terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Curso de Percurssão em Alcobaça

SOB A DIRECÇÃO DE MANUEL CAMPOS E RUI GOMES
1º Curso de Percussão - Cine-Teatro de Alcobaça
de 26 a 30 de Dezembro

Sob a Direcção dos Professores Manuel Campos e Rui Gomes
Participação do Grupo de Percussão da ESMAE
Master-Class
Recitais
Oficina de Construção de Baquetas

Inscrições:
Academia de Música de Alcobaça (Lídia) - Telefone 962543544

In Nas Faldas da Serra

sábado, 19 de dezembro de 2009

Exposição S.A. MARIONETAS - 12 ANOS A TRABALHAR PARA O BONECO, Na Galeria de Exposições Temporárias do Mosteiro de Alcobaça

O Director do IGESPAR, a Directora do Mosteiro de Alcobaça, o Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça e a S.A.Marionetas convidam-nos (a todos!) a estar presentes na inauguração da exposição S.A.Marionetas - 12 Anos a Trabalhar Para o Boneco, que terá lugar na Galeria de Exposições Temporárias do Mosteiro de Alcobaça, no próximo sábado, 19 de Dezembro, pelas 17 horas.


S. A. Marionetas, Teatro e Bonecos no Mosteiro de Alcobaça
"Há notícia da existência do teatro de marionetas em quase todas as civilizações: na Europa da Antiguidade, na China e na Índia. Do Pulcinella ao Punch, do Don Cristóbal ao Dom Roberto, é vasta a plêiade de bonecos pela Europa fora. Divertidos ou dramáticos, o seu papel é indelével na análise e crítica da sociedade. No século dezoito, António José da Silva, «o Judeu», levava à cena diversas óperas para marionetas, criando personagens densas e ricas do ponto de vista psicológico. O seu êxito foi imenso mas veio a ser condenado à morte pela Inquisição.

Perde-se nos tempos a tradição do teatro de marionetas em Portugal. Todos nós nos recordamos das barracas, muitas vezes em chita de Alcobaça, de onde sobressaíam pequenos bonecos que alegravam miúdos e graúdos, nas feiras populares, nas praias ou nos jardins. Estes «bonecreiros» andavam de terra em terra, de barraca às costas, muitas vezes fugindo às autoridades, já que os seus fantoches, frequentemente eram irreverentes, afrontando os bons costumes. Algumas peças representadas pelos bonecos são de tradição popular, outras são criadas propositadamente para determinados espectáculos.

A companhia S. A. Marionetas foi criada como estrutura profissional em 1997, embora o trabalho dos seus fundadores nesta área já tivesse lugar na década anterior. Desde essa altura, dedicaram-se à criação de peças originais, que têm levado em itinerância por Portugal e pelo exterior. Desde essa altura estiveram ligados a esta companhia o nome de José Gil, Sofia Vinagre, Jaime Leão, Bárbara Santos, Natacha Pereira e, mais recentemente, Rui Sousa. Estabeleceram co-produções com o Festival Cistermúsica, com as Comemorações dos 650 anos da morte de Inês de Castro, com a companhia de bailado CeDeCê, com as Comemorações dos 200 anos da partida da Família Real para o Brasil, com o Igespar e com alguns nomes importantes da música: os Gift, no vídeo «Question of Love» (Prémio Melhor Produção TMN 2002) e o tubista Sérgio Carolino, com quem fizeram o espectáculo «Tubic». Internacionalmente, têm participado em festivais diversos em Itália, Alemanha, Espanha, País de Gales, França e Inglaterra.

Em Alcobaça, desde 1998 que desenvolvem o Festival Marionetas na Cidade, tendo sido reconhecido como «de interesse cultural» pelo Ministério da Cultura. Pelo seu trabalho, a companhia foi premiada com o Prémio Afonso Lopes Vieira, na categoria Artes e Espectáculo, em 2006. De 1997 até à actualidade, a S. A. Marionetas estreou 31 produções originais, tendo levado a cabo 1336 representações. De resto, a companhia tem no seu currículo a efectivação da educação pela arte, pegando em temas históricos como a história de D. Pedro e D. Inês de Castro, o tempo de D. Maria I, D. João VI e a mudança da Corte para o Brasil ou lendas como a da Padeira de Aljubarrota – dentro da transversalidade dos temas que aborda, a S. A. Marionetas não esquece a história da região que a viu nascer.

A exposição «12 Anos a trabalhar para o boneco» na Galeria de Exposições Temporárias do Mosteiro de Alcobaça, apoiada pela Câmara Municipal de Alcobaça, consagra e demonstra o trabalho da S. A. Marionetas que conquistou já, pelos seus méritos, um lugar indelével na História do Teatro de Marionetas em Portugal."
Jorge Pereira de Sampaio
Comissário da Exposição

A Exposição está patente até ao dia 19 de Fevereiro de 2010, de Segunda a Domingo, das 10 às 17 horas - Entrada Livre

Câmara de Alcobaça Anuncia Melhorias da Rede Rodoviária

A melhoria da rede rodoviária que serve o concelho de Alcobaça é uma das prioridades de Paulo Inácio.

A criação de um parque verde em Alcobaça e a melhoria das redes rodoviária e escolar do concelho são algumas das propostas incluídas no orçamento da Câmara de Alcobaça para 2010 pela maioria social-democrata.

O presidente da Câmara, Paulo Inácio, admite que nem todas as estradas do município se encontram nas devidas condições de segurança para o trânsito e promete fazer um levantamento exaustivo da rede rodoviária para definir a prioridade das intervenções.

Quanto à rede escolar, o autarca afirma que irá prosseguir com a construção dos centros escolares e resolver os casos das escolas do 1º ciclo de Aljubarrota e do Casal da Lagoa, em Turquel, reconhecendo a necessidade de intervenção nos estabelecimentos de ensino de São Martinho do Porto e do Bárrio.

No plano das obras públicas, o presidente do executivo refere, ainda, que em 2010 será dado inicio ao projecto de construção de um Parque Verde, na cidade de Alcobaça.
In Rádio Cister

É Definitivo! É Triste!

CMA vai colocar parquímetros na bolsa de Estacionamento da Ala Sul
A Câmara Municipal de Alcobaça (CMA) vai colocar parquímetros na bolsa de Estacionamento da Ala Sul do Mosteiro.
A decisão de ter aberto parte do Rossio ao parqueamento de automóveis confirma-se assim como uma medida definitiva.
Segundo Paulo Inácio, presidente da CMA, a proposta vai no sentido de colocar parquímetros que terão um preço simbólico na primeira meia hora, aumentando consideravelmente depois de forma a promover a mobilidade dos automóveis e pessoas que procuram o Rossio.

In Rádio Cister

- -
(...) de forma a promover a mobilidade dos automóveis (...)
Numa praça desenhada para ser pedonal, num centro histórico que se quer para as pessoas... Sem mais comentários!

Hoje, No Cine-Teatro de Alcobaça

Exposição "A SAGRADA FAMÍLIA"

IDOSOS RECRIAM FIGURAS BIBLÍCAS PARA EXPOSIÇÃO

Inaugurou ontem, dia 18 de Dezembro, pelas 15h00, a exposição “Sagrada Família”. A iniciativa, que dá continuidade à exposição “Reis Magos” apresentada pelas mesmas entidades no ano transacto, é uma mostra de trabalhos que conta com a criatividade dos idosos do concelho de Alcobaça.


Vão estar assim em exposição figuras da recriação Bíblica, feitas com recurso a tecidos, papel, madeira, lã entre outros, pelos próprios utentes das IPSS’s.

Uma organização das IPSS´s com apoio o Câmara Municipal de Alcobaça.

De 18 de Dezembro a 7 de Janeiro
Local: Armazém das Artes - Alcobaça
Entrada Livre

Horário:
2ª a 6ª feira: 10h00-13h00/ 14h00-18h00
Sábado e Domingo: 14h00-19h00

http://www.armazemdasartes.pt/

CINE-TEATRO Comemora 65 Anos Com Exposição

“1944.2009” é o nome da exposição que estará patente de 18 de Dezembro de 2009 a 22 de Março de 2010, no Cine-Teatro da cidade.


Uma exposição que celebra três datas importantes ao nível do plano Cultural do Concelho de Alcobaça como é o caso dos 65 anos da fundação do Cine-Teatro de Alcobaça, em 1944; dos 60 anos da morte de João d' Oliva Monteiro, fundador do Cine-Teatro, em 1949 e dos cinco anos da sua reabertura, em 2004. A inauguração está prevista para as 17h00.

A exposição será dividida em duas partes distintas, sendo a primeira uma evocação histórica do Cine-Teatro de Alcobaça, e a segunda uma alusão aos últimos cinco anos da Programação Cultural do espaço. Compõem a exposição objectos como instrumentos musicais, documentação histórica, objectos em vitrina, maqueta da requalificação do CTA, objectos cedidos pelo Museu Nacional do Teatro (caricaturas e o programa da peça de teatro “A Velha Rabugenta” inaugural), fatos de cena da CeDeCe e a apresentação do programa inaugural do CTA de 1944, cedido pelo neto do Fundador João Filipe Oliva Monteiro.

MAIS SOBRE A EXPOSIÇÃO
A presente exposição dá corpo à memória de um espaço que marcou e vai marcando a vida social e cultural de Alcobaça. Para além da evocação histórica que vai da sua origem até aos factos mais recentes como a requalificação patrimonial ou programação cultural, a mostra homenageia sobretudo os intervenientes que lhe foram dando vida ao longo dos anos ao assinalar com objectos e documentação o percurso de vida do edifício de 1944 a 2009. Concretiza igualmente um segundo propósito importante ao prestar tributo a João d’Oliva Monteiro no ano em que se cumpre a efeméride dos 60 anos da morte desta eminente figura da história local e principal impulsionador do Cine Teatro de Alcobaça.

Mais Informação

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Marrocos Pelo Olhar de Margarida Martins

O Armazém das Artes apresenta hoje o livro
“ESCRITA DE LUZ – PONTE DE AFECTOS”
que incluí fotografias da autoria de Margarida Martins


Fotografias fabulosas de um país mágico!

As receitas revertem a favor do programa
ABC – Ser Criança

Dia 19 às 17h00 no Armazém das Artes

Margarida Martins participa do lançamento e falará da sua aventura.

http://www.armazemdasartes.pt/

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Conversa Pública Com Dr.Hugo Matias no Armazém das Artes

"EXPLORACÃO PETROLÍFERA:
Desafios tecnológicos e perspectivas futuras"


Dia 19 de Dezembro, sábado, pelas 15h, no auditório do Armazém das Artes.

Saiba mais em www.armazemdasartes.pt

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Terra de Paixão Com Novo Recorde de Visitas

No passado mês de Novembro o Blogue Terra de Paixão bateu mais um recorde de visitas. Foram mais de 2500 visitas e 3000 Page Views neste penúltimo mês do ano confirmando uma acentuada tendência de subida em termos de acessos.



Um grande agradecimento a todos os leitores, a todos os Alcobacenses e não só, frequentadores assíduos do blogue e que têm mantido vivo este espaço.
Muito Obrigado!
- -

Thierry Ferreira Apresenta Vídeo no Convento de Mafra

Integrada nas comemorações do 200º aniversário da edificação do Convento de Mafra, o artista de representação visual alcobacense Thierry Ferreira foi convidado a apresentar um vídeo , no espaço museológico desse magnífico monumento, que é património nacional desde 1910.
A inauguração da exposição de Arte Contemporânea - SONHO EM CONTRAPONTO. terá lugar no próximo sábado, dia 12 de Dezembro, pelas 15 horas.
Pintura de Ricardo Passos; Instalação de Paula Rousseau; Vídeo de Thierry Ferreira.
Excepcionalmente nesse dia, as entradas serão gratuitas visto a exposição decorrer dentro do espaço museológico do palácio. É de visitar!

In Nas Faldas da Serra

Exposição "O Pão"do Pintor Jorge Pinheiro | Armazém das Artes | Alcobaça

O Armazém das Artes inaugura no próximo dia 13 de Dezembro a exposição:

"O Pão"
- Estudos preparatórios para o quadro "O Guarda, o Pão e o Camponês" da autoria do Pintor Jorge Pinheiro



http://www.armazemdasartes.pt/

Conhecer o Mosteiro Através da Internet

Já imaginou o que seria ter, todos os dias, o Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça dentro de sua casa? Pode parecer uma ideia megalómana mas não o é. A partir do início do próximo ano, o monumento vai estar disponível na Internet.

No âmbito da Rede dos Monumentos Patrimónios da Humanidade, a anterior Direcção do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (Igespar), liderada por Elísio Summavielle, propôs que cada monumento criasse um site que contivesse informação mais abrangente do que aquela que se encontra disponível na página de Internet do Igespar.

O Convento de Cristo, em Tomar, foi o primeiro monumento a ser ‘alvo’ das novas tecnologias, até porque o trabalho está a ser concebido pelo Instituto Politécnico de Tomar. Para além de Alcobaça, também os Mosteiros da Batalha e dos Jerónimos, que compõem a Rede de Monumentos Património da Humanidade, vão estar presentes na Internet.

Tudo o que possa imaginar sobre o Mosteiro de Santa Maria vai estar disponível no site. "Estamos a desenvolver um trabalho extremamente rigoroso", salienta Cecília Gil, directora do monumento.

A página vai conter informação histórica, contextualização de personagens, área e serviço educativo e notícias sobre eventos e espectáculos. Curioso é que a partir da data em que o site entrar em funcionamento, as técnicas vão pôr em prática vários ateliers, que de alguma forma já foram testados em iniciativas realizadas no Mosteiro.

In Região de Cister

Cibra de Pataias Desenvolve Projecto Ambiental Inovador

A fábrica da Cibra em Pataias recebeu, na semana passada, o ‘Prémio EEP – Environmental Innovation for Europe 2009’, alcançando o prémio de prata com um projecto de captação de dióxido de carbono (CO2) e produção de biomassa através da produção industrial de microalgas.

A empresa do grupo Secil foi distinguida, entre os vários projectos concorrentes apresentados por 17 países europeus, na sequência de uma parceria com a AlgaFuel, uma empresa de Lisboa.

Este projecto de biotecnologia estava entre os dez nomeados ao EEP Award 2009, sendo a primeira vez que um projecto português é distinguido com esta classificação. Este projecto já tinha sido galardoado com o Prémio Nacional de Inovação Ambiental 2009, distinção que tem como objectivo reconhecer as entidades portuguesas que contribuem para um bom desempenho ambiental através das suas inovações.

O objectivo do projecto é reduzir significativamente as emissões de CO2 para a atmosfera, numa instalação protótipo de produção de microalgas situada na fábrica de cimento Cibra Pataias.

Em comunicado, a Secil explica que o prémio conseguido na Pollutec 2009 "constitui um motivo de grande satisfação, porquanto traduz o reconhecimento, por peritos internacionais, da validade do elevado investimento já efectuado pela empresa na pesquisa de soluções tecnologicamente avançadas que permitam o desenvolvimento sustentável da indústria cimenteira portuguesa".

Para a AlgaFuel, o prémio representa mais um passo na sua projecção internacional, valorizando o modelo de integração da tecnologia de produção de microalgas com a unidade industrial em que se insere.

A Secil e a AlgaFuel dizem estar "fortemente empenhadas no sucesso desta tecnologia e no seu scale-up para potencial aplicação em outras unidades industriais similares".

In Região de Cister

Passagem de Ano em São Martinho do Porto | Programa de Final de Ano | De 31 de Dez. a 2 de Janeiro

A vila de São Martinho do Porto prepara-se para um final de ano cheio de animação e luz. As comemorações, que decorrem ao longo da Marginal, estendem-se de 31 de Dezembro de 2009 a 2 de Janeiro de 2010.

Para a noite de 31, a organização propõe três palcos musicais distribuídos em zonas estratégicas da vila: um junto à rotunda do Parque de Campismo, um dentro da praia e um outro junto ao cais. Na noite de 31 de Dezembro os concertos têm início pelas 22h00, sendo interrompidos apenas durante o Fogo de Artifício. A organização prevê que a animação se estenda durante a madrugada. O convite é feito a toda a população do Concelho e a todos os interessados. Entrada é livre.


PROGRAMAÇÃO:
31 DEZEMBRO 2009
Banda Fora de Série
Banda HP6
DJ shark
22H AV. MARGINAL

Fogo de Artifício
00H BAÍA

2 JANEIRO 2010
Banda surpresa
22H AV. MARGINAL

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Expo Colectiva Natal 2009 | Galeria Conventual | Alcobaça

Neste Natal, a Galeria Conventual convidou um conjunto de artistas a apresentar trabalhos de pintura, desenho, fotografia e colagem de pequenos formatos, de forma a possibilitar a aquisição de obras de arte a custos igualmente pequenos.
Estarão patentes estudos de Ana Maria Botelho, de Irene Sá Natividade e de Isabel Leite, fotografias de João Costa, desenhos a pastel e aguarela de Jorge Pereira de Sampaio, colagens de José Alberto Vasco, desenhos e pinturas de Paula Teresa, fotografias de Paulo Madeira e um conjunto de pinturas e desenhos antigos de autores anónimos do acervo da Galeria.

E, cumprindo-se a tradição da Conventual, é apresentado o Presépio feito pela Joana d´Oliva Monteiro e pelo Jorge Pereira de Sampaio.

A inauguração é no próximo Sábado, 12 de Dezembro, entre as 17 e as 20 horas.

Galeria Conventual
Rua Frei Fortunato, 42, Alcobaça
Tel. 262582955

Apresentação Promocional do Livro "Metamorfoses"

Vai decorrer em Alcobaça, no Armazém das Artes, no próximo dia 20 de Dezembro, às 16 horas o lançamento do livro de poesia Metamorfoses, de Margarida Soares Cardoso. O livro será apresentado pelo escritor alcobacense José Alberto Vasco.

Encerramento do CICLO DE CINEMA: FADO PATRIMÓNIO | 15 de Dezembro | 14h30

"Fado", de Carlos Saura, é o filme que encerra o Ciclo de Cinema: “Fado Património”, promovido pela Autarquia de Alcobaça.


Usando Lisboa como cenário, explora as relações profundas entre a música, a cidade e a evolução do Fado ao longo da sua história, desde as suas origens africanas e brasileiras até aos Fadistas modernos. O documentário junta fadistas e bailarinos de renome, oriundos de Portugal, Brasil, México e Cabo-Verde. Do alinhamento principal constam interpretações contemporâneas de Fados clássicos, na voz de Mariza, Carlos do Carmo e Amália Rodrigues, aqui recordada em imagens de arquivo, Chico Buarque, Lura, entre outros.

Depois do ciclo de cinema: 'Amália - A Diva do Fado', o Cine-Teatro de Alcobaça recebeu assim ao longo de um semestre quatro filmes dedicados ao Fado, património central da matriz identitária portuguesa, no âmbito da sua candidatura a Património Mundial. Ciclos pensados inicialmente para o público sénior, mas estão também abertos a toda a população em geral.

Cine-Teatro de Alcobaça
Horário: 14H30
Bilhete: 1 euro
www.alcobaca.pt

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Dezembro no Maria's

CEERIA Prepara Sala Sensorial Para Terapia em Deficientes Profundos

O Rotary Clube de Alcobaça tornou o sonho do CEERIA mais próximo da realidade. Juntou três mil euros numa campanha destinada a equipar uma sala de terapia para deficientes profundos.

O Centro de Educação Especial de Reabilitação e Integração de Alcobaça (CEERIA) está a tentar equipar a “sala do sonho”, ou ‘Snoezelen’, um espaço de bem-estar, dirigido a portadores de deficiência média-profunda, proporcionado por um tapete luminoso ou por água colorida a escorrer por uma coluna.

O conceito nasceu na Holanda há 20 anos mas ainda está numa fase de experiência em Portugal. No CEERIA, ele consistirá numa sala totalmente vedada, isolada da luz e ruídos exteriores, onde os estímulos partirão dos equipamentos aí instalados (coloridos para estimular; brancos para relaxar).

Gabriela Brito, da direcção do Centro, afirma que «faltam cerca de 4 mil euros para completar o equipamento», um investimento superior a 7 mil.

Os rotários de Alcobaça deram um importante contributo, através da iniciativa “recolha de tampas de plástico” que foram trocadas por dinheiro junto da Resioeste, administração do aterro sanitário da Região. A actual direcção do Rotary já garantiu que irá continuar com a campanha para ajudar o Centro de Educação Especial.

A sala “Snoezelen”, como se chama na verdade, tem como benefícios a redução de comportamentos agressivos, a motivação para a aprendizagem, o estímulo pelo aparecimento de emoções positivas e a libertação do stress.
In Rádio Cister

3.ª Edição do MERCADO DE NATAL


De 5 a 20 de Dezembro, a Praça do Mosteiro de Alcobaça recebe a 3.ª edição do Mercado de Natal. Dos presépios aos doces e aos licores, passando pelo artesanato, cristais, porcelanas, vidros e artigos em pele e madeira, esta iniciativa proporciona não só à população do Concelho, mas também aos turistas, uma proposta alternativa para as compras de Natal. Para além dos produtos regionais e do artesanato, pode visitar a "Casa do Pai Natal" e fazer as compras de Natal num ambiente bem natalício, onde não faltará animação.

Nos dias 5, 6, 8, 19 e 20 de Dezembro, a programação é especialmente dedicada às crianças, com a presença do Pai Natal, de insufláveis, atelier de pinta-faces, modelagem de balões, na Praça Afonso Henriques. Iniciativas com a finalidade de atrair mais visitantes ao Centro Histórico da cidade.

Horário de funcionamento do Mercado Natal:
Todos os dias: Das 11h00 às 20h00
Entrada Livre

Mais Informação

Externato da Benedita Promove Palestra Sobre Rotas de Cister

O Externato Cooperativo da Benedita promove, na sexta-feira, uma palestra integrada no Projecto Nas Rotas de Cister, que será proferida pelo Professor Doutor Saul Gomes, docente de história da idade Média na Universidade de Coimbra.

No final da palestra será assinado um protocolo de colaboração entre o Externato, a Câmara Municipal de Alcobaça e os Mosteiros de Santa Maria de Alcobaça e de Cós.

Segundo Alfredo Lopes, director pedagógico do Externato Cooperativo da Benedita, o protocolo visa fortalecer a ligação do estabelecimento de ensino aos Mosteiros cistercienses do concelho de Alcobaça.
In Rádio Cister

Tecidos de Alcobaça

PADRÕES ANTIGOS DE TECIDOS DE ALCOBAÇA

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Ainda os Estacionamento no Rossio

A Requalificação Segue Dentro de Momentos...

Sim, o que dirá o IGESPAR?!
-

Rossio Com Sol e Chuva... Com Carros e Sem Carros





In JERO

- -
Como é Preferível?!
-

Inauguração da Exposição "Fim de Série" de Thierry Ferreira

Dia 28 de Novembro 2009, das 15 h as 20 h


ATELIER
Travessa do Rio Seco, 2
Casal da Charneca
246-481 Alcobaça
Telm. 919 825 989
thierry.ferreira@gmail.com


Aberto Sábados e Domigos das 15 h as 19 h
Durante a semana por marcação. 919 825 989

A exposição está patente até dia 31 de Dezembro 2009

Pastelaria Alcoa Vence Concurso de Melhor Doce Conventual

Na XI Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça
Na categoria de Melhor Doce Conventual, a delícia Torrão da Abadessa, apresentada pela Pastelaria Alcoa, foi a vencedora desta edição. O júri, composto pelo Chefe Silva, Odete Silva, António Lourenço, Celestino Grave e Amílcar Malhó, atribuiu ainda ao doce Manjar Branco, Pastelaria Pousadinha de Tentúgal , o Prémio Especial do Júri. As Menções Honrosas foram entregues à Pastelaria “A Casa da Isabel”, de Portimão, com o doce Toucinho do Céu do Dia Santo, e à Pastelaria Marquês, Leiria, com o doce Capuchinhos.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Alcobaça Contribui Para Biblioteca em Moçambique

A Câmara Municipal de Alcobaça vai doar livros e mobiliário à ilha de Moçambique, cidade com que está geminada, para que esta possa abrir uma Biblioteca.

Para levar por diante esta cooperação, a autarquia já solicitou às editoras que operam no mercado português, e também às empresas de mobiliário escolar, que doem livros e móveis para equipar a biblioteca daquela cidade moçambicana.
Segundo Paulo Inácio, «a Câmara Municipal de Alcobaça já possui uma grande quantidade de livros que, em breve, serão enviados para a Ilha de Moçambique».

A criação da Biblioteca é uma das áreas em que a cidade de Alcobaça quer colaborar com Moçambique, uma das mais recentes geminações.
In Rádio Cister

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mau Demais Para Ser Verdade

Estacionamento autorizado volta à Praça do Mosteiro
A Câmara Municipal de Alcobaça decidiu abrir a parte sul da Praça 25 de Abril, junto ao Mosteiro de Santa Maria, ao estacionamento de veículos ligeiros.

Esta medida, que contraria o espirito da requalificação urbana da envolvente ao Mosteiro, dá resposta aos sucessivos pedidos dos comerciantes do Rossio. O executivo camarário admite mesmo vir a colocar parquímetros no local.

O presidente da Câmara, Paulo Inácio, justifica a medida com a necessidade de apoiar o tecido empresarial do centro histórico.

«No actual cenário económico que a sociedade e os comerciantes atravessam, é positivo permitir que os clientes do Rossio possam estacionar mais perto das lojas e serviços», afirmou.

Por outro lado, adianta, com a chegada do Inverno, é também uma medida «útil às pessoas não terem de caminhar centenas de metros para chegar a um estabelecimento comercial» na zona nobre da cidade.

Sobre o facto da zona envolvente ao Mosteiro de Alcobaça ter sido requalificada com o objectivo de retirar o trânsito e estacionamento da Praça 25 de Abril, da frente do Mosteiro, o autarca afirma que esta medida, «ainda em fase de teste, não desvirtua esse conceito, por se tratar apenas de estacionamento e não de retirar os actuais condicionamentos para o atravessamento do Rossio, por parte dos veículos motorizados que não tenham autorização para o efeito».

In Rádio Cister

- -
Confesso que quando li a notícia nem queria acreditar. Então gastam-se milhões na requalificação de uma praça com o grande objectivo de devolver o espaço às pessoas e mais tarde volta-se a poluír com carros?! É o espírito da requalificação a ser completamente desfeito por uma infeliz medida que volta a prejudicar a bonita imagem da nossa principal praça.

Mais uma da nossa política pequenina e retrógrada...

Politicamente incorrecto! Esteticamente errado! Socialmente prejudicial! Naturalmente infeliz!!!

José Aurélio Expõe no Teatro Camões

JOSÉ AURÉLIO, ESCULTURA

27 Novembro a 27 de Dezembro
Entrada livre

De Terça a Domingo das 13:00 às 19:00
Encerrado dia 25 Dezembro

José Aurélio
Nível de Bolha (2009)
Aço e Aço Inox
50 x 193


Num espaço neutro para pensar a escultura, José Aurélio aceitou o desafio lançado pela Companhia Nacional de Bailado a expor nos foyers do Teatro Camões obras da sua autoria num verdadeiro diálogo entre bailarinos, músicos e público amante da Dança.

As peças que se podem ver nos dois pisos, são esculturas realizadas ao longo dos últimos 45 anos e mostram algumas fases do seu trabalho, sempre virado para uma permanente pesquisa formal e também de aprendizagem técnica.

Dos anos 60, apresenta uma peça em pau-cetim, que mostra o seu interesse pela madeira o que terá levado à execução de uma vintena de peças, não mais, das quais esta Construção é certamente uma das mais interessantes.

A 7 Notas construída em 2000, faz parte de uma série de peças executadas pelo autor que abordam o número 7 como número cabalístico presente em muitas situações da nossa vida.

A Salomónica, peça feita em 1991 para integrar a exposição Phoenix, em Sintra, representa tal como anterior o seu gosto pelas assemblages de objectos obsoletos e/ou inúteis.

O Nível de Bolha, pertence a uma série inédita, que tem procurado recriar os conceitos subjacentes ao nível e ao prumo, dois instrumentos muito importantes na vida do homem desde que sentiu necessidade de definir linhas horizontais e verticais.

No patamar da escada que liga o piso térreo ao piso superior, podem ver-se quatro vitrinas, onde estarão livros e catálogos que documentam a actividade do escultor e também peças de pequena dimensão; algumas medalhas e algumas esculturas.

Suspensa do tecto e sob as escadas do piso térreo encontramos a instalação Coisas do Céu, constituída por uma série de simulacros de nuvens das quais brotam cordões de chuva.

No exterior, no patamar fronteiro ao edifico, uma peça de grandes dimensões O Bem e o Mal, construída este ano em aço corten, referencia o próprio teatro como metáfora da vida onde o bem e o mal são a essência de eternos desencontros.

Há Quem Queira Apagar o Trabalho do Bazar das Monjas de Coz!

Não é teoria da conspiração. Detectámos hoje que da página em Português da Wikipédia sobre Cós, que pode ser consultada AQUI, alguém removeu as referências ao Bazar das Monjas de Coz e ao texto dos seus fundadores "Coz ou Cós?". Quem o fez foi alguém que tem conhecimentos para o fazer. Não interessa quem foi. Interessa apenas que se tratou de uma atitude pouco inteligente, para não dizer mais. O facto é que o aprendiz de feiticeiro, autor desta tentativa de apagamento da memória, se esqueceu que também existem páginas da Wikipedia em outras línguas, como por exemplo em FRANCÊS , em ESPANHOL e em ALEMÃO, e onde ainda aparecem as tais referências. É assim que fazem os ignorantes, os invejosos e os candidatos a pequenos tiranos: impedem que os outros possam saber mais, escondendo o que outros fizeram para mais tarde poderem dizer que foram eles que fizeram. Já os conhecemos de ginjeira, e o futuro os julgará. Notem a data desta postagem, pois o nosso inimigo cobarde e invejoso irá concerteza tentar apagar tudo. É bom que saiba que o Bazar das Monjas de Coz não está morto! Apenas suspendeu a sua actividade regular, lembram-se! E obrigado ao GOOGLE por manter este Blog, já visitado por mais de 30 000 pessoas desde que o criámos!!!

Sintra, 19 de Novembro de 2009
Raquel Romão
Valdemar Rodrigues

In Bazar das Monjas de Coz

- -
Parece incrível mas é verdade... E muito triste que a ignorância e a inveja levem a este tipo de atitudes. Um protesto que o TP apoia e divulga na esperança que mais atitudes deste tipo não se venham a realizar no futuro.

Força Bazar das Monjas de Coz!

Triatleta João Silva Vence “Meia” da Nazaré

O triatleta beneditense João Silva, a realizar uma época de bom nível, venceu a mítica Meia-maratona internacional da Nazaré, que já vai na 35.ª edição, culminando um ano de muitos triunfos.

Joe Berardo Investe Milhões no Petróleo de Aljubarrota

O investidor vai comprar uma posição na empresa canadiana que diz ter encontrado reservas de 500 milhões de barris de crude em Portugal. O suficiente para abastecer o país em cinco anos.

Joe Berardo vai realizar um dos mais arriscados investimentos da sua carreira, com a compra de uma posição na companhia canadiana Mohave Oil & Gas, que tem a concessão de quatro blocos de petróleo e gás natural em Portugal.

Após 16 anos de pesquisa em Portugal, a Mohave acredita que conseguirá produzir cerca de 500 milhões de barris de petróleo, através de uma nova tecnologia que permite fazer o que durante décadas foi impossível.

"Há alguns anos, já me tinham tentado convencer a investir, mas sabia que era muito difícil extrair petróleo em Portugal devido à geologia, pelo que recusei. Mas com o horizontal drilling já concordei", disse o investidor ao Diário Económico.

"A Petrobras e a Galp vão investir 300 milhões de dólares em Portugal e vão usar a mesma tecnologia. Ninguém seria louco para investir isto se não existisse petróleo!", acrescentou. "O desafio é conseguir extraí-lo", defendeu.

O investimento de Berardo ainda não está definido. Certo é que vai subscrever uma parte significativa do aumento de capital de 18 milhões de dólares (12,1 milhões de euros) que a Mohave está a levar a cabo para financiar o arranque da produção comercial. A empresa prevê que a perfuração dos primeiros poços, em Aljubarrota e Torres Vedras, comece em Maio, prevendo-se que a produção comercial arranque ainda em 2010, sendo que o crude será vendido à Galp, ao abrigo de um acordo já assinado.

E quando a produção comercial atingir velocidade de cruzeiro, os investimentos serão já de centenas de milhões, consoante o crude efectivamente descoberto.

A Mohave está em Portugal desde 1993, tendo investido mais de 40 milhões de euros na prospecção de petróleo e gás. As quatro concessões que detém vigoram até 2015.

"Um dos aspectos mais positivos é que o Estado não ficará, para já, com uma parte significativa das receitas. Por isso, extrair um barril em Portugal equivale a produzir seis em Angola", defendeu, por seu turno, o presidente da Mohave, Patric Monteleone. "Portugal é parecido com a Líbia e com a Argélia, em termos geológicos", disse ainda, acrescentando que o crude é "leve".

Reservas estimadas valem entre 1,4 e 37,8 mil milhões de dólares

Antes de avançar para o aumento de capital - que já recebeu luz verde do regulador canadiano e está a ser subscrito na sua maior parte por investidores de Toronto - a Mohave pediu à Sed Strat Geoscience (que tem clientes como a Chevron e a Petrobras) para avaliar as reservas em Aljubarrota e Torres Vedras. Segundo a Sed Strat, existem 50% de probabilidades de os dois blocos conterem 486,8 milhões de barris, o suficiente para abastecer o país durante quase cinco anos e cerca de dez vezes menos do que o gigantescas reservas brasileiras do Tupi, que a Galp explora.

Aos preços actuais, este filão valerá 25,4 mil milhões de euros. Na estimativa mais pessimista, serão 18,2 milhões de barris de petróleo, o que à cotação actual equivale a 942 milhões de euros, um valor considerável e que garante a viabilidade comercial.
In Rádio Cister

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

CTA | Actividades de Novembro Esgotadas | Programação Dezembro

ESPECTÁCULO PARA FAMÍLIAS
Teatro em Patins
Branca de Neve na Floresta Encantada
13 de Dezembro, Domingo, 11h00 e 15h30

ACTIVIDADES DO CTA PARA CRIANÇAS E JOVENS JÁ ESTÃO ESGOTADAS

Já estão esgotadas as inscrições para as próximas actividades educativas do CTA. “As Pessoas do Pessoa”, a realizar-se nos dias 17 e 18 de Novembro é a primeira das iniciativas com inscrições terminadas. Integrada na programação de “O CTA vai às escolas!”, destina-se a jovens a partir dos 14 anos.

Também já lotados estão o espectáculo de marionetas “Palavras de Caramelo” e a oficina “O corpo como uma Marioneta”, programado para os dias 18 e 19 de Novembro , respectivamente.

Da programação para o mês de Dezembro estão,ainda, abertas as inscrições para as actividades do dia 1 de Dezembro, a oficina de Hip Pop, destinada a jovens a partir dos 12 anos.

“Branca de Neve na Floresta Encantada”, é o espectáculo de teatro em patins para toda a família marcado para o dia 13 de Dezembro, no CTA.

No dia 20, o auditório da Escola Adães Bermudes abre as portas a Histórias, Contos, Músicas & Barulhos com os espectáculos “Os três Porquinhos ” e “O Capuchinho Vermelho”.

Participe!

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt 262 580 843/61

XI Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais

Terminou, com sucesso, mais uma edição da Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais. O Mosteiro de Alcobaça que, pela quarta vez acolheu o certame, recebeu, nas já habituais Sala dos Monges, Refeitório e Sala do Capítulo, 43 participantes nacionais e internacionais. A Mostra foi visitada por cerca de 30 mil pessoas.

Ver álbum no Picassa
Reproduzir apresentação de diapositivos

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Amanhã, Sábado 14 Nov | 10º Encontro de Orquestras Ligeiras | Bárrio

10º Encontro de Orquestras Ligeiras
14 de Novembro 21h30
União Recreativa do Bárrio

Orquestra Ligeira do Bárrio traz 2 Orquestras ao Bárrio.









Via RRaimundo / Unir Alcobaça

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Alteração do Programa :: Extensão doclisboa 2009 :: Alcobaça

Por razões alheias à organização da extensão doclisboa 2009 no Cine-Teatro de Alcobaça, o filme de abertura inicialmente previsto para o dia 20 de Novembro foi retirado e substituído. Nesse sentido, o documentário "Com que Voz", realizado por Nicholas Oulman, saiu do programa e em seu lugar será exibido a obra "Escrever, Escrever, Viver" de Solveig Nordlund, um retrato sobre a vida e a carreira do escritor António Lobo Antunes. Pelo facto, deixamos as nossas mais sinceras desculpas. Não deixem de consultar todo o programa actualizado, com sinopses, fichas técnicas e trailers no link abaixo.

http://www.aurorarede.com/
- -

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Programa Definido :: Extensão doclisboa 2009 :: Alcobaça :: 20 > 23 Novembro :: Cine-Teatro de Alcobaça


*aurora
rede criativa de programação e exibição de cinema

....................................................................................

uma nova ideia de programação,
uma nova forma de olhar o cinema
....................................................................................

extensão de festival

DOCLISBOA 2009

Cine-Teatro de Alcobaça
20 > 23 Novembro


....................................................................................

É o acontecimento do ano no campo do documentário: a
sétima edição do doclisboa continua a trazer-nos o
melhor do documentarismo nacional e internacional e
promete, mais um vez, mostrar-nos de que "matéria" é feita
o "cinema do real".

Constituindo o único festival de cinema em Portugal
exclusivamente dedicado ao documentário, o doclisboa
tem apostado nos últimos anos na capitalização do
renovado interesse dos espectadores portugueses pelo
género documental, conseguindo trazer às salas da
Culturgest, do Cinema Londres e do Cinema São Jorge,
um público muito numeroso e entusiasta.

Mais uma vez em Alcobaça, o doclisboa promete também
aqui revelar uma nova consciência da enorme riqueza,
diversidade e potencialidades do documentário.


....................................................................................

PROGRAMA
....................................................................................

Sessão de Abertura
....................................................................................



20 de Novembro | sexta | 14h 30 | 21h 30

COM QUE VOZ
de Nicholas Oulman

Prémio Melhor Primeira Obra

Alain Oulman nasceu em Lisboa, era um homem
apaixonado por livros, por música e por Amália,
com quem colaborou de forma muito próxima.
Perseguido pelo regime de Salazar e exilado em França,
Alain Oulman parece ter vivido várias existências.

....................................................................................
Sessão de Encerramento
....................................................................................



23 de Novembro | segunda | 14h 30 | 21h 30

PARE, ESCUTE, OLHE
de Jorge Pelicano

Prémio Melhor Longa Portuguesa
Prémio AVID Melhor Montagem
Prémio Escolas IPJ Melhor Filme Nacional

Dezembro de 1991: uma decisão política encerra metade
da linha ferroviária do Tua, entre Bragança e Mirandela.
15 anos depois, essa sentença amputou o rumo do
desenvolvimento, acentuou as assimetrias entre o litoral
e o interior de Portugal. Agora, o comboio é ameaçado por
uma barragem. Pare, Escute, Olhe é uma viagem
através de um Portugal esquecido, vítima de promessas
políticas oportunistas.

....................................................................................

Sessão Curtas
....................................................................................



21 de Novembro | sábado | 19h
23 de Novembro | segunda | 19h

PASSANDO À DE ZÉ MARÔVAS
de Aurora Ribeiro

Prémio Melhor Curta-Metragem

Antigamente, qualquer turista que entrasse em Portugal
por Badajoz era obrigado a passar à porta de Zé Marôvas
- que assim angariava clientes. Hoje, após a construção
da auto-estrada, Zé Marôvas permanece horas à espera,
sem que ninguém entre na sua loja.

ENTREVISTA COM ALMIRO VILAR DA COSTA
de Sérgio Costa

Menção Especial

O realizador Sérgio Costa faz perguntas ao seu pai num
lugar misterioso. Falam sobre a sua infância na Suíça,
onde o pai chegou em 1979 para trabalhar.

....................................................................................

Outros Filmes
....................................................................................



21 de Novembro | sábado | 17h
22 de Novembro | domingo | 21h 30

LISBOA DOMICILIÁRIA
de Marta Pessoa

Lisboa. As casas morrem de velhas, mas não morrem
sozinhas. Nos prédios altos, por detrás das janelas, há
um mundo dentro do mundo. São pessoas, idosos na
maior parte, quase imóveis, Os corpos unem-se às casas
e criam uma nova arquitectura.

....................................................................................


21 de Novembro | sábado | 21h 30
22 de Novembro | domingo | 19h

LUANDA, A FÁBRICA DA MÚSICA
de Kiluanje Liberdade e Inês Gonçalves

Num musseque de Luanda vivem os miúdos poetas. Todos
querem gravar na máquina de sons de DJ Buda, que dá
vida a ritmos electrizantes – essencialmente kuduro.
Todos gritam poemas para o velho microfone. Algo nunca
ouvido. Um hino à criatividade dos angolanos.

....................................................................................


20 de Novembro | sexta | 19h
22 de Novembro | domingo | 17h

OS ESQUECIDOS
de Pedro Neves

São casos escondidos atrás de muros, de janelas e portas
fechadas, de portões ferrugentos, de paredes que caem,
de tectos que não existem. É gente que tropeçou no entulho
e na desilusão, na privação, na perda, na angústia. É
gente que foi empurrada dos sonhos para o chão. É gente
como a gente poderia ser.

....................................................................................

visita-nos em:
www.aurorarede.com

e consulta o programa completo em:
www.aurorarede.com/html/doclisboaalcobaca.html

vê o folheto aqui:
www.issuu.com/aurorarede

....................................................................................

A *aurora também já abraçou as redes sociais,
desde o facebook ao youtube, passando pela
blogosfera e o twitter, estamos agora em vários
sítios ao mesmo tempo. Queremos comunicar
contigo, vem comunicar connosco:

auroraredecinema.blogspot.com
www.facebook.com
www.youtube.com
www.twitter.com

Inauguração | XI Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais| De 12 a 15 de Novembro | Mosteiro de Alcobaça

O Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Paulo Jorge Marques Inácio, preside na próxima quinta-feira, dia 12 de Novembro, pelas 10h30, à sessão inauguração da XI Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça.

De 12 a 15 de Novembro, o Monumento Património da Humanidade acolhe mais de 40 participantes nacionais e internacionais. Este ano, pela primeira vez, a Mostra recebe as delegações da Polónia e Brasil.

A novidade desta edição é a realização do Concurso de Melhor Licor, que premeia o melhor licor presente na XI Mostra Internacional de Doces Conventuais, e o já anual concurso que elege o Melhor Doce Conventual.

Saboreie os melhores Doces Conventuais e assista ao variadíssimo leque de actividades que o certame oferece , entre música, dança e animação de rua.

Mais informações em:
http://docesconventuais.terradepaixão.net/.

Horários: 10h30 às 23h00 (Dia 15 encerra às 21h00)
Mosteiro de Alcobaça
Entrada: 1 Euro

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

terça-feira, 10 de novembro de 2009

“Alpedriz Solidária” Melhora Condições de Vida a Idosos

A Junta de Freguesia de Alpedriz está a executar pequenas reparações em habitações de pessoas idosas.

O projecto "Alpedriz Solidária", ainda em fase de definição de regulamento, irá resolver alguns pequenos problemas que os idosos já não conseguem resolver, de forma gratuita.

Hélder Cruz, presidente da Junta, estima que «entre 60 a 70 por cento da população da freguesia esteja na terceira idade, o que associado a um baixo rendimento financeiro se traduz em precárias condições de habitabilidade».

Problemas como mudar um telha partida, reparar uma janela, uma porta ou mesmo uma torneira que deita água para a rua, ou ainda substituir as mangueiras das botijas de gás, são algumas das reparações domésticas que a junta de freguesia irá fazer para melhorar as condições de vida da sua população mais envelhecida.

O projecto "Alpedriz Solidária" não será, para já, alvo de uma preocupação orçamental. «O importante é ajudar quem tem dificuldades em fazer ou mesmo pagar os pequenos consertos domésticos», adiantou o autarca.
In Rádio Cister

30 Estabelecimentos de Alcobaça Participam no Projecto Eco-Escola

Cerca de 30 estabelecimentos de ensino do concelho de Alcobaça aderiram ao projecto eco-escola.

Esta forte adesão já mereceu elogios do vice-presidente da Câmara Municipal, Hermínio Rodrigues que realça a importância do envolvimento de toda a comunidade educativa neste projecto de carácter ambiente para o sucesso das boas práticas ambientais do concelho de Alcobaça.

A entrada do Município neste projecto começou com apenas duas escolas mas hoje tem a participação de cerca de três dezenas os estabelecimentos de ensino, motivados por projectos de educação ambiental e educação para a sustentabilidade.

O projecto visa a sensibilização da comunidade educativa e a sociedade em geral para questões como a separação do lixo, a reciclagem, a poupança de água e a utilização de energias renováveis, entre outras medidas.

A separação e reutilização dos materiais usados assumem-se como necessidades urgentes do Planeta. Em média, cada português produz cerca de 1 kg de lixo por dia.
In Rádio Cister

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Emsemble Contrapunctus - Concerto de Cordas em Aljubarrota - Este Domingo

No domingo, dia 8, na Igreja de Prazeres de Aljubarrota,vamos ter a possibilidade de ouvir musicas do compositor Haydn, interpretadas pelo quarteto de cordas composto por:
- José Pereira (1º violino)
- Arthur Soulès (2º violino)
- Alexandre Delgado (violino)
- Guenrikh Elessine (violoncelo)


Projecto Haydn 2009
O quarteto de cordas foi um campo de exploração musical e de expressão pessoal onde se condensou a essência do espírito da era clássica. Haydn libertou-o das suas origens como divertimento e revelou-lhe o potencial dialogante, capaz de influenciar o rumo da história da música; por isso o epíteto de “pai do quarteto de cordas” não podia ser mais merecido.
Evocando os duzentos anos da morte de Haydn, a Antena 2 promove ao longo de 2009 a audição integral dos 76 quartetos que Haydn compôs ao longo de quatro décadas; um total de 22 concertos que percorre outras tantas cidades de todo o país.

O Ensemble Contrapunctus é um grupo cujo denominador comum é a paixão pela
música e cujo objectivo é a colaboração entre músicos com forte empatia e elevada
qualidade na execução do melhor e mais variado reportório da música de câmara

Quem foi Haydn?
Franz Joseph Haydn nasceu na Áustria a 31 de março de 1732, tendo falecido em Viena em 31 de maio de 1809.
Foi um dos mais importantes compositores do período clássico. personifica o chamado "classicismo vienense" ao lado de Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven. A posteridade apelidou este grupo como "Trindade Vienense".
Para além disso é considerado como um dos autores mais importantes e influentes da história da música erudita ocidental com uma carreira que cobriu desde o fim do Barroco aos inícios do Romantismo.

Via Lúcia Duarte

A Oeste Nada de Novo...

PROT Oeste e Vale do Tejo Entrou Em Vigor Com Críticas Dos Autarcas
O Plano Regional de Ordenamento do Território do Oeste e Vale do Tejo (PROT-OVT) entrou em vigor, com críticas dos autarcas às limitações impostas à construção fora das áreas urbanas. O documento define que a construção fora das áreas urbanas vai ser restringida e só será possível em terrenos com pelo menos uma área de quatro hectares, estabelecendo pela primeira vez uma norma transversal aos 33 concelhos abrangidos pelo plano.

Vários autarcas do Oeste e Vale do Tejo consideram que o PROT-OVT vem trazer problemas de construção por proibir a edificações fora das zonas urbanas quando se trata de construir uma habitação mas também empreendimentos turísticos.

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste e da Câmara de Arruda dos Vinhos foi um dos que reagiu.

"Não estou de acordo com o PROT porque a construção em espaços agrícolas passou para quatro hectares, o que é matar a possibilidade de quem tem um terreno e quer construir casa", disse à Lusa Carlos Lourenço (PSD), acrescentando que as normas do PROT vêm penalizar sobretudo "as famílias que têm menos posses".

O PROT-OVT apresenta uma visão de desenvolvimento para a região Oeste e Vale do Tejo ancorada numa forte sinergia de acção com a Área Metropolitana de Lisboa.

O PROT-OVT tem como área de intervenção as sub-regiões do Oeste, Lezíria do Tejo e Médio Tejo que, em conjunto, acolhem mais de 800 mil habitantes distribuídos por 8792 quilómetros quadrados e 33 municípios dos distritos de Leiria, Santarém e Lisboa.

In Rádio Cister

- -
O Plano Regional de Ordenamento do Território do Oeste e Vale do Tejo (PROT-OVT) entrou em vigor, com críticas dos autarcas às limitações impostas à construção fora das áreas urbanas. Críticas vindas de quem tem responsabilidades directas no caos urbanistico que se vive no Oeste e na total ausência de estratégio no nosso ordenamento territorial.

"Vários autarcas do Oeste e Vale do Tejo consideram que o PROT-OVT vem trazer problemas de construção por proibir a edificações fora das zonas urbanas." _ Mãs não é assim que deveria de ser?!

"Não estou de acordo com o PROT porque a construção em espaços agrícolas passou para quatro hectares, o que é matar a possibilidade de quem tem um terreno e quer construir casa" _ Se é espaço agricola, NÃO É PARA SE CONSTRUÍR UMA CASA!

Depois queixam-se que o Oeste está a ficar para trás... Não é viável a agricultura porque os terrenos também deixaram de ser viáveis para esse fim ao estarem ocupados. E não se safam também como zonas urbanas dado o caos que implementaram ao longo dos últimos anos. A Oeste nada de novo!

Cós Volta a Ter Farmácia Daqui a 4 Meses

Já estão em curso as obras de adaptação do espaço que irá acolher a futura farmácia de Cós.
O estabelecimento deverá abrir dentro de 4 meses, em Março de 2010, segundo informações avançadas por Álvaro Santo, presidente da Junta de freguesia de Cós.
A população de Cós está sem farmácia há alguns anos depois da única que aí funcionava se ter transferido para a Benedita. A nova farmácia será instalada no espaço onde hoje funciona o serviço dos correios.
In Rádio Cister

Este Fim de Semana no CTA - FRANCISCO PEÇAS + ENSEMBLE CONTRAPUNCTUS



E Quinta, 5º Aniversário da Reabertura do Cine-Teatro de Alcobaça



Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

XI Mostra de Doces & Licores Conventuais // 12 a 15 Novembro em Alcobaça

Alcobaça capital da doçaria conventual Gula “Pecado Capital”

Das cozinhas dos mosteiros e dos conventos surgiram as mais maravilhosas doçarias, confeccionadas à base de açúcar e ovos.


O amarelo-torrado é a cor predominante ao longo das salas do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça na Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais.
Durante muitos séculos estas receitas ficaram no segredo dos deuses, mas com a abertura ao exterior do evento, que a Autarquia de Alcobaça se assume pioneira desde 1999, os segredos foram-se desvendando e hoje, as melhores delícias podem ser degustadas na XI edição da Mostra que anualmente acolhe mais de 35 mil visitantes.
Uma aposta que alia os sabores da gastronomia à cultura e ao património deixado pelos Monges Cistercienses.
Gula “pecado capital”

PAÍSES PARTICIPANTES
Bélgica, Brasil, Espanha, França, Polónia, Portugal (inclui Açores e Madeira)

PROGRAMA
Quinta, 12 Novembro
10h30: Inauguração
16h30: Entrega dos Prémios do Concurso de Doces Conventuais
21h00: Coro de S. Bernardo de Alcobaça - Sala dos Reis

Sexta, 13 Novembro
21h00: Grupo de Danças Antigas Josefa d'Óbidos

Sábado, 14 Novembro
21h00: Grupo de Trompetes do Centro Cénico da Cela

Animação de Rua
Grupo de Teatro de S. Martinho
Casa da Cultura José Bento da Silva
14 e 15 de Novembro

DOCES NAS REDES SOCIAIS
Para além do já habitual blog dedicado exclusivamente aos Doces e Licores Conventuais - http://docesconventuais.terradepaixao.net o evento pode ser acompanhado também no Facebook e no Twitter.

Horário: 10h30 às 23h00 (Dia 15 encerra às 21h00)
Entrada: 1 Euro (1 dia); 2.5€ (pulseira livre trânsito)

Toda a informação em: docesconventuais.terradepaixao.net/2009/

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Igrejas do Concelho de Alcobaça Recebem Concerto de Comemoração dos 200 Anos da Morte da Haydn

Alcobaça celebra os 200 anos da morte de Haydn. As comemorações iniciaram no mês de Outubro e para este fim-de-semana, dias 7 e 8 de Novembro, a música volta às igrejas das freguesias do Concelho.


Os de ENSEMBLE CONTRAPUNCTUS são os protagonistas que irão executar nove quartetos de Haydn que ilustram diferentes fases do génio inesgotável do compositor.

Tendo como núcleo de base os membros do Moscow Piano Quartet, ENSEMBLE CONTRAPUNCTUS têm uma composição que abrange as mais diversas formações da Música de Câmara, tendo sido convidados pela Antena 2 da RDP a realizar a integral dos quartetos de cordas de Joseph Haydn em 2009.

Até Dezembro o grupo traz uma extensão desse projecto ao concelho de Alcobaça. Um conjunto de músicos conceituados do qual fazem parte nomes como: José Pereira, no 1º violino, Arthur Soulès, no 2º violino, Alexandre Delgado na violeta e Guenrikh Elessine no violoncelo.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Magusto Com As IPSS's Dia 11 de Novembro | Alcobaça | Entrada Livre


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

254 Anos Depois de 1755

Memória dos efeitos do Terramoto em Alcobaça
Voltamos ao tema ,mais uma vez, em 1 de Novembro de 2009.

Quem é que não é sensível a esta grande catástrofe do dia 1 de Novembro de 1755!?
Grandes jornais nacionais fizeram “cadernos” notáveis sobre os 250 anos do terramoto de 1755.
Confesso que impressionado pela sua leitura, nomeadamente pelos trabalhos do “Expresso” de 22 de Outubro e da “Visão” de 27 de Outubro de 2005, resolvi à minha dimensão, pesquisar alguma coisa sobre os efeitos que o terramoto teria causado ao tempo em Alcobaça.

Ler tudo no blogue de JERO
- -

Maravilhas do Museu Geológico Com Peças Encontradas Na Região

A exposição “As 27 primeiras maravilhas do Museu Geológico de Portugal” está patente ao público, de 27 de Outubro a 30 de Abril de 2010, em Lisboa, no Museu Geológico de Portugal, pertencente ao Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG).

Esta exposição reflecte a escolha de algumas peças notáveis das Colecções de paleontologia, de Arqueologia pré-histórica e de Mineralogia.

Ao longo da mostra, os visitantes poderão encontrar testemunhos excepcionais da história do nosso território e dos animais e plantas que aqui viveram ao longo de milhões de anos, bem como da presença dos nossos antepassados.

(...)
Existe também um vaso em forma de suíno, um “bibelot” neolítico que não passou de moda. Este curioso vaso em barro é proveniente das Grutas do Carvalhal de Alcobaça e data do Neolítico final (5 000 a.C.). Deste género é o melhor conservado que se encontrou em Portugal, não havendo certeza do fim a que se destinava.

(...)

Notícia completa no Oeste Online

sábado, 31 de outubro de 2009

Uma Boa Notícia Para Alcobaça

Elísio Summavielle, um homem certo no lugar certo
Raramente o esforço profissional é recompensado.
Raramente é reconhecido o mérito.
Daí que haja alegria por ver Elísio Summavielle no cargo de Secretário de Estado da Cultura.
Vários projectos vão poder agora poder ser adiantados pois como ninguém o antigo Director do IGESPAR os conhece.
O Património Cultural tem agora uma oportunidade única de ser protegido e reabilitado e, por arrasto, o Mosteiro de Alcobaça também. Sabe-se que não há milagres sem apoio financeiro mas
Elísio Summavielle está agora mais perto da “fonte”, por muito débil que seja no seu caudal.
O novo Secretário de Estado vem de dentro, conhece como ninguém o “aparelho” do Instituto e do Ministério. Daí que a escolha mostre também o bom critério da Ministra.
As excelentes relações que sempre o Director do IGESPAR manteve com o Município de Alcobaça, e que encontraram eco no Dr. Sapinho, são prenúncio de um bom período de entendimento com o novo executivo presidido por Paulo Inácio, que não deixará de cultivar a relação.
Enfim, o futuro é colorido.
É a hora.
A todo o vapor Elísio.
Rui Rasquilho

In JERO

Halloween Party em Alcobaça, no Alcopázio

Os alcopazianos, e não só, são convidados a visitar um Alcopázio mais assustador, neste sábado,31 de Outubro, a partir das 23 horas.
Nessa "Halloween Party" será requisito irem mascarados ou com um adereço sinistro.
Promete!
In Nas Faldas da Serra

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Este Fim-de-Semana no Maria's!

Hoje no Maria´s - Apresentação dos vinhos de Alcobaça Memória e Monte Capucho & TOO DJ´S

Amanhã Sábado 31 - KARAOKE & HALLOWEEN PARTY


Mais Noites... Mais Maria's... Mais Para Ti!

Filomena da Cunha: A Feminista Que Viveu Em Alcobaça e na Nazaré

Tinha um ar dócil, tão dócil que faz lembrar as imagens que temos dos anjos. Já o olhar, profundo e penetrante, mostra-nos uma mulher guerreira e lutadora. Rosalina Filomena da Cunha viveu quase 99 anos e faleceu, em Alcobaça, há pouco mais de dois. A ela, o sexo feminino deve respeito e admiração, porque ousou reclamar, com apenas 22 anos, para as mulheres do mundo inteiro direitos iguais aos dos homens, a partir da sua terra natal em Santa Cruz (ilhas de Goa).

Conta o marido, Domingos José Soares Rebelo, no Livro ‘Filomena da Cunha (1908/2007) - Retalhos de sua vida’, que a sua esposa não nasceu num berço de ouro nem num lar convencional de goeses católicos. "É muito natural que Filomena da Cunha no seu íntimo ressentisse da situação estranha no seio da sua família do seu pai e de sua mãe, não condizente com a constituição doutras famílias goesas de formação católica". Apesar disto, conta o investigador de temas históricos, que ela procurou "vencer as vicissitudes entregando-se, de corpo e alma, ao estudo sério de cursos profissionais e do panorama social em sua volta auscultando, sobretudo, o regime de inferioridade e de fragilidade das mulheres indiana".

Estudou piano, costura e Inglês, mas também Medicina. No momento em que passa para o 3º ano daquele curso, adoece. O paludismo rouba-lhe a memória e é ‘obrigada’ a regressar a Goa, onde começa a despertar para as questões feministas. A sua opinião, sobre aquela temática, partilha-a na imprensa goense.

Deixando para trás o curso de Medicina, Filomena da Cunha optou pela formação no secretariado e no estudo profissional de Contabilista e Guarda-Livros. Diz o marido, no mesmo livro, que o faz para "não se enfileirar no rol de mulheres classificadas como simples domésticas".

Entre os anos de 1923/38, a feminista dedicou-se aos estudos com o objectivo de alcançar a independência económica. Assim aconteceu, embora deixando alguns sonhos pelo caminho.

Retomando à veia feminista. ‘A mulher moderna’ foi o primeiro artigo de Filomena da Cunha a ser publicado, no jornal diário ‘O Heraldo’. A partir daí nunca mais parou de escrever e foram surgindo convites de outros periódicos, como do ‘Jornal da Índia’. De Lisboa, da revista cultural ‘Portugal Feminino’, recebeu elogiosas referências e o convite para ser a delegada da revista na Índia. A sua participação em edições só fica completa se acrescentarmos à lista os seus ensaios no semanário ‘O Independente’, de Mapuça. Não diferençar as mulheres por causa das castas ou credos era a mensagem que a escritora passava nos seus textos.

Foi em Mombaça que Filomena da Cunha conheceu o seu marido, Soares Rebelo. Depois do casamento, o historiador viajou até ao Quénia à procura de uma situação económica mais desafogada. Mais tarde a feminista juntou-se ao marido e juntos fizeram uma caminhada de 66 anos, da qual resultou dois filhos. Um percurso que passou também por Moçambique e terminou em Portugal.

Já com a filha a exercer medicina na vila da Nazaré, Filomena da Cunha e Soares Rebelo vêm a Portugal fazer uma visita aos filhos. Enquanto a feminista decide ficar, o marido parte para Moçambique até abandonar este país em 1978.

Dois anos depois, o casal instala-se em Alcobaça. Para além de passear e cuidar da casa, Filomena da Cunha passava o seu tempo a ler jornais e revistas (em português, inglês e francês) para se manter informada do que se passava no mundo. A feminista era uma mulher solidária que gostava de distribuir dinheiro por instituições portuguesas de beneficência, tratando de crianças, idosos e leprosos. Uma vontade que Soares Rebelo continua a ‘cultivar’.
In Região de Cister

Proposta de Revisão do PDM de Alcobaça Será Conhecida em Breve

A Câmara Municipal de Alcobaça deverá apresentar em breve a sua proposta para a revisão do Plano Director Municipal.

Carlos Bonifácio, que termina o mandato como vice-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça (CMA) esta sexta-feira, cargo que passará a ser ocupado por Hermínio Rodrigues com a tomada de posse dos eleitos no passado dia onze, lamenta «não ter tido tempo suficiente para rever o Plano Director Municipal (PDM)».

O ordenamento do território do concelho aguarda por um novo plano cuja discussão ainda prossegue ao nível das diversas entidades parceiras da Câmara Municipal de Alcobaça.

O PDM em vigor tem sido apontado como desajustado à realidade do território e do tempo, tendo já ultrapassado os dez anos de vigência, previstos na legislação.

O social-democrata justifica a lentidão do processo com a burocracia, lembrando ter despendido "meio mandato", cerca de dois anos, à elaboração do Plano Regional de Ordenamento do Território do Oeste e Vale do Tejo (PROT OVT), documento que se sobrepõe aos PDM das autarquias.

Segundo Carlos Bonifácio o «PDM está numa fase muito adiantada da sua revisão, prevendo-se que seja conhecida a proposta da autarquia dentro em breve».

Apesar do arrastar deste processo, e a poucas horas da despedida dos cargos autárquicos, Carlos Bonifácio faz um balanço positivo do mandato.

«Os últimos oito anos foram uma experiência muito rica e intensa», com destaque para a «construção da VCI e a requalificação da Zona Envolvente ao Mosteiro de Alcobaça», afirmou.

In Rádio Cister

- -
Uma coisa é certa... Será mais do mesmo certamente, pois nunca haverá coragem para tomar as medidas radicais e necessárias para por este concelho na ordem em termos de ordenamento do território.

Este Fim-de-Semana: 3 Companhias Portuguesas de Reportório [QUORUM BALLET | CeDeCe | CPBC] + BRAD MEHLDAU TRIO


Horário da Bilheteira:
Terça a Sexta: 13h30 às 18h
Sábado, Domingo e Feriados: 15h às 18h
Domingo e Segunda ( em dias de cinema ): 20h às 22h
Telefone / Reservas: 262 580 890 | Ext. 5000 (dentro do horário da bilheteira)

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Empresários em Contra-Ciclo

Diz a Rádio Cister:

Universidade Popular no Oeste-Norte
Grupos estrangeiros privados manifestaram interesse na criação de uma Universidade Popular no Oeste Norte.

O conceito desta universidade foi inicialmente desenvolvido pelo alcobacense Acácio Catarino, nos anos 80, tendo, nos últimos dez anos, sido Paulo Bernardino responsável por dar um novo impulso à ideia.

Paulo Bernardino garante que «existem duas instituições espanholas interessadas numa parceria privada com vista à instalação de pólos universitários em vários concelhos do Oeste».

Segundo o projecto, a sede social da Universidade seria na Lourinhã e a administrativa em Alcobaça, localidades que teriam pólos, tal como Caldas da Rainha e Nazaré. No caso de Alcobaça os pólos ficariam em Pataias e na Benedita.

Os promotores da Universidade Popular Oeste Norte (UPON) afirmam que têm vários projectos, que irão dinamizar a região a vários níveis.

A criação de novos órgãos de comunicação social, em diversos formatos, e a realização de estudos, alguns deles "já elaborados", para a revitalização de infraestruturas, como por exemplo a Linha Ferroviária do Oeste, são algumas das apostas deste projecto.


- -
Confesso que tenho alguma dificuldade em entender estes projectos e a mentalidade dos nossos empresários. Isto há uns bons anos atrás poderia ter bons resultados, mas numa fase em que as universidades privadas estão a fechar constantemente e em que há cada vez menos alunos, não faz qualquer sentido este tipo de investimento claramente em contra-ciclo.

Por outro lado, alguma vez seria funcional uma universidade com a sede na Lourinhã, a parte administrativa em Alcobaça, e os polos espalhados um pouco por todo o lado? Não seriam os custos operacionais disto tudo elevadíssimos? E quais as vantagens?
Depois obrigavam os alunos a fazer piscinas entre estas localidades para resolverem os seus problemas... Sem falar nos professores que teriam de andar de um lado para o outro...

Precisamos de ideias novas, bem estruturadas e com futuro, para fazer frente aos desafios correntes e conseguirmos vencer. Não queremos mais "Novas Alcobaças"...
Muito sinceramente parece-me mais uma das já habituais buscas de protagonismo de alguma mente iluminada que pensa que assim consegue apoios desde Pataias à Benedita, passando também pelos concelhos vizinhos.

Alcobaça Renasce Para a Produção de Vinhos de Qualidade

Vinhos MonteCapucho e Memória apresentados no Café Tertúlia em Alcobaça

O Tertúlia em Alcobaça que para além de café propriamente dito é um espaço de tradição e cultura foi palco na quinta-feira, 22 de Outubro, da apresentação dos vinhos MonteCapucho e Memória, dois vinhos tintos que bem podem marcar o renascimento da vitivinicultura da Região. Segundo um dos promotores, o Engº José Gomes Pereira, a Região de Alcobaça, nomeadamente, os solos argilosos de calcário da Freguesia de Évora, tem todas as condições para produzir vinhos de qualidade, agora com novas tecnologias de produção, castas seleccionadas e processos enológicos modernos.

O enólogo responsável por estes vinhos, Engº Rodrigo Martins, descreveu os processos modernos de vinificação, com maceração prolongada, envolvendo lagares antigos e cubas inox, onde as fermentações decorrem com controlo de temperatura, sendo os vinhos submetidos a estágios em barricas de carvalho francês e americano o que origina cor intensa e grande riqueza de aromas. Das impressões em algumas dezenas de participantes, recolheram-se os melhores comentários relativos aos novos vinhos de Alcobaça.

MonteCapucho e Memória
Alcobaça, com uma importante produção de vinho há algumas décadas viu
decrescer a vitivinicultura quase ao seu desaparecimento. Produções pouco tipificadas a par do surgimento de actividades agrícolas alternativas terão estado na origem da grande redução das vinhas, genericamente decrépitas e inadequadas a uma produção moderna de vinhos de qualidade.

Mas o panorama está em mudança. Na mais antiga Vila dos Coutos – Évora de Alcobaça – surgiram vinhas novas, sujeitas a cuidadas tecnologias, que assentes na tradição familiar dos seus responsáveis deram origem aos primeiros vinhos
tintos MEMORIA e MonteCapucho. Na base destes vinhos estão as castas Syrah, Aragonez, Touriga Nacional e Castelão, instaladas em terrenos argilosos e difíceis mas onde parece encontrarem óptimas condições de maturação.

Ainda que produzidos numa adega secular, em franca renovação, os vinhos MonteCapucho e MEMORIA são o resultado da produção de uvas de alta qualidade e sujeitos a modernas tecnologias enológicas, utilizando lagares antigos e cubas de fermentação Inox, com controlo de temperatura. Segundo os promotores, os vinhos MonteCapucho e MEMORIA apresentam-se de cor intensa resultante da maceração prolongada, ricos de aromas a frutos vermelhos e outros secundários conforme o tempo de estagio em barricas de carvalho francês e americano.

In Tinta Fresca

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Empresa de Cerâmica Alcobacense em Xangai

Com participação no Interior Lifestyle China

Após o trendy certame italiano, em Setembro último, avizinha-se uma outra grande exposição de qualidade na cosmopolita cidade chinesa de Xangai.
Decorre entre os dias 11 e 14 de Novembro próximos. Entre os expositores, consta uma empresa alcobacense IGM, Lda, com sede em Prazeres de Aljubarrota, que levará o bom nome da cerâmica alcobacense, e do que melhor se faz por cá, a lugares tão distantes.

Parabéns à IGM pela iniciativa e pela estratégia que tem vindo a seguir que a tem colocado numa posição de destaque na indústria da cerâmica Alcobacense. Um bom exemplo de empreendedorismo que deveria ser seguido pelas restantes empresas de região. Há que levantar e ir à luta!

Consultar: http://ceramicacb.blogspot.com/

Novos Investimentos

Precisamos de estar atentos a estas coisas e de ser pro-activos!
Que tal contactar o grupo com uma proposta aliciante?

- -
O grupo Mosqueteiros, terceiro maior operador da distribuição alimentar a operar em Portugal, está à procura de uma nova localização para uma base logística onde pretende investir 60 milhões de euros.

O grupo Mosqueteiros, terceiro maior operador da distribuição alimentar a operar em Portugal, está à procura de uma nova localização para uma base logística onde pretende investir 60 milhões de euros.

Caso não encontre destino para a base, que será a primeira automatizada em Portugal, a "casa-mãe" francesa, que será a financiadora integral do projecto, poderá destinar tal verba em infra-estrutura semelhante na Polónia, ou mesmo em França, afirmou ontem Tomé Lopes. O presidente do grupo em Portugal avançou a informação durante a conferência de imprensa realizada ontem para apresentar o novo mercado dos Mosqueteiros em Porto Salvo, onde foram investidos 20 milhões de euros.

In Jornal de Negócios

sábado, 24 de outubro de 2009

Alcobaça Tem a Melhor Escola Pública do Distrito

No ano passado, quando a Escola Básica Frei Estevão Martins, em Alcobaça, ficou em terceiro lugar no ranking das escolas do distrito e entre as melhores do País, o director do conselho executivo, Oliveira Pinto, prometeu ainda mais empenho e dedicação. Assim aconteceu.

Este ano, e seguindo o ranking publicado pelo jornal ‘Expresso’, a Frei Estevão Martins melhorou as suas notas nos exames nacionais de Matemática e de Português do 9º ano, o que lhe valeu a subida de uma posição, apenas ultrapassada pela escola privada (Colégio Nossa Senhora de Fátima, em Leiria).

O professor Oliveira Pinto garante que "os resultados são consequência de um trabalho continuado". E acrescenta: "temos definidas prioridades no domínio das aprendizagens da Língua Portuguesa e Matemática".

Com 68 exames nacionais realizados, a Escola Frei Estevão Martins tem uma média de 3,62.

Ao REGIÃO DE CISTER, o director do conselho executivo referiu que o Agrupamento da Frei Estevão trabalha muito bem, a prova está no resultado obtido pelos alunos do 4º ano que realizaram provas de aferição. "Foi dos melhores do País", indicou Oliveira Pinto.

Nenhum outro estabelecimento de ensino dos concelhos de Alcobaça e Nazaré figura entre os dez primeiros lugares, à semelhança do que já aconteceu no ano passado.
In Região de Cister

Dia Nacional do Veterano de Guerra Comemorado em Aljubarrota

A delegação de Alcobaça da Associação Portuguesa dos Veteranos de Guerra continua a ajudar portadores de Stress Pós-Traumático de Guerra.

A garantia foi dada no âmbito das comemorações do Dia Nacional do Veterano, a 20 de Outubro, que decorreram na vila de Aljubarrota.

José Fialho, presidente da delegação, adiantou que «a associação tem trazido alguns médicos especialistas para consultarem os veteranos que sofrem de patologias que não são facilmente identificáveis no Serviço Nacional de Saúde (SNS)».

Além dos cuidados de saúde, a delegação também está a efectuar o «reconhecimento da prestação de serviço como combatentes», através do preenchimento de um formulário próprio, e que permitirá o aumento das reformas aos antigos soldados.

O alargamento e melhoria da prestação de serviços continuam a ser objectivos da delegação e poderão acontecer em breve com a disponibilização de um novo espaço físico por parte da Câmara, e que só estará «dependente da construção dos centros escolares». De acordo com José Fialho, a delegação irá funcionar numa escola primária, que ficará disponível com a entrada em funcionamento dos Centros Escolares.
In Rádio Cister

XVII Torneio Xadrez Externato Cooperativo Benedita

14 Novembro + Torneio FIDE
O Externato Cooperativo Benedita leva a efeito o seu I Circuito de Xadrez Externato Cooperativo Benedita.

O regulamento pode ser consultado em:
http://axbenedita.blogspot.com/2009/10/xvii-torneio-internacional-de-xadrez.html
- -

Centro Cénico da Cela Convida

Conversa à volta do Livro do Dr. Fleming de Oliveira
para no próximo domingo 25 Outubro 2009, pelas 15h, no auditório do Centro Cénico da Cela, participar numa conversa com o Dr. Fleming Oliveira, a propósito do seu livro "No tempo de Salazar, Caetano e Outros, Alcobaça e Portugal ".

A Conversa será moderada por Rogério Raimundo.
Os trompetes da Escola de Música do Centro Cénico da Cela abrirão o evento, intervalarão e encerrarão a tarde cultural.

Entrada Livre.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Elisabete Luís Fialho Expõe Vidro e Espelho Gravado Com Berbequim

Elisabete Luís Fialho, vai expor, entre os dias 24 de Outubro e 15 de Novembro, no Elevador de S. Martinho do Porto, alguns dos seus trabalhos em vidro e espelho, gravados com berbequim. A sua obra pode ser consultada através do seu blog http://espiritocomtradicao.blogspot.com
É de ir!

In Nas Faldas da Serra

Programa Portugal no Coração em Alcobaça | 29 de Outubro | das 16h00 às 18h00 | MercoAlcobaça

ALCOBAÇA EM DIRECTO PARA O PAÍS E O MUNDO
O programa “Portugal no Coração”, realizado de segunda a sexta-feira das 16h00 às 18h00, no Canal 1 da RTP e RTP Internacional, vai estar em Alcobaça no próximo dia 29 de Outubro, quinta-feira, no âmbito da Feira de S. Simão 2009.

Na companhia de Tânia Ribas de Oliveira e João Baião, a Câmara Municipal de Alcobaça e a RTP convidam a população de Alcobaça para estarem presentes durante o decorrer do programa.

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Nuno da Camara Pereira faz tributo à terceira idade | 24 de Outubro | 15h00 | Cine-Teatro de Alcobaça

Como é habitual, o Município de Alcobaça comemora mais um Dia da Terceira Idade, desta vez com o espectáculo do fadista Nuno da Camara Pereira.


Um concerto de apresentação do novo álbum “Lusitânia”, com produção e arranjos musicais da responsabilidade de Custódio Castelo. Trata-se do regresso ao bom gosto musical pela voz inconfundível de um dos maiores fadistas nacionais e que dispensa apresentações.

O espectáculo está agendado para o dia 24 de Outubro pelas 15h00, no palco do Cine-Teatro de Alcobaça. O Município disponibiliza o transporte das sedes de freguesia para o local do espectáculo, para as pessoas com mais de 60 anos de idade. As inscrições estão limitadas às vagas existentes. A reserva deve ser feita no acto de aquisição do bilhete.

Bilhete: 5 Euro

BIOGRAFIA
Nuno da Camara Pereira nasceu em Lisboa, no ano de 1951. Desde muito cedo aprendeu a gostar de Fado mas só em 1977 pisaria o palco pela primeira vez. Estreou-se no Coliseu dos Recreios num espectáculo de variedades. Em 1982 “Fado!”, o seu disco-estreia, composto na sua maioria por novas gravações de clássicos e com dois dos temas mais relevantes da sua carreira “Cavalo Ruço” e “Acabou o Arraial” chega às lojas. Ao longo destes últimos 25 anos, Nuno da Câmara Pereira atingiu com os seus discos números de vendas que apenas se julgavam acessíveis a grupos de Pop e Rock, tendo mesmo recebido o galardão de Duplo Disco de Platina.


Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

Feira de São Simão | de 28 de Outubro a 1 de Novembro | Alcobaça

Como manda a tradição prepare a cesta e o espírito para o regresso do são convívio em volta dos manjares e frutos secos da época. Gastronomia, produtos regionais, artesanato e muita animação são as propostas do Município de Alcobaça para os dias 28 de Outubro a 1 de Novembro.


Cinco dias onde pode encontrar, na Feira de São Simão, as melhores passas, castanhas, pinhões e nozes, para além dos queijos, dos enchidos, das compotas, dos vinhos regionais, e muito mais.

As tasquinhas, a animação musical e outras actividades marcam também estes dias de festa, contando a organização com a presença da “Bandinha D´Alegria”, do grupo “Isaac Sound”, do “Grupo Soão”,

da “Orquestra Juvenil da Cela”, do “Leiricanta - Grupo de Música Tradicional Portuguesa do Ateneu Desportivo de Leiria”, de um espectáculo de Folclore e para finalizar, no dia 1 de Novembro, com a actuação do grupo “Os Alentejanos”.

Para animar a Feira, este ano a organização conta ainda com uma demonstração de “Krav Maga” – uma arte marcial de defesa pessoal.

Local: MercoAlcobaça

Horário:
4.ª, 5.ª e 6.ª feira: 15h00 às 23h00
Sábado e Domingo: 12h00 às 23h00

Entrada livre

Fonte: Gabinete de Informação e Relações Públicas da C.M.A.
girp@cm-alcobaca.pt | 262 580 843/61

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Sérgio Carolino Actua Hoje em Tromso, na Noruega

O notável tubista português Sérgio Carolino actua amanhã(HOJE), sexta-feira, 16 de Outubro, em Tromso, num concerto integrado no Arctic Trombone and Lowbrass Festival. O concerto realizar-se-á às 19 horas, no Verdensteatret, e além de Sérgio Carolino, em tuba, serão solistas Thomas Rüdi, em eufónio, e Otmar Gaiswinkler, em trombone. Sob a direcção do maestro Morten Wensberg, serão nesse espectáculo interpretadas as seguintes produções musicais:
Morten Eide Pedersen - Wall of light, for trombone and string ensemble
Lene Grenager - Wave, curve, connect the dots, dobbeltkonsert for tuba og euphonium
Toru Takemitsu - Music of Training and Rest
John Adams - Shaker Loops
Palavras para quê? O nosso bom amigo Sérgio continua entre os melhores do mundo! Uau!!!
In Nas Faldas da Serra

Município de Alcobaça Assinala Dia Mundial da Alimentação Com Rastreios de Obesidade em Escolas do Concelho

Para assinalar o Dia Mundial da Alimentação, na sexta-feira, 16 de Outubro, o Gabinete Médico Veterinário Municipal de Alcobaça apresenta este ano os resultados dos rastreios de obesidade infantil elaborados de Janeiro a Julho de 2009, junto das crianças do ensino pré-escolar e escolas do 1º ciclo do ensino básico da rede pública do Concelho de Alcobaça. Segundo a Organização Mundial de Saúde, estima-se que em 2025, mais de 50% da população mundial sofrerá de obesidade se não forem adoptadas medidas em contrário. Este rastreio constitui uma base de monitorização futura do excesso de peso e obesidade neste público, permitindo avaliar alterações nas prevalências e desta forma constituir um sistema de vigilância da obesidade infantil. Trata-se de uma iniciativa pertinente e muito interessante. Palminhas!
In Nas Faldas da Serra

Nuno Lopes e Mr. Mitsuhirato Apresentam ROCK AROUND THE DISCO em Alcobaça, no Beco Club

GAZ e Beco Club apresentam Rock Around the Disco...
NUNO LOPES
[DJ SET]
+
Mr. MITSUHIRATO
[DJ SET]

Sábado . 17 de Outubro . 22.30h
BECO Club – Alcobaça

Mais Informação

AS CORES DO BRASIL, Em Alcobaça, no Alcopázio Bar

O Alcopázio Bar, de Alcobaça, vai apresentar o espectáculo As Cores do Brasil, pela Cia de Títeres, no próximo sábado, 17 de Outubro, pelas 24 horas. O espectáculo As Cores do Brasil, inserido no 12º Festival Nacional de Teatro de Marionetas - Marionetas na Cidade, organizado pela Companhia S.A.Marionetas, narra a trajectória da cantora e actriz Carmem Miranda com os seus sucessos musicais e carreira internacional na época de ouro. A não perder este espectáculo de cabaret de marionetas do Brasil! Início às 24 horas, com a simbólica entrada de 2€ por cabeça. Um espectáculo para alcopazianos e não só: é de ir!
In Nas Faldas da Serra