingos – 14h00 às 19h00
(É possível a marcação de visitas guiadas por telefone)

Ministério da Cultura Anuncia 1 milhão de Euros de Investimento no Mosteiro de Alciobaça

A iniciar já no início deste Verão
A secretária de Estado da Cultura, Paula Fernandes dos Santos, visitou no dia 3 de Abril o Mosteiro de Alcobaça. Acompanharam a visita da representante do Governo, Elisio Summavielle, presidente do IGESPAR - Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico; Cecília Gil, directora do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça; Paulo Inácio, presidente da Assembleia Municipal e Alcina Gonçalves, vereadora da Cultura. Segundo Elisio Summavielle, no inicio no Verão de 2009 será investido um milhão de euros na cobertura da antiga biblioteca dos monges e na capela, obras que se prolongarão até 2011.
[Ler mais, no Tinta Fresca]

«Faiança Portuguesa Séculos XVIII e XIX - Colecção Pereira de Sampaio» Editada em Livro

Jorge Pereira de Sampaio apresenta, no dia 14 de Abril (terça-feira), pelas 19 horas, no Palácio da Ajuda, o livro «Faiança Portuguesa Séculos XVIII/XIX - Colecção Pereira de Sampaio». A obra vai ser apresentada por José Miguel Júdice. Alguns dos melhores investigadores escreveram sobre esta colecção: Vítor Serrão, Rafael Salinas Calado (póstumo), Alexandre Nobre Pais, Cristina Horta, Margarida Rebelo Correia, João Pedro Monteiro, para do próprio Jorge Pereira de Sampaio. O presidente da Câmara Municipal de Alcobaça redigiu um testemunho e três coleccionadores escreveram também: José Bouza-Serrano, Isabel Silveira Godinho e Ana Maria Botelho.
[Ler mais, no Tinta Fresca]

domingo, 5 de abril de 2009

Nova Imagem do Blogue

Após mais de 5 anos com a mesmo imagem, decidi que estava na altura de mudar o aspecto do blogue. Foi também retirado o logotipo criado pela C.M.A. para a Terra de Paixão, pois não possuo quaiquer direitos para a sua utilização. Aproveito também para agradecer à C.M.A. o facto de me ter gentilmente deixado utilizar o seu logotipo durante todos estes anos.

Foi também alterado o motor da caixa de mensagens do blogue, o que, infelizmente levou a que todos os comentários fossem perdidos. Guardo no entanto um histórico de todos os comentários, que poderei adicionar ao blogue caso os respectivos originantes considerem pertinente. Basta que me deixem aqui um comentário ou enviem um email para o efeito, identificando a postagem. Por este facto peço imensas desculpas aos intervenientes, mas não me foi mesmo possível importar os comentários.

Esta nova versão ainda se encontra em construção, motivo pelo qual algumas das referências contidas na anterior versão ainda não se encontram disponíveis. Prometo que serão adicionadas em breve.

Espero que gostem e estou aberto a críticas e/ou sugestões.

sábado, 4 de abril de 2009

José Alberto Vasco Publica “Uma Noite de Insónia”

José Alberto Vasco reedita em livro conto histórico "Uma Noite de Insónia", após a sua publicação no ciberjornal Tinta Fresca e no seu Blogue Nas Faldas da Serra.

O lançamento do conto histórico "Uma Noite de Insónia" vai realizar-se em Alcobaça, no Armazém das Artes, no dia 25 de Abril, às 16h30. O conto foi inicialmente publicado em Abril e Maio de 2002 no jornal digital Tinta Fresca, tendo sido reeditado, já na sua edição ne varietur, em Abril de 2006, no blogue "Nas Faldas da Serra". Publicado agora em formato analógico, em edição ne varietur, com chancela da Papiro Editora, do Porto, o livro, inspirado na revolução do 25 de Abril, será apresentado pela animadora cultural Raquel Romão e pelo professor universitário Valdemar Rodrigues.
[Mais, no Bazar das Monjas]

29ª Emissão do Programa "Um Olhar Sobre a Semana"

Este Domingo, entre as 12 e as 13 horas na Rádio Cister
"Um Olhar Sobre a Semana", um espaço semanal do Departamento de Informação da Rádio Cister que tem como objectivo a reflexão e o comentário sobre as notícias que marcam os nossos dias, ao nível local, regional e nacional (sem deixar o internacional de fora...). Um Olhar Sobre a Semana é um programa editado, apresentado e moderado por José Alberto Vasco, tendo como comentadores residentes José António Canha, José Costa e Sousa e Valdemar Rodrigues.

Tema da 29ª Emissão
- O PS e a CDU fizeram esta semana as apresentações das suas candidaturas às próximas eleições autárquicas em Alcobaça, explanando já publicamente alguns dos seus objectivos programáticos. O PSD noticiou também esta semana que a sua Comissão Política de Alcobaça havia deliberado, por unanimidade, que o seu candidato à Presidência da Câmara Municipal de Alcobaça nesse acto eleitoral será o advogado Paulo Inácio. Parecendo desse modo estarem já em palco os três principais candidatos locais nessas eleições, poderemos dizer que algo de novo se poderá agora passar no concelho de Alcobaça? Ou que presumivelmente tudo se prepara para continuar na mesma?

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Parque da Fonte da Senhora Requalificado Pela Câmara

Projecto envolve construção de parque de merendas e percurso de manutenção

O parque da Fonte da Senhora, na Benedita, começou esta semana a ser requalificada. Os trabalhos de limpeza e manutenção estão a ser levados a cabo pela Câmara de Alcobaça, em colaboração com a Junta de Freguesia. O espaço, votado ao abandono há vários anos, está a ser limpo por uma equipa da Protecção Civil.

O objectivo é tornar a Fonte da Senhora num espaço de lazer e propício à prática da
actividade física. Antes disso, a Câmara tem pela frente o desafio de limpar caminhos
e terrenos "invadidos" por vegetações. Na Fonte da Senhora, considerada um dos locais históricos e com potencial da Benedita, vai ser construído também um parque de merendas, para que a população usufrua em pleno de todo o espaço, ideal para as famílias passearem e conviverem.

A presidente da Junta de Freguesia disse ao REGIÃO DE CISTER que depois de terminadas
as obras, a zona, onde está o campo de futebol, "terá que ser mais vigiada". Segundo Maria José Filipe, o parque é diversas vezes alvo de vandalismo: "partem candeeiros,
bancos e tudo o que aparecer pela frente". A autarca acredita que as obras de requalificação devem começar nas próximas semanas. "É uma obra há muito tempo pretendida e prometida, espero que desta avance mesmo", sublinhou Maria José Filipe.

In Região de Cister

Entrega de Prémios e Concerto dos Laureados Encerram CIMCA | 3 de Abril | 21h00 | CTAlcobaça

I Concurso Internacional de Música de Câmara "Cidade de Alcobaça"

Já foram encontrados os vencedores da Categoria A, cuja final decorreu durante o dia 1 de Abril. A classificação foi a seguinte:

1.º Lugar: Trio Impressões: Bernardo Pinhal (Piano), Vera Santos (Clarinete), Rui Ramos (Flauta);
2.º Lugar: não atribuído;
3.º Lugar: Trio "H3O": Rui Lopes (clarinete), Nathanael Santos (Viola), Pedro Costa (Piano).

Durante o dia de hoje, 2 de Abril, decorre a final da Categoria B, sendo que amanhã, no Cine-Teatro, pelas 21h00, o programa encerrará com a entrega de prémios e o Concerto dos Laureados.

Em concurso estiveram 119 músicos, integrados em 28 grupos de 10 países.

De relembrar que os vencedores deste I Concurso Internacional de Música de Câmara irão actuar no Festival Cistermúsica de Alcobaça (www.cistermusica.com), a decorrer de 16 de Maio a 20 de Junho de 2009, na Casa da Música do Porto e no Centro Cultural de Belém, ambos em 2010.

Mais informação em: www.cimca.eu

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Desporto Sénior Já Em Marcha

Está a decorrer, desde o dia 2 de Fevereiro, no Concelho de Alcobaça, mais uma edição do Desporto Sénior - Época Regular.

O programa surge da necessidade de criar, junto da população sénior, hábitos que permitam a diminuição das alterações de aptidão e desempenho físico associadas ao envelhecimento, sendo uma forma de estimular o público idoso para a prática regular de desporto, melhorando a sua qualidade de vida. As aulas decorrem uma vez por semana nas sedes de freguesia.

A adesão ao programa foi notória, e neste momento os lugares ainda disponíveis concentram-se nas freguesias de São Martinho do Porto, Benedita, Turquel, Bárrio, Aljubarrota e Évora.

Os interessados deverão inscrever-se na respectiva Junta de Freguesia.

Nas freguesias de Aljubarrota e Évora as aulas vão ser deslocadas para a sede de freguesia das localidades de Carvalhal e de Carris, respectivamente. A média de idade dos participantes é de 68,5, e dos inscritos apenas 19,28% são do sexo masculino.

NOTAS:
Os inscritos devem ter pelo menos 60 anos.

Informação adicional:
Número total de lugares preenchidos
S. Martinho do Porto: 15
Alfeizerão: 23
Pataias: 22
Martingança: 27
Benedita: 17
Turquel: 15
Cela: 22
Vimeiro: 26
Bárrio: 23
Alcobaça: 31
Coz: 29
Montes: 23
Alpedriz: 32
Maiorga: 37
Vestiaria: 21
Total: 363

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Abril - Festa dos Livros


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Maria de Lurdes Rodrigues Visitou a Barafunda

A Ministra da Educação visitou, no passado dia 28 de Março, a Barafunda, na Benedita.
A presença de Maria de Lurdes Rodrigues deveu-se ao Centro Novas Oportunidades da Associação Juvenil.

A tutelar da educação quis saber quais as dificuldades pelas quais passam os Centros Novas Oportunidades e também as sua potencialidades.

Segundo uma nota enviada às redacções, «Maria de Lurdes Rodrigues considera que os Centros novas Oportunidades (CNO) "têm trabalho para uma década", declarações efectuadas durante a visita à Barafunda AJCSS, no dia 28 de Março, onde foi recebida pela presidente da associação, Isabel Rufino, e pelos técnicos dos vários projectos desenvolvidos pela instituição da Benedita, designadamente do CNO e do "Percursos Alternativos" (Programa Escolhas), ambos apoiados pelo ministério da Educação.

Durante a visita, que durou cerca de uma hora, a ministra de Educação confessou que "poder implementar o programa Novas Oportunidades" foi um dos motivos fundamentais pelos quais aceitou o convite para o cargo. Para a Maria de Lurdes Rodrigues não é verdade que os adultos tenham "um trauma com a escola". O problema, pelo contrário, é que eles não a frequentaram: "o País desenvolveu-se com uma geração que não foi à escola", afirmou.

Portugal é um dos países com piores índices de qualificação escolar da Europa. Mais de 60% da população adulta portuguesa não possui escolarização acima do 2º ciclo do ensino básico e cerca de 3.5 milhões de activos não terminaram o ensino secundário, de entre os quais quase 500 mil jovens entre os 18 e os 24 anos (45% do total), sendo que mais de 250 mil não chegaram sequer a concluir o 9º ano. Números que, segundo Maria de Lurdes Rodrigues, conferem "vocação de serviço público" aos Centros Novas Oportunidades, que, ainda no entender da ministra, respondem a uma "necessidade calada" da população portuguesa.

O Centro Novas Oportunidades da Barafunda AJCSS certificou, até ao momento, 577 adultos com o 9º ano e 62 ao nível secundário, contabilizando actualmente 518 e 398 na fase de reconhecimento de competências, respectivamente naqueles níveis de ensino. Com forte componente de itinerância, o CNO da Barafunda AJCSS trabalha actualmente em mais de 25 locais dispersos por todo o concelho, recorrendo a parcerias informais estabelecidas com várias associações.

Respondendo a uma inquietação de Isabel Rufino no que concerne ao financiamento dos CNO no período pós QREN, Maria de Lurdes Rodrigues defendeu a necessidade de estabilidade, afirmando que as respostas a "necessidades estruturais" não podem ficar "dependentes de fundos comunitários".

No final da visita, a ministra da Educação congratulou a direcção e equipa da Barafunda AJCSS deixou em aberto a possibilidade de vir a deslocar-se uma segunda vez à associação.»
In Rádio Cister

II Festival PEDRA ROCK, Nos Moleanos

Com as Bandas:
Sidewalkers
Shake Shake and Show Me Your Pussy
The Molly Ans
R & S Power
Dj Jambas

Centro Cultural e Recreativo dos Moleanos
Moleanos - Alcobaça
Sábado - 4 de Abril - 21 horas

É o regresso de um evento que fez história. Só num ano... É de ir!
In Nas Faldas da Serra

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Novo Blogue Alcobacense

Unir Alcobaça é o nome do novo espaço criado por Rogério Raimundo como complemento ao já conhecido Viv'Alcobaça.
Mais do que um blogue, o Unir Alcobaça é um espaço pessoal onde são registados e discutidos os assuntos da actualidade do actual vereador, ao mesmo tempo que é mantido um histórico de todos os temas.

O endereço: http://uniralcobaca.blogspot.com/

Mais um grande reforço para a comunidade blogoesférica Alcobacense!
Muito bem-vindo!

Para Imitar Alcobaça...

Terreiro do Paço vai ter pavimento em tons de amarelo
O Terreiro do Paço vai passar a ter um pavimento em tons de amarelo e os passeios das arcadas laterais serão alargados, de acordo com o projecto da Sociedade Frente Tejo, hoje apresentado à autarquia lisboeta.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Afinal Havia Outra...

São pelo menos 4!

A Outra Alcobaça Brasileira
Dr. Álvaro Braga, morador de Alcobaça, descobriu uma informação que pode surpreender muita gente: existiu no Brasil outra localidade com o nome de Alcobaça e que hoje se chama Tucuruí.

Tucuruí é uma município de cerca de 95 mil habitantes localizado no Sudeste do Estado do Pará (ver ao lado a localização do município nos mapas do Brasil e do Pará).
Em 1782, governador e capitão general José de Nápoles Telo de Meneses fundou nesse local o forte de Alcobaça, que teria uma localização estratégica do ponto de vista fiscal e militar, às margens do rio Tocantins. Esse forte também foi conhecido como Forte de Nossa Senhora de Nazaré.

Nas vizinhanças do forte havia, em 1781, o povoado de Alcobaça e o povoado de São Bernardo da Pederneira, ambos fundados no governo de Nápoles Telo de Meneses. (Nessa mesma época, aliás, a Alcobaça baiana já era uma vila e não mais um povoado e poucos anos depois seria alçada à categoria de freguesia com o nome de São Bernardo de Alcobaça.) Cem anos depois, em 31 de outubro de 1870, foi criada a Freguesia de São Pedro de Alcântara, no lugar conhecido como Pederneiras, então pertencente ao município de Baião. O nome da freguesia foi mudado para São Pedro de Alcobaça em 19 de abril de 1875.

Em 1894 a freguesia foi completamente destruída pelos índios Assurinis da reserva Trocará. Em 30 de dezembro de 1943, o povoado de São Pedro de Alcobaça passou a se chamar Tucuruí, palavra que na língua indígena significa "Rio de Gafanhotos" ou "Rio de Formigas".

Portanto, até 1943 existiram no Brasil duas Alcobaças, uma na Bahia e outra no Pará.

Até 1947, Tucuruí pertenceu ao território do município de Baião. Em 31 de dezembro desse ano, foi criado o município emancipado de Tucuruí.
[Ler mais, no Diário de Alcobaça-Bahia]

Atletas de S. Martinho do Porto em Grande Destaque

Inês Brito 4ª Classificada no Nacional
Inês Brito (Academia de Karaté de São Martinho do Porto) foi 4ª classificada no campeonato nacional de karaté, na prova de kumité, no escalão -50kg, prova que decorreu no passado sábado, em Fazendas de Almeirim.
Actual campeã regional Centro Norte neste peso e escalão, a atleta do concelho de Alcobaça não conseguiu subir ao pódio, mas obteve uma classificação positiva.
A Academia de Karaté de São Martinho do Porto, pertencente à Associação de Karaté Luso Francesa, contínua a ser orientada pelos treinadores de nível 1 e 3º Dan, Gonçalo Clérigo e José Sebastião.

Ana Mafalda Ferreira é Campeã Nacional de Sub-23
A atleta de São Martinho, Ana Mafalda Ferreira, sagrou-se no passado domingo, campeã nacional de corta mato na categoria de sub-23.
A atleta colocou-se desde início na frente da corrida, controlando as iniciativas das possíveis candidatas à vitória final.
Numa prova de difícil percurso e com muito calor a não ajudar, Ana Mafalda Ferreira foi sempre resistindo às adversidades da prova com a distância de 8.000 metros, e acabou por vencer o seu 1.º título nacional de corta mato.

Escola de São Martinho Promove Intercâmbio Com Chipre...

Dois alunos, acompanhados por duas professoras, da Escola Básica 2,3 c/S de São Martinho do Porto, estiveram presentes no Fórum Europeu denominado "Europe is my Home", que teve lugar em Limassol, Chipre entre os dias 5 e 9 de Março. Este fórum destinou-se ao debate de temas relacionados com os problemas ambientais que os diversos países da Europa enfrentam na actualidade.
A Escola Básica 2,3 com Secundário de São Martinho do Porto tem vindo a integrar, ao longo da última década diversos grupos de trabalho em parceria com escolas de outros países da União Europeia no âmbito do projecto Comenius. No biénio 2008/2010 está a desenvolver actividades de forma apresentar, em final de Março em Leipzig, Alemanha, um trabalho subordinado título geral Supporting Entrepreneurship in Schools and Sustainable Development in EU Regions (Sentsuder).
De referir que, na sequência destes projectos e encontros em que a Escola de São Martinho se encontrou envolvida em anos anteriores foram convidados dois alunos do secundário, por uma prestigiada escola de Chipre para participar num encontro em que apresentaram um trabalho por eles desenvolvido e que foi apresentado a alunos de vinte e três países Europeus. De cada um dos países foi escolhida uma escola para estar presente e, no caso português, a seleccionada pelos organizadores do evento foi a Escola de São Martinho do Porto.Os alunos José Pereira e João Frazão elaboraram um trabalho em que, apresentaram aos outros alunos e professores dos países presentes neste fórum, a beleza única da baía de S. Martinho, alguns dos principais problemas ambientais que a afectam e alguma das soluções até à data encontradas bem como algumas hipóteses de soluções para o futuro. Estes alunos apresentaram-se perante escolas que representavam cada um dos seus países e foram acolhidos por Paula Cavaleiro, em nome da Embaixada Portuguesa no Chipre.
Este foi o primeiro encontro oficial entre uma escola portuguesa e a Embaixada do nosso país, pois até à data não era do conhecimento das entidades portuguesas ali estabelecidas que existissem parcerias/contactos entre estabelecimentos de educação dos dois países.
Foi, portanto, possível actualizar as entidades relativamente a algumas das parcerias existentes, projectos futuros, bem como a disponibilidade que os jovens dinâmicos das escolas portuguesas, nomeadamente os que se encontravam presentes - os alunos da Escola de São Martinho do Porto - para participar em projectos futuros.

In Jornal das Caldas
Via Blogue São Martinho do Porto

"O Último Porto do Mediterrâneo - Mértola em Alcobaça"

11 de Abril a 31 de Maio
Armazém das Artes



Durante quase três décadas o Campo Arqueológico de Mértola escavou, investigou, recuperou sítios, publicou, fez museus. Esta exposição é uma síntese do trabalho acumulado desde o início dos trabalhos arqueológicos, em 1978. Mértola - o último porto do Mediterrâneo é mais um passo numa já longa caminhada. Os painéis e as vitrinas desta exposição testemunham também o esforço de todos os que passaram por Mértola (desde o passado mais longínquo até épocas mais recentes) e que ajudaram a construir a sua História. O projecto apresenta uma síntese de conhecimentos referente ao territórios de Beja e de Mértola entre os séculos V e XIII. O estudo centra-se, sobretudo, na vila-museu, identificando os diferentes aspectos da topografia e da evolução do sítio ao longo de vários séculos. O trabalho alarga-se, ainda assim, a outros locais, apresentando propostas sobre a ocupação islâmica de Beja, Moura, Serpa, Castro da Cola etc. Identificam-se as principais características da islamização do território, aponta-se a sua permanente ligação ao Mediterrâneo e sublinham-se os traços de continuidade histórica e social do ocidente peninsular.

A exposição, construída a pensar na itinerância além fronteiras, possui a informação dos painéis escrita em português e francês.

Armazém das Artes

"ROSA ESPERANÇA" - Por Uma Grande Causa

Cine-Teatro de Alcobaça - 2 Maio 2009


"ROSA ESPERANÇA" é um espectáculo forte e sem complexos, que pretende chamar a atenção para uma dura realidade que mata 4 mulheres por dia em Portugal. O Cancro da Mama. Inserido num projecto de teatro de pesquisa "Projecto Mulheres e o Cancro da Mama" que interpreta e reinventa histórias de pessoas reais "Rosa Esperança" conta com a participação de 7 mulheres que, não sendo actrizes, decidiram expor a sua própria experiência de luta contra o cancro e aceitaram o desafio de a partilhar com o público num palco.

"Rosa Esperança" um espectáculo inquietante que ninguém deve perder!

4, 5, 11, 12, 18 e 19 de Abril Cine Teatro-Casa da Cultura de Rio Maior.
2 de Maio Cine-Teatro de Alcobaça.

Os Senhores da Guerra Não Gostam de Fado

Será no próximo dia 4 de Abril, pelas 21h00, que o fadista alentejano António Passão estará presente na Biblioteca Municipal de Alcobaça para a apresentação da sua obra Os senhores da guerra não gostam de fado.

Nesta obra, que segundo o autor, foi escrita com o intuito de dar a conhecer melhor este género musical e a sua história, reúne cerca de 114 crónicas sobre fado escritas entre Março de 2002 e Abril de 2007.

Aqui se podem encontrar referências práticas e nomes ligados ao fado como por exemplo Berta Cardoso, Amália Rodrigues, Linhares Barbosa, Jaime Santos ou Armandinho.

Esta obra é uma edição do autor que aborda as seguintes temáticas: "Tudo na vida termina num fado"; "Sentimentos e emoções"; "Lugares históricos do fado"; "Algumas figuras de ontem e de sempre"; Críticas e elogios"; Crónicas da vida e seu relativismo ao fado"; Poetas e letristas"; "O que se cantou e ainda se canta no fado"; "Fado, seu enquadramento histórico, social e cultural".

Esta sessão de apresentação contará com a presença do prof. Arménio de Melo na guitarra portuguesa e João Ramos na viola, que defenderão com sabedoria, a interpretação de tão nobres instrumentos mas, também acompanharão o autor na interpretação de alguns temas nesse evento.

Mais informações aqui.

In Portal do Fado

Há Coisas Que Não Se Percebem...

Regulamento da Feira de São Bernardo Inalterado
A autarquia anunciou, entretanto, que irá encurtar a duração do certame e tentar aumentar a sua qualidade, melhorando, nomeadamente, a zona de exposições destinada às obras e projectos da autoria da Câmara Municipal de Alcobaça.

Sobre a participação das empresas do concelho na Feira de São Bernardo, Carlos Bonifácio, vice-presidente do executivo, disse que é «sempre difícil aumentar a sua presença por causa das férias de Agosto» . Trata-se, adiantou, «de um mês em que as escolas e as creches estão fechadas e em que muitas empresas optam por encerrar para férias, ficando sem meios humanos para dar resposta aos pedidos da autarquia».

Por parte dos partidos da oposição, PS e CDU criticaram a manutenção do regulamento.
O vereador socialista, Daniel Adrião, acha que a feira não ganha em manter o mesmo figurino há quase 30 anos, classificando essa decisão como «muito má» e o modelo da Feira de São Bernardo como estando «completamente esgotado».

Por sua vez, a CDU criticou a não alteração de «três pilares». Rogério Raimundo lembra que componente religiosa, defendida pelo próprio São Bernardo, tem sido «esquecida pelo executivo, que se deveria exaltar mais o 20 de Agosto, o feriado municipal de Alcobaça, bem como o dia 30 do mesmo mês, data em que Alcobaça assinala a elevação a cidade».
In Rádio Cister

ALE Benedita Pode Arrancar Já Em 2010

O processo de licenciamento da Área de Localização Empresarial (ALE) da Benedita deverá ficar concluído ainda este ano. A convicção foi manifestada pela Câmara Municipal de Alcobaça.

Segundo Carlos Bonifácio, vice-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, falta publicar o Plano de Ordenamento (PO) do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC) e o Plano de Pormenor (PP) da Quinta da Serra para que se verifique a posterior aprovação por parte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT) das pretensões da autarquia, que tenciona disciplinar toda a actividade económica que se realiza, hoje, ao longo do IC2 e entre o aglomerado urbano da Benedita.

O autarca revelou, ainda, que «neste momento está a ser elaborado o estudo de impacto ambiental, assim como um outro sobre quais os equipamentos que devem ser colocados na ALE da Benedita».

A Câmara Municipal de Alcobaça já garantiu as dotações financeiras necessárias para a ALE, esperando que as questões de natureza processual e respectivos pareceres favoráveis fiquem concluídos ainda este ano, para que a infraestruturação da Quinta da Serra possa acontecer a partir de 2010.
In Rádio Cister