sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Boas Festas!


Desejo a todos que esta época de Festas seja especialmente Feliz, com muita saúde e na companhia dos que vos são mais importantes.

Um grande abraço!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Na Nossa Alcobaça...

Diz a RCister que a EDP através do Grupo Canas vais investir uns milhões no Casal da Areia. Parece bem...

É que pode ser que assim consigam absorver alguns dos funcionários que em breve serão despedidos de mais algumas cerâmicas que ponderam a deslocalização devido aos constantes cortes no fornecimento provocados pelo desleixo dessa mesma EDP...

Recentemente aconteceu mais um desses cortes, dignos do Bangladesh, que levou ao cancelamento de algumas encomendas a um dos nossos principais exportadores e que causou prejuízos avultados. E ninguém assume responsabilidades...

Numa época destas estamos em contra-senso... Eu não pensaria duas vezes e o que não faltam são locais disponíveis para acolher empresas e com melhores condições.

Decadente!

Empresa Canas S.A Investe 2 Milhões de Euros no Casal da Areia

A empresa Canas S.A investiu 2 milhões de euros no Centro de Gestão Operacional, instalado na Zona Industrial do Casal da Areia, unidade que inaugurou na passada terça-feira.

António Mexia, presidente do Conselho de Administração Executivo da EDP, na marcou presença na inauguração do Centro de Operações da empresa Canas, na Zona Industrial do Casal da Areia, em Cós (Alcobaça).

O objectivo daquela empresa, que presta serviços à EDP, é melhorar o seu posicionamento dentro da sua área de intervenção, que vai de Pombal a Sobral de Monte Agraço, dando uma "mais rápida resposta" às solicitações.

A empresa investiu, nesta unidade, cerca de dois milhões de euros, “800 mil dos quais na infraestrutura e mais de 1,1 milhões de euros no equipamento e formação dos trabalhadores”, explicou o administrador da Canas.

Um investimento que, segundo Paulo Inácio, presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, também foi fruto da política, implementada pelo seu executivo, de "diplomacia económica"

Por seu turno, António Mexia, presidente do Conselho de Administração Executivo da EDP, anunciou, no Casal da Areia, que a EDP vai investir 36 milhões de euros na melhoria da rede de distribuição do Oeste, nos próximos 3 anos.

“A empresa vai investir "cerca de 310 milhões de euros, por ano, na rede de distribuição, de forma a melhorar a prestação do serviço de energia eléctrica”, frisou.

O anúncio de investimento de alguns milhões num momento de forte instabilidade financeira, a nível mundial, levou Mexia a garantir que a “EDP mantém capacidade de acesso ao mercado financeiro internacional”. António Mexia disse, ainda, que "a EDP é, conjuntamente com a REN, uma das duas empresas industriais não financeiras em Portugal, que tem rating A", coisa “rara”, acrescentou.

“A crise da dívida soberana não afectou a capacidade da empresa financiar-se nos mercados internacionais”, garantiu.

António Mexia reconheceu, apesar das suas garantias, que a subida dos spreads "obviamente tem um impacto para todas as companhias com base nos países” quer seja Portugal, como Espanha, Irlanda ou Itália".

Mesmo em ano marcado pela crise, de acordo com António Mexia, a EDP espera "um resultado acima do resultado do ano passado, que já era o melhor de sempre".

“A situação deve-se ao facto de a empresa estar em 12 países e a um crescimento que resulta de estarmos presentes no Brasil, nos Estados Unidos, em Espanha", adiantou.
In Rádio Cister

Alcobaça Insiste no Museu da Língua Portuguesa Junto do IGESPAR

Paulo Inácio já falou com o director do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico (IGESPAR) sobre o desejo de Alcobaça receber um Museu da Língua Portuguesa.

O presidente da Câmara Municipal sugeriu a Gonçalo Couceiro a instalação desse futuro espaço museológico na Ala Sul do Mosteiro de Santa Maria.

“Trata-se da zona do monumento que mais recentemente esteve ligada ao ensino e consequentemente à aprendizagem da língua materna”, justifica o autarca.

Continua em análise a possibilidade da área actualmente devoluta do Monumento vir a ser ocupada por um hotel de luxo e por um auditório/centro de congresso, projectos que limitariam, no futuro, qualquer acesso do público a um espaço museológico que ali se viesse a instalar.

A sugestão de localização desse espaço museológico por parte do autarca de Alcobaça acontece semanas depois de ter referido que existe a necessidade de se reflectir sobre a instalação de um Museu da Língua Portuguesa, que não existe no país, tendo, já na altura, sugerindo como localização o Mosteiro de Santa Maria, de Alcobaça.
In Rádio Cister

Conversa Sobre As Siglas do Mosteiro

Armazém das Artes
11 de Dezembro - 18h00


AS SIGLAS DO MOSTEIRO

CONVERSA
entre a Drª Maria Augusta Ferreira e o Escultor José Aurélio sobre as marcas dos canteiros que talharam as pedras que edificam o Mosteiro de Alcobaça.

Mais Informação: http://www.armazemdasartes.pt/

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Empresários da Cerâmica Apontam Oportunidades e Riscos do Sector

A conferência 'Cerâmica - Oportunidades de futuro' decorreu no dia 30 de Setembro, no auditório da Biblioteca Municipal de Alcobaça, numa organização do semanário Região de Cister. As dificuldades do sector, de fundamental importância para a economia da região, como os custos com a mão-de-obra e os factores de produção e as oportunidades de futuro, como o novo design e os novos mercados, foram alguns dos temas abordados nesta conferência.
[Ler mais, no Tinta Fresca]

O "Timming" É Que Não Ajuda

Petição entregue na AR defende investimentos na Linha do Oeste
Comboios: Promotores de petição entregue hoje na AR querem investimentos na Linha do Oeste no OE2011

Os promotores de uma petição pela modernização e requalificação da Linha do Oeste entregaram hoje o documento na Assembleia da República com mais de 6.400 assinaturas, reclamando investimentos para esta ferrovia no Orçamento de Estado de 2011.

“Espero que a petição seja discutida na Assembleia da República aquando da discussão do Orçamento de Estado porque espero que venha aí a ser incluída uma rubrica para investimento na Linha do Oeste”, afirmou à agência Lusa Heitor de Sousa, deputado do Bloco de Esquerda.

Segundo o deputado, há condições para em 2011 se avançar com estudos para um novo traçado da linha para “em 2012 se lançar concursos”.

“O que se pretende é que a linha venha a ser uma alternativa para o transporte de pessoas e mercadorias dentro de quatro a cinco anos”, defendeu.

Heitor de Sousa integrou uma delegação de deputados do CDS-PP, PS e PSD e de outros cidadãos que tiveram a iniciativa de lançar a petição, vindo a reunir mais de seis mil e 400 assinaturas.

“Esta iniciativa conseguiu congregar todas as forças políticas do distrito de Leiria, pelo que o apoio suscitado cria uma obrigação a todos os partidos e ao Governo no sentido de virem a responder aos anseios da população, que luta por uma linha com melhores condições”, disse.

O documento, entregue hoje ao presidente da Assembleia da República, alerta para a “ degradação constante dos padrões da oferta” na linha que “corre o risco de desaparecer” já que “nunca se modernizou e a CP tem vindo a reduzir serviços, a pretexto da sua fraca utilização”.

Os subscritores defendem a requalificação da linha através da sua duplicação, eletrificação e correção de traçado para permitir a circulação de comboios rápidos de passageiros inter-cidades e um serviço de mercadorias eficiente.

Um serviço de transporte “com adequados níveis de frequência, conforto e qualidade, garantindo-se que, pelo menos entre Lisboa-Leiria, o tempo direto de viagem não ultrapasse os 70 minutos” é outra das reclamações dos signatários que exigem um serviço de transporte regular para todos os concelhos (nomeadamente, Torres Vedras, Bombarral, Óbidos, Caldas da Rainha, Nazaré, Alcobaça, Marinha Grande, Leiria, Figueira da Foz e Coimbra).
In Rádio Cister

Garantida! Mas Está Por Dias...

Garantido a instalação de hotel no Mosteiro de Alcobaça
A instalação de uma unidade hoteleira no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça está garantida.

A concessão poderá estar por dias, segundo informou a autarquia de Alcobaça.

Paulo Inácio, presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, espera que a «concessão pública para o hotel de cinco estrelas seja aberta ainda este ano».

O autarca afirma-se «contente» pela possibilidade do processo avançar ainda em 2010 e lembra que o seu executivo tem feito um «enorme esforço», no sentido de reabilitar os espaços devolutos do monumento cisterciense.

O Mosteiro é, desde há algum tempo, membro do Roteiro dos Monumentos Património da Humanidade, que também inclui os Mosteiros de Santa Maria da Vitória, na Batalha, e dos Jerónimos, em Lisboa, para além do Convento de Cristo, em Tomar.
In Rádio Cister

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Júlio Cipriano Figueiredo - 9 Out - 16h00 no Armazém das Artes


Mais Informação: http://www.armazemdasartes.pt/

13º Festival Marionetas na Cidade


13ª Edição
16 espectáculos
9 companhias
3 dias
1 Exposição
1 Conferência
3º Encontro Nacional do Teatro Dom Roberto

O Festival Nacional de Teatro de Marionetas, "Marionetas na Cidade" surgiu em 1998 como um projecto de divulgação da marioneta nas suas diversas vertentes. Então, como agora, pretendia-se proporcionar a um público carente de actividades culturais, não só o acesso a uma forma de arte pouco divulgada, embora profundamente enraizada no imaginário popular, mas também uma visão abrangente do panorama actual do teatro de marionetas.

Um dos pontos fulcrais é a recuperação, preservação e divulgação das formas tradicionais desta arte, através de uma programação específica, representando várias "famílias" do teatro de marionetas tradicional europeu. Procura-se, nesta edição, consolidar o trabalho já efectuado em edições anteriores, através de uma programação onde a temática é o teatro tradicional de português de marionetas

Ao longo da sua existência, "Marionetas na Cidade" tem apresentado uma programação heterogénea, com espectáculos de qualidade, representativos de tendências diversas, dando continuidade à filosofia de programação que tem norteado desde o início o projecto.

É um festival já consolidado no panorama nacional, tendo-se tornado um ponto de referência e de encontro para as companhias de teatro de marionetas portuguesas.

Mais Informação: www.samarionetas.com

Regeneração Urbana de Alcobaça - Algumas Questões

Foi tornado publico recentemente o projecto de regeneração urbana da zona envolvente ao mercado municipal em Alcobaça.

O projecto pode ser conhecido aqui:
- Região de Cister
- Unir Alcobaça


O projecto na sua generalidade não me parece mau, mas fico no entanto com algumas dúvidas sobre certos ponto fundamentais que gostaria de partilhar e ver esclarecidas.

1 - Rua Eduino Borges Garcia (Praça João de Deus Ramos)
Segundo foi dado a entender, esta rua voltaria a ter os dois sentidos de circulação de modo a facilitar o tráfego entre as novas rotundas na Rua de Olivença e Rua Manuel da Silva Carolino e seria também alvo de alargamento.

No projecto isso não é visível nem o tão necessário alargamento do passeio, há muito reclamado. Recordo que esta é uma das artérias mais movimentadas em termos de peões.
Há também a questão das viaturas em 2ªfila aqui constantemente estacionadas e que caso a rua passe a ter dois sentidos vão congestionar fortemente toda a zona.

2 - Praça de Táxis
Para onde vai a praça de taxis?

3- Supressão de lugares de estacionamento
É visível a significativa diminuição de lugares de estacionamento numa zona onde o mesmo já é difícil actualmente. A grande maioria dos edifícios não possui garagens próprias e as pessoas precisam de solução. Também estamos conscientes que ninguém vai alugar um lugar de estacionamento no parque subterrâneo a preços proíbitivos. Veja-se a experiencia passada... Parques pagos encerrados...

4 - Jardim Escola João de Deus
Não vejo quaisquer facilidades para os pais que vão buscar os filhos ao Infantário. Falta de estacionamento/Locais para estacionamento temporário.

5 - Passeios estreitos na Rua Dr Brilhante
À semelhança do que foi referido para a Rua Eduino Borges Garcia, aqui também o passeio deveria ser alargado. Ainda com a agravante de os autocarros depositarem aqui grande quantidade de turistas.

6 - Perigo das Mini-Rotundas
Todos estamos conscientes da falta de eficácia das mini-rotundas, que nas horas de pico não conseguem escoar o tráfego da melhor forma. Veja-se o exemplo da rotunda do hospital e das filas criadas na rua de Olivença. Vamos criar mais duas?! Uma delas com um fluxo elevados de pesados de passageiros...

7 - Edifício do Mercado com mais serviços
Maior necessidade de aumentar o estacionamento, não diminuir...

8 - Falta de atractivos
Um espaço deste género precisa também de outros atractivos, como boas esplanadas, arte urbana, quiosques, etc.

João Silva Sagra-se Campeão Europeu de Sub-20

O turquelense João Silva ajudou Portugal a sagrar-se campeão europeu de sub-20 de hóquei em patins, competição que decorreu em Viareggio, Itália. Na final, a equipa das quinas derrotou a Itália, por 2-1. Portugal revalidou, assim, o título conquistado em 2008, em Hamm, na Alemanha.

O jogador do HC Turquel ajudou com dois golos Portugal a golear a Suíça no primeiro jogo da competição (13-2), para pouco depois ver a Holanda por contundentes 19-0, jogo no qual João Silva também bisou. Seguiu-se o empate com a Alemanha (4-4) e, nos quartos-de-final nova vitória expressiva, desta feita sobre a Inglaterra (8-2) com mais um golo do jovem de Turquel. Nas meias-finais, Portugal ultrapassou a França (6-1) e na decisão derrotou a Itália por 2-1. “Foi uma sensação única e espero voltar um dia a repetir. Sinto que estou com mais força e confiança para continuar a trabalhar”, confessou João Silva ao REGIÃO DE CISTER.
In Região de Cister

CDU Teme Que IC9 Possa Vir a Ser Pago?

A CDU teme que o futuro IC9, cujas obras já decorrem no concelho de Alcobaça há vários meses, possa vir a ser pago.
Rogério Raimundo alerta para o facto da mais recente legislação das SCUT abrir «essa possibilidade».
O vereador já questionou a maioria que governa a Câmara Municipal de Alcobaça sobre esta matéria.
A maioria PSD informou que remeteu o assunto para o departamento Jurídico da Câmara, que irá estudar a lei e investigar que esta permitirá a instalação de portagens na estrada que liga a Nazaré a Tomar, a exemplo do que acontece com as vias Sem Custos para o Utilizador (SCUT).

In Rádio Cister

- -
Mas o IC9 não tem apenas 1 faixa de rodagem em cada sentido? Assim sendo não tem perfil de auto-estrada e não podem ser cobradas portagens. Até ver...

Maiorga Promove “Dia Ecológico”

A Junta da Maiorga promove, esta terça-feira, o “Dia Ecológico”, evento que tem como propósito a sensibilização ambiental junto da população da freguesia.

O dia será preenchido por várias actividades e juntar-se-à também às comemorações do Centenário da República. Assim sendo, a Filarmónica da Maiorga irá tocar, às 10 da manhã, juntamente com outras 199 de todo o país, o hino nacional.

O objectivo deste “Dia Ecológico”, explica Rosa Domingues, presidente da junta é “sensibilizar a população” a adoptar hábitos ambientalmente correctos; encorajar o desenvolvimento de novos padrões de comportamento que sejam compatíveis com uma maior protecção do ambiente, em particular, com a protecção da qualidade do ar, através da redução do ruído e com a separação dos resíduos domésticos, entre outras medidas que promovam a redução do impacto da acção do homem sobre o ambiente o desenvolvimento sustentável.
In Rádio Cister

Município Comemora 100 Anos Da República Com Exposição


De 1 a 29 de Outubro, o Átrio da Biblioteca Municipal de Alcobaça recebe a exposição “Letras e Cores, Ideias e Autores da República”, no âmbito das comemorações dos 100 anos da implantação da República.

A partir de textos de autores que marcaram decisivamente a cultura humanístico-literária em Portugal no final do século XIX e início do século XX, a DGLB convidou dez ilustradores ( João Vaz de Carvalho, Afonso Cruz, Bernardo Carvalho, Marta Torrão, Teresa Lima, Rachel Caiano, Jorge Miguel, Carla Nazareth, Gémeo Luís, Alex Gozblau) a tratar plasticamente dez temas representativos do contexto social, político, cívico e cultural da época.

Uma exposição da autoria da DGLB – Direcção-Geral dos Livros e das Bibliotecas, em colaboração com a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, destinada preferencialmente às Bibliotecas Municipais, universidades, embaixadas, centros de língua portuguesa no estrangeiro, estabelecimentos prisionais e outras instituições culturais.

HORÁRIO: Segunda a Sexta-Feira: 10h00 às 18h00

www.alcobaca.pt/index.php?ID=141

sábado, 25 de setembro de 2010

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Petróleo No Oeste Só No Próximo Ano

A exploração de petróleo na região Oeste, cuja concretização chegou a ser avançada para este ano, foi adiada para 2011, disse ao Correio da Manhã Joe Berardo, parceiro da companhia canadiana Mohave Oil & Gas.

O atraso resulta da adaptação de tecnologia de poços direccionais e horizontais que deverão ser instalados numa primeira fase nos concelhos de Alcobaça e Torres Vedras, acrescentou o investidor.

Joe Berardo confirmou que "há petróleo em Portugal, o que falta é encontrar a solução mais económica para o extrair".

A Mohave Oil & Gas estima, numa avaliação mais optimista, a existência de reservas de 500 milhões de barris de crude no subsolo português. O valor destas reservas responde às necessidades do País ao longo de cinco anos. Na estimativa mais pessimista, serão 18,2 milhões de barris.

Segundo a Sed Strat Geoscience, o valor destas reservas oscila entre os mil milhões de euros e os 35 mil milhões de euros.

A empresa canadiana tem a concessão de quatro blocos de petróleo e gás natural em Portugal, numa área que se estende de Mafra até Alcobaça.

Após 16 anos de pesquisa em Portugal, a Mohave realizou um aumento de capital de 12,1 milhões de euros para financiar o arranque da produção comercial.

Numa primeira calendarização, a empresa previa que a perfuração dos primeiros poços, em Aljubarrota (Alcobaça) e em Torres Vedras, começasse em Maio.

Segundo as previsões da empresa, o arranque comercial da produção devia iniciar-se ainda este ano, sendo que o crude seria vendido à Galp ao abrigo de um acordo entretanto assinado.

A Mohave está em Portugal desde 1993, tendo investido mais de 40 milhões de euros na prospecção de petróleo e de gás. As quatro concessões que a empresa detém vigoram até 2015.

As prospecções efectuadas em Fevereiro de 2008 em Lapaduços, no concelho de Alenquer, indicam a existência de crude leve, ou seja, o petróleo de melhor qualidade.

APENAS UMA CONCESSÃO PARA EXPLORAR EM TERRA
De acordo com a Direcção-Geral de Energia e Geologia, estão assinados quatro contratos de concessão para exploração petrolífera em Portugal. A Mohave Oil & Gas explora a bacia Lusitânica desde o Cabo Mondego até Torres Vedras, sendo a única concessão que pode explorar recursos no mar e em terra. Já o consórcio Petrobras/Galp//Partex tem a concessão da bacia de Peniche, enquanto o consórcio Petrobras/Galp detém a licença na bacia do Alentejo. A exploração da bacia do Algarve está adjudicada à Repsol/RWE Dea.

POÇOS DIRECCIONAIS E HORIZONTAIS
Tecnologia criada em 1986 nos Estados Unidos e que representa neste país 10% dos poços instalados.

Uma vez fixado o ponto onde explorar o petróleo é introduzido no subsolo o equipamento de perfuração cuja trajectória é efectuada na horizontal.

Vantagens
- Produção é 6 a 7 vezes superior à de um poço vertical.
- Requer a perfuração de menos poços, pois vários campos podem ser explorados do mesmo ponto.
- Atinge locais inacessiveispara a perfuração vertical como zonas habitadas, salinas, bases de uma montanha ou terrenos instáveis.

In Correio da Manhã

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Cós - Actualização

Para que se perceba a gravidade da situação, com este recente furto, o número de vezes em que foram roubados os cabos de telecomunicações da freguesia de Cós ultrapassou o número de descargas ilegais e poluentes na Ribeira dos Milagres.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Aluno da AMA Entra em 1.º Lugar Numa das Melhores Escolas de Música do País

Philippe Trovão, aluno da Academia de Música de Alcobaça, entra em primeiro lugar numa das melhores escolas de música do país.

Aluno na Academia de Música de Alcobaça de Saxofone e natural da Vestiaria, Philippe Trovão entrou em primeiro lugar na Escola Superior de Música de Lisboa com a média de 17 valores.

A concorrência é forte e não é todos os dias que se consegue entrar numa das melhores escolas de música do país, mas Philippe Trovão, aluno da Academia de Música de Alcobaça (AMA), não só conseguiu o feito como o concretizou atingindo o primeiro lugar com a média de 17 valores. O dia de 8 Setembro ficará assim na memória do jovem estudante como uma das datas mais felizes da sua vida, um dia onde “o primeiro sentimento que surgiu foi de alegria e euforia”, isto apesar de ele garantir que “não tinha a certeza de que iria entrar, ainda mais em primeiro lugar.”

Saiba mais aqui.

Academia de Música de Alcobaça Integra Protesto

Academia de Música de Alcobaça integra grupo de trabalho que representa 26 escolas de música do Norte e Centro unidas contra os cortes nos apoios ao ensino da música ordenados pelo Ministério da Educação.

A Academia de Música de Alcobaça marcou presença numa reunião em Espinho com várias escolas de música do Norte e Centro do país onde foi decidido enviar uma nota à imprensa nacional e encetar um conjunto de acções no sentido de consciencializar os portugueses para a gravidade dos efeitos das medidas tomadas pelo Ministério da Educação.

Após o Ministério da Educação (ME) ter alterado as regras de financiamento no decurso do concurso para a atribuição de financiamentos (ver cronologia no interior do press-release e anexos), um grupo de 26 escolas do Norte e Centro, entre as quais está a Academia de Música de Alcobaça (AMA), uniu-se para denunciar a situação e chamar a atenção para as consequências das medidas tomadas. Estas podem levar as escolas da rede de ensino particular e cooperativo a não acolherem milhares de novos alunos já matriculados, o que resulta numa clara discriminação negativa dos alunos da rede privada relativamente à rede pública.

Saiba mais aqui.

Shame on You!!!

A terrinha está entregue às guerrinhas de cuscuvilheiras e oportunistas que não olham a meios, típico das pequenas aldeias... Tenham vergonha, cresçam e eduquem-se!

Salvem a terrinha enquanto ainda é possível...


António Maduro acusa Paulo Bernardino de mentir
António Maduro chama "rotundo mentiroso" a Paulo Bernardino por causa das afirmações do "investigador social", da Universidade de Salamanca, sobre um alegado "lóbi" para afastar Cecília Gil da direcção do Mosteiro de Alcobaça.
Para o historiador, a tese de que teria sido Rui Rasquilho a indicar o seu nome ao IPESPAR para ocupar o cargo no monumento cisterciense não passa de uma "infâmia".
Afirmando não conhecer Paulo Bernardino, acrescentando que não se relaciona com "pessoas vulgares", o professor universitário garante que, na sua vida profissional, sempre sujeitou o seu curriculum aos concursos públicos.
“Só alguém que gosta de cabalas é que diria uma infâmia dessas”, disse. "Parece que ele tem esse hábito", remata António Maduro.
O historiador conta que recebeu "mensagens vergonhosas" no âmbito desta história e que só reage publicamente porque ainda pais vivos, acrescentando que "quem não se sente não é filho de boa gente".
Rui Rasquilho, também visado pelas afirmações de Paulo Bernardino, prefere não comentar.
Depois da demissão de Cecília Gil de Directora do Mosteiro de Alcobaça, e a sua substituição interina por Jorge Pereira de Sampaio, Paulo Bernardino, antigo dirigente do CDS de Alcobaça, veio a público falar em pressões para a ocupação de lugares de topo do Mosteiro de Santa Maria.
Influências que, segundo este, teriam determinado o afastamento precoce de Cecília Gil do cargo de Directora do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça. Paulo Bernardino felicitou, na altura, publicamente, o responsável pelo IGESPAR que teria recusado nomear António Maduro, alegadamente apoiado por Rui Rasquilho, como substituto de Cecília Gil.

In Rádio Cister

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Já é Anedótico...

Cós Novamente Sem Telecomunicações
Os habitantes da freguesia de Cós voltaram esta semana a ficar sem telefones, internet e televisão, devido a mais um furto de fios de cobre.

Estes episódios repetem-se frequentemente, ao ponto de o presidente da Junta de Freguesia, Álvaro Santo, afirmar que “todos os sábados, as pessoas ficam sem comunicações até meio da semana seguinte”, dando como exemplos os casos que aconteceram nas duas últimas semanas. Em ambos os casos, os habitantes e empresas da freguesia ficaram privados de telefone, internet e televisão por cabo entre sábado e a quarta-feira seguinte.

Recorde-se que estes furtos levaram o autarca a, recentemente, elaborar um abaixo-assinado que entregou à Portugal Telecom (PT). Já passaram várias semanas, mas a resposta ainda não chegou.

Este último caso de furto de fios de cobre fez aumentar as reclamações, por parte de particulares e empresas, à Junta de Freguesia, uma das quais a recém aberta farmácia de Cós, que se queixou de estar a ser fortemente prejudicada, uma vez que sem linhas telefónicas, também os terminais de pagamento por Multibanco deixam de funcionar.

Álvaro Santo lembra também o caso dos moradores de Cós que são subscritores de serviços de televisão por cabo. Estes consumidores são também bastante prejudicados, já que ficam impedidos de aceder ao serviço contratado, na maioria das vezes televisão, internet e telefone, apesar de terem de continuar a pagar as respectivas facturas mensais.

In Rádio Cister

- -
No meu tempo havia polícia para prender estes artistas...

CisterMúsica 2011 Vai Dedicar-se a Inês de Castro

A próxima edição do CisterMúsica vai debruçar-se sobre a transladação dos restos mortais de D. Inês de Castro.

A organização do Cistermúsica classificou a 18ª edição, como uma "das melhores de sempre em termos de participação do público".

Sobre os custos com a organização, que atingiram os 110 mil euros, o director artístico do festival, Alexandre Delgado, adiantou que “foram muito bem aproveitados”, em parte, devido às parcerias com outras orquestras.

Sobre as suas declarações à imprensa da necessidade de mais dinheiro para o Cistermúsica trazer as chamadas "estrelas mundiais", Alexandre Delgado explica que não estava a fazer qualquer exigência, mas sim uma constatação. "No momento que atravessamos, isso nem sequer é prioridade", disse o compositor.

A próxima edição do Festival vai abordar os 650 anos da transladação de Inês de Castro de Coimbra para Alcobaça, através de obras sobre aquela que foi "coroada rainha depois de morta". Segundo o compositor, vão ser utilizadas várias óperas. Existem 18 sobre o tema inesiano.
In Rádio Cister

Reabertura do Museu da Raul da Bernarda

O presidente do executivo de Alcobaça apelidou de “momento histórico” a reabertura do Museu da Raul da Bernarda, no passado dia 20 de Agosto.

O espaço, que está a mostrar uma exposição de vestidos do antigo Rancho do Alcoa, abriu portas pela primeira vez desde que foi adquirido pela Câmara Municipal.

O processo começou quando se deu a falência da empresa de cerâmica Raul da Bernarda (RB). Na altura, a autarquia, então presidida por Gonçalves Sapinho, negociou com a família ficar com o espólio do museu, evitando-se que se perdesse entre os bens que integrariam a massa falida. Mais tarde, já com o actual elenco camarário, liderado por Paulo Inácio, negociou-se a compra do imóvel. Estes dois processos permitiram a Alcobaça poder abrir aquele que é actualmente o único museu municipal existente no concelho, uma vez que o Museu do Vinho em Alcobaça continua encerrado ao público.
In Rádio Cister

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Francisco Peças "Arrasa" nos Estados Unidos

Está em LUDLOW, com vários espectáculos, diz: "ESTOU A ARRASAR!!!"
Regressa a 3 Set e a 4 estará actuar em Nelas.
In Unir Alcobaça

Se Não Fosse Tão Triste Até Dava Vontade de Rir

Requalifição da Praia da Legua
A Câmara Municipal de Alcobaça (CMA) pretende voltar a discutir sobre a requalificação da Praia da Légua, na freguesia de Pataias.

O projecto já tinha sido aprovado pelo anterior executivo, então liderado por Gonçalves Sapinho e apresentado, em Julho de 2009, na presença do então Secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, João Ferrão.

Tratava-se de um projecto “futurista”, a construir a partir de 2011, e que, para além da consolidação da arriba, contemplava a regularização dos acessos rodoviários e também a criação de apoios de praia, passeios pedonais, um posto de vigilância e de informação e ainda de 34 lugares de estacionamento, num investimento total de 1,3 milhões de euros, dos quais 75% seriam comparticipados através do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).

A própria localidade da Légua também seria intervencionada, nomeadamente através da construção de uma zona de estar e lazer e de uma dúzia de lugares de estacionamento, no Largo Armando da Silva Figueiredo.

Todavia, o projecto não conheceu grandes desenvolvimentos na Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional (CCDR) de Coimbra (Centro) e Administração da Região Hidrográfica do Tejo.

Por esse motivo, o executivo, que mudou de elenco em Outubro de 2009, deverá levar o assunto em breve à reunião de Câmara, de forma a dar-lhe uma nova legitimação política, assim como enviar à CCDR do Centro o novo pedido de candidatura.

In Rádio Cister

- -
Se não vejamos: Tratava-se de um projecto “futurista”...
Projecto futurista???
- Regularização dos acessos rodoviários
- Apoios de praia
- Passeios pedonais
- Posto de vigilância e de informação
- 34 lugares de estacionamento

34 Lugares de estacionamento??? 34??? Numa praia???
Fazer passeios, apoios de praia??? Futurista???

Se isto é um projecto futurista, vou ali e já venho... Daqui a muitos anos...

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Músico Sérgio Carolino Convidado a Integrar a Filarmónica de Israel

É um convite prestigiante para o músico português Sérgio Carolino. o tubista foi desafiado a integrar a filarmónica de Israel. Uma orquestra de referência internacional dirigida por Zubin Metha. Em declarações à agência Lusa, Sérgio Carolino manifestou a satisfação por este convite, como nos conta a jornalista Susana Barros.

Abraço à Baía de São Martinho do Porto Agradeceu Trabalho de Despoluição

O tradicional abraço à baía de São Martinho do Porto, em Alcobaça, na tarde de ontem, teve como objectivo agradecer o trabalho de despoluição já realizado e encorajar as autoridades a terminar o que falta.
"O abraço é um agradecimento pelo trabalho já realizado no âmbito da despoluição da baía de São Martinho do Porto e para encorajar a terminar o que ainda está por fazer, que é o caso do tratamento dos efluentes suinícolas", explicou hoje à agência Lusa o presidente da Associação Verão de São Martinho, Manuel Vale Domingues.
O abraço começou em 1999, para alertar para a necessidade de despoluição da baía, e determinou, um ano depois, a criação da associação, que se dedica também a realizar outros eventos naquela praia.
"Nós abraçamos o que gostamos e gostamos da baía. Como achávamos que a água na baía não estava em condições, pretendíamos sensibilizar as autoridades para a importância do tratamento dos efluentes domésticos e industriais", adiantou Manuel Vale Domingues, referindo um conjunto de investimentos efectuados nos últimos anos nesta área, de que destacou a estação de tratamento de águas residuais (ETAR) local.
Embora reconheça que em matéria de despoluição houve grandes avanços em São Martinho do Porto, o dirigente considera, contudo, que continua a justificar-se o abraço gigante à baía - no qual participam a população local, veraneantes e entidades - porque a iniciativa "é, sobretudo, para sensibilizar".
"O que pedimos agora é que termine, quanto antes, a construção da estação para tratar os efluentes das suiniculturas", declarou, explicando que esta obra, em curso, é da responsabilidade da Trevoeste.
O presidente da Junta de Freguesia de São Martinho do Porto, Joaquim Clérigo, faz o mesmo pedido, manifestando ainda o desejo de que a praia possa ser candidata ao galardão Bandeira Azul.
Joaquim Clérigo salientou também o carácter "simbólico" do abraço que admitiu ser já uma "marca" da freguesia.
A iniciativa teve o apoio da Águas do Oeste, empresa responsável pelo Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e de Saneamento do Oeste, onde se inclui São Martinho do Porto.
In Diário de Leiria

Requalificação do Litoral é Prioridade do Governo

A secretária de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades disse, sexta-feira em Alcobaça, que a requalificação do Litoral é uma "prioridade" do Governo, defendendo a necessidade de "rigor" nas intervenções na orla costeira devido à sua especificidade.
"Estas intervenções são essenciais fazê-las com grande rigor porque é um território com especificidades que têm que ser atendidas", afirmou Fernanda do Carmo na inauguração da primeira fase das obras de requalificação da praia de Paredes de Vitória, em Alcobaça, que permitiu a recuperação ambiental das dunas sobre a arriba.
Os trabalhos, iniciados em 2007, estão orçados em 1,5 milhões de euros e incluíram a reabilitação da frente de mar, a recuperação ambiental da zona envolvente e a requalificação do aglomerado urbano.
A governante assegurou que "estas intervenções são para continuar e são, efectivamente, uma prioridade dentro do ministério e dentro do Governo", reconhecendo, ainda, que os investimentos no Litoral são, também, uma prioridade das autarquias.
"As condições que estas zonas oferecem são fundamentais quer para a qualidade de vida das pessoas, quer para o tal desenvolvimento local", observou, prometendo disponibilidade total para colaborar com o município de Alcobaça na requalificação da sua costa.
A secretária de Estado acrescentou que uma política neste sector deve ter em atenção três vectores, um dos quais passa por atender ao facto de que o "Litoral é um território que tem um equilíbrio frágil e uma dinâmica muito complexa", exemplificando com as consequências do último inverno na orla costeira.
Fernanda do Carmo realçou igualmente a presença no Litoral de "recursos e valores naturais que são fundamentais e que obrigatoriamente temos que os preservar", admitindo, por outro lado, como terceiro vector, que estas "são áreas de grande atractividade para as populações" e de "grande interesse" para a actividade económica.
"É no equilíbrio destas três questões que as nossas intervenções são programadas", assegurou, elogiando a parceria, que classificou como "fundamental", entre os vários organismos com competências no Litoral e prometendo a sua continuidade noutras praias do concelho de Alcobaça.
Também o presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Paulo Inácio, destacou o resultado da parceria e a "oportunidade" que constitui o investimento na praia de Paredes de Vitória para a sustentabilidade ambiental.
"Quando há o casamento de vontades, o sonho surge e a obra conclui-se", declarou Paulo Inácio, lembrando à governante que o município tem "mais ambições" para a zona, uma das quais passa pela instalação de um campo de golfe na mesma freguesia de Pataias.
A secretária de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades inaugurou depois, em Alcobaça, a Feira de São Bernardo, mostra de actividades económicas e de artesanato, cuja abertura, sexta-feira, coincidiu com o feriado municipal.
In Diário de Leiria

Uma Grande Ideia...

Parques de Acolhimento para Autocaravanas
A CDU defende a criação de três parques de acolhimento, no concelho de Alcobaça, para as autocaravanas.

Rogério Raimundo dá como exemplo o cada vez maior número deste tipo de veículos que procura a marginal de São Martinho do Porto, uma vez que não existe um espaço específico para estacionar.

Segundo a proposta do vereador da CDU, as freguesias de Pataias, São Martinho do Porto e Alcobaça seriam as que ficariam dotadas de um parque de estacionamento para as autocaravanas, uma forma de turismo cada vez mais utilizada por quem visita o concelho e que tem registado um largo “crescimento a nível mundial”.

Para tal, bastaria que a autarquia de Alcobaça estabelecesse um protocolo com a Associação Nacional de Autocaravanismo, entidade que tem realizado um trabalho com outras autarquias, no sentido de se encontrar os locais mais adequados para o parqueamento deste tipo de veículos de lazer.
In Rádio Cister

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Baile Chitas | 21 Agosto | São Martinho do Porto | ALCOBAÇA SUMMER NIGHTS

Secretária de Estado inaugura 1ª fase da Requalificação de Paredes da Vitória

As comemorações das Festas da Cidade e do Concelho de Alcobaça iniciam-se esta sexta-feira, dia 20 de Agosto, Dia de São Bernardo. O início da visita promovida pela autarquia está marcado para as 9h30, frente aos Paços do Concelho, e percorrerá, da parte da manhã, as freguesias de Alcobaça e Benedita. Depois do almoço segue-se a inauguração da 1.ª fase da Obra de Requalificação de Paredes da Vitória, na Freguesia de Pataias, com a presença da secretária de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, Fernanda Maria Rosa do Carmo Julião. A partir das 16h, está agendada a inauguração da Feira de São Bernardo, já na cidade de Alcobaça, terminando o roteiro no Largo do Cruzeiro, na vila de São Martinho do Porto.
[Ler mais, no Tinta Fresca]

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Alcobaça, Que Futuro?!

Alcobaça, outrora uma vila cheia de vivacidade, de dinâmica e bastante atractiva no contexto nacional é hoje uma cidade decadente, triste e que vai definhando numa tentativa de se manter viva. A indústria morreu, o comercrio segue as mesas pisadas e não fossem alguns serviços há muito a tão indesejada tragédia já seria realidade.
Mas o fim não está longe...

Nas últimas décadas vimos assistindo a um desertar da nossa juventude, das nossas gentes, de pessoas promissoras e que muito podiam dar à nossa terra. A situação foi-se agravando e chegou ao extremo de a quase totalidade dos jovens abandonarem a nossa terra. A minha geração por exemplo, sumiu de Alcobaça.
Lembro-me de há uns bons anos atrás, quando eu e os meus colegas nos começámos a aperceber deste fenómeno, termos uma boas e interessantes discussões sobre o assunto e as conclusões batiam sempre no mesmo... O que será desta terra daqui a uns anos quando todos os que têm potencial se forem? Arrepiavamo-nos de pensar nesse longínquo mas real futuro e roíamo-nos de preocupações.
Infelizmente esse dia chegou e vivêmo-lo agora...

Os filhos da terra partiram e levaram com eles o futuro de Alcobaça. Hoje temos alcobacenses espalhados pelas maiores empresas do mundo e com posições de destaque. Temos alcobacenses em universidades conceituadas e à frente de grandes negócios, alcobacenses dos quais nos podemos orgulhar e que com imensa pena os vimos partir. E com isto uma grande certeza, nenhum deles voltará! Em parte porque são pessoas ambiciosas e que querem mais do que Alcobaça lhes pode dar, em segundo porque sentem que a sua terra está a morrer e não querem assistir ao seu funeral.

Depois é ver o que ficou, e com isso entender o que se está a passar e para onde caminha o destino de um dos concelhos que já foi dos mais ricos do país. Entender o porquê de ser tudo tão amador, tão pouco eficaz e fora da realidade actual. Que esperiência de vida têm tido os nossos autarcas e que provas dadas tiveram? Que experiência de gestão de um município ou de uma freguesia podem ter pessoas que nunca saíram da sua terra e que nunca tiveram qualquer experiência ou qualquer formação na área? Que futuro podem delinear pessoas quando os seus horizontes não passam as linhas de fronteira do nosso concelho e se continuam a basear em ideologias retrógradas e nada ajustadas ao mundo actual? Posso estar a parecer muito radical, mas acreditem que não e que isto tem muita influência.

Alcobaça está à deriva. Alcobaça não tem um plano, não tem objectivos e não sabe o que quer. Não há um único projecto de futuro em nenhuma das áreas estruturais. O nosso concelho não sabe que indústria quer e em quê apostar. Não sabe em que tipo de turismo investir e que infra-estruturas criar. Não faz ideia do que fazer com a agricultura e muito menos de que se trata o ordenamento do território. É o caos... Tudo é feito em cima do joelho, à mercê do que envia mais fundos, mais subsídios... Ora queremos ser um concelho rural ora uma região urbana, dependendo do lado a que acenam os euros... Assim não se vai a lado nenhum e só se adiam os problemas.

Não existe uma política de transportes, não se percebem as vantagens de uma Linha do Oeste reabilitada ou de que o futuro de toda a região oeste passa por uma A8 sem portagens e pela aproximação a Lisboa.

Actualmente creio que nos devemos todos sentir envergonhados do estado deplorável em que se encontra o nosso concelho. Estradas num estado deplorável, bermas sujas e cheias de mato, passeios em mau estado e inexistentes em muitos locais, espaços mal cuidados, obras inacabadas um pouco por todo o lado, intervenções mal planeadas, enfim, tudo com um aspecto de grande desleixo e que deixa uma péssiam imagem.

É inaceitável que a C.M.A., o maior empregador do concelho com os seus 450 funcionários não consiga encontrar no mínimo 2 ou 3 para criar uma equipa de limpeza para as bermas das estradas, mais outros tantos para a conservação dos passeios e alguns para outro tipo de reparações. É ridículo termos chegado ao ponto de se deixar degradar tudo até ao limite para depois se lançarem empreitadas de requalificação ao invés de se manter uma eficiente política de conservação. É também inaceitável que não se fiscalizem devidamente as obras, que continuem a aparecer novas estradas em que as sarjetas e tampas dos esgotos estejam desniveladas às vezes 10cm, em que passadas algumas semanas já hajam buracos e lombas, e onde os buracos são tapados da mesma forma que há 30 anos atrás ficando sempre uma enorme elevação de alcatrão de péssima qualidade. Se não o sabem fazer, que aprendam com quem sabe, que recebam formação.

Há muitos municípios com estes cuidados, com gosto em fazer bem e em apresentar um espaço publico agradável. Aqui faz-se por fazer, para dizer que se faz e sem o mínimo brio.

Como é possível que se requalifique uma das maiores praias do concelho e depois não se criem condições para os visitantes nem se criem regras para manter o que foi feito? Porque raios não se fazem de uma vez parques de estacionamento em condições e de grande capacidade nas nossas praias? E porque se deixa estacionar em cima de passeios acabados de fazer ou noutros locais onde não deveria ser permitido?

Para fazer que se faça bem, com gosto e com vontade!

Depois são as ideias iluminadas que vão surgindo como que a mostrar que se pensa no futuro mas que depois de espremidas não deitam nada, como a do novo hospital no Mercoalcobaça, alguns parques temáticos e campus sabe-se lá de quê. Estando-se minimamente consciente da realidade e tendo-se o mínimo de bom senso não se lançam tristes ideias como estas.

Mas desenganem-se aqueles que apenas apontam o dedo aos governantes e classe política, pois os todos estes problemas são também extensíveis à restante comunidade e todo o sector privado. Muito poucos foram aqueles que se consequigram adaptar aos novos tempos, poucas foram as empresas que realmente fizeram por sobreviver ou os comerciantes que se ajustaram aos mercados actuais. A indústria faliu, o comercio segue o mesmo caminho e apenas alguns serviços se vão aguentando e não por muito mais tempo. Não havendo emprego, não se gera riqueza e tudo morre.

Há quem vá apontando o dedo a tudo e a todos, há quem passe todo o tempo à procura de bodes espiatórios em tentativas frustradas de encontrar culpados para todos os problemas. Mas ninguém olha para dentro e para o cerne da questão, para o que realmente se está a passar e principalmente ninguém assume as suas próprias deficiências. Passe-se o que se passar, no final a culpa é sempre dos outros, é sempre da Câmara...

Este é um retrato negro do que se passa em Alcobaça e um retrato que infelizmente é real. Os anos foram passando e infeliamente nada se fez para inverter esta tendência negativa.

Hoje é tarde, o barco partiu e os alcobacenses ficaram a ver...

Mário Bernardes, 2010/08/13

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Alcobaça em Destaque, Pelo Pior

Construção de empreendimento põe em risco arriba na praia da Pedra do Ouro
Moradores da zona recorreram do licenciamento de urbanização junto à costa para tribunal. Câmara de Alcobaça aguarda por decisão judicial que possa contrariar direitos adquiridos.
A construção de 32 fogos a cerca de 50 metros do mar, na praia da Pedra do Ouro, concelho de Alcobaça, pode provocar a derrocada da arriba, alerta o presidente da Oikos, Nuno Carvalho. A obra está licenciada desde 2004, mas o ambientalista entende que a autarquia devia rever a sua posição.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

“Rabiscuits” - Mostra de Arte Experimental Passa a Bienal

A já famosa Mostra de Arte Experimental de Alcobaça "Rabiscuits" não irá ter edição este ano, passando assim a ter frequencia bienal.

Segundo os responsáveis, "Após reflexão e vontade de melhorar e credibilizar o nosso projecto, decidiu-se que a mostra se iria transformar em Bienal de arte experimental. Posto isto, vimo-nos obrigados a não fazer a edição deste ano para que possamos fazer a fantástica edição de 2011 sempre com o espírito que é característico ao Rabiscuits. Continuamos a contar com as vossas criações artísticas para a contribuição de uma Bienal em crescimento".

http://rabiscuits.blogspot.com/

Academia de Música de Alcobaça e ESDICA Abrem Inscrições Para Cursos Profissionais de Música e Dança

Iniciativa inédita no concelho tem como o objectivo angariar futuros alunos para os cursos de Instrumentista de Sopro e de Percussão, Instrumentista de Cordas e de Tecla e Intérprete de Dança Contemporânea.



A Academia de Música de Alcobaça (AMA), numa parceria com a Escola Secundária D. Inês de Castro (ESDICA), têm abertas as inscrições para Cursos Profissionais de Música e Dança, previstos para o ano lectivo de 2010/2011. Trata-se de uma iniciativa inédita no concelho e no terreno já estão diversas campanhas de publicidade e promoção, nomeadamente rádio e imprensa, com o objectivo de angariar futuros alunos.

Mais informações podem ser obtidas junto dos seguintes telefones:
262 597611
96 2543544

ou ainda em: http://www.academiamalcobaca.com/

Contactos
Gabinete de Comunicação
Academia de Música de Alcobaça

Rua Frei António Brandão
38/44, R/C, Loja Direita
2460-047 Alcobaça
Tel: 262 597 611
Fax: 262 597 613
Tlm: 96 254 35 42
Mail: press@academiamalcobaca.com



Escola
Academia de Música de Alcobaça
Rua Frei António Brandão

50-52
2460-047 Alcobaça
Apartado
Academia de Música de Alcobaça
Apartado 530
2460 Alcobaça
Tel: 262 597 611
Fax: 262 597 613
Tlm: 96 254 35 44 / 42
Mail: geral@academiamalcobaca.com



Horário de Atendimento
Segunda a Sábado
10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00

Feira de S. Bernardo 2010


A festa do Concelho é a festa de todos. Este é o simbolismo da Feira de São Bernardo, todos os anos celebrada a 20 de Agosto, feriado municipal. É já considerada uma marca na região e a prova de que a tradição ainda é levada muito a sério. O MercoAlcobaça volta a receber um inúmero conjunto de actividades, que vão para além das provas desportivas, actividades rurais (como a vacada), a equitação, os expositores de artesanato, a exposição das empresas da região e do País, a animação musical e muito mais. De 20 a 24 visite a festa do Concelho.

Mais Informação

Aljubarrota Medieval


COMEMORAÇÕES DA BATALHA DE ALJUBARROTA
Quatro dias de recriação da época Medieval. Traga o seu fato e venha divertir-se entre as ruas estreitas de Aljubarrota de 12 a 15 de Agosto. Indumentárias e cenários apropriados, tavernas com deliciosas refeições, animação musical, jogos épicos, acampamento militar, rábulas teatrais, ceia medieval, entre muitas outras actividades. O convite está lançado.

Feira Medieval com artífices; feiticeiras e cartomantes; mouraria; armas de madeira, grinaldas, cerâmica, tecelagem, bordados, calçado, pão da padeira, mel, licores, compotas, produtos hortícolas, fogaças e muito mais!

Mais Informação

Cós Pede Alternativas à Rede Aérea de Comunicações

Os sucessivos roubos dos fios de cobre estão a preocupar a Junta de Freguesia de Cós que pede uma alternativa aos cabos aéreos que voltaram a ser alvo dos ladrões.

Os furtos têm afectado as comunicações de toda a freguesia mas também os negócios do Parque Industrial.

O presidente da Junta, Álvaro Santo, afirma que “só este ano contou mais de dez casos de furtos”, tendo o último acontecido no passado fim-de-semana.

O autarca organizou, entretanto, um abaixo-assinado, destinado à PT, a pedir alternativas aos cabos aéreos, estando, neste momento, a aguardar resposta.

“Os furtos acontecem com grande facilidade”, relata o autarca, dando como exemplos os dois caso de furto que ocorreram no espaço de apenas três dias.

"Depois de um roubo de fios de cobre ter cortado novamente as ligações telefónicas e da internet, os técnicos da PT foram instalar uma nova ligação no sábado, mas na segunda-feira seguinte os fios já tinham sido, novamente, roubados", disse.

In Rádio Cister
- -

Que assaltantes responsáveis por roubos esporádicos e variados sejam difíceis de apanhar, isso ainda se entende... Agora roubos repetidos no mesmo local...

Cistermúsica Ultrapassou os 4500 Espectadores

O XVIII Festival de Música de Alcobaça, Cistermúsica , que se realizou de 30 de maio a 31 de Julho, ultrapassou os 4500 espectadores, anunciou a organização. A temática escolhida este ano para o Cistermúsica pelo compositor Alexandre Delgado, director artístico do certame, foi “a literatura e a música”, tendo-se realizado 15 concertos no programa principal.
In Rádio Cister

Linha do Oeste: Petição Atinge as Quatro Mil Assinaturas

O Bloco de Esquerda (BE) considera cumpridos os objetivos de recolha de assinaturas da petição para a discussão no Parlamento da modernização e requalificação da Linha do Oeste, disse à Lusa O deputado Heitor Sousa.

«Estamos praticamente no objetivo das quatro mil assinaturas, com 3950 já contabilizadas e ainda por contabilizar algumas recolhidas em Peniche e Torres Vedras» afirmou o deputado bloquista que nas últimas semanas efetuou ações de recolha de assinaturas em várias praias do Oeste.

A «Petição pela requalificação e modernização da infraestrutura e pela introdução de um serviço ferroviário de qualidade na Linha do Oeste» foi lançada pelo BE, mas assume-se como um documento supra partidário que conta entre os promotores representantes do PS, PSD E CDS-PP.
In Rádio Cister

Património Cisterciense – As Frutas de Alcobaça

Os monges cistercienses acarinharam a fruticultura. O profundo amor com que tratavam os seus pomares de laranjeiras doces e pessegueiros explica que para os designarem utilizassem a singela expressão de “jardim”, numa clara alusão ao paraíso celestial. A exploração agrícola das Granjas monásticas reservava um espaço para as árvores de fruto. Mesmo nas granjas de solos mais inóspitos, privados de águas de nascente e cravejados de pedra, as fruteiras marcavam posição.

Parque dos Monges

Da Quinta das Freiras de Cós até ao parque temático dos nossos dias.
Foi Bernardo Pereira de Sousa, que adquiriu nacionalidade portuguesa em 1836 (casado com Francisca Jacinta Pereira, filha de João Pereira Gomes, homem de avultada fazenda em terras do Maranhão-Brasil) que deteve, por título de compra e herança, entre outras propriedades e meios de produção outrora afectos ao Mosteiro de Alcobaça, a Quinta das Freiras de Cós (Chiqueda).

quarta-feira, 28 de julho de 2010

S.M. do Porto - Mais Uma Machadada no Nosso Património

Mais um pouco da identidade da nossa S. Martinho do Porto que vai caír por terra. Não se compreende como não existem mecanismos de protecção deste tipo de imóveis...

Perde a nossa bela vila, perde o nosso país e perdemos todos nós.

Que será daqui a uns anos quando a vila se reduzir a um simples amontoado de caixotes "Pato Bravo Style"?

1.ª Eliminatória dos Sons do Baça Arranca Este Sábado


É na Praia de Paredes da Vitória que vai decorrer a 1.ª eliminatória do 1.º Concurso de Música Sons do Baça. Marque na agenda, Sábado, 31 de Julho, às 22h30.
Entrada Livre.

http://www.cm-alcobaca.pt/page.php?ID=12096

http://sonsdobaca.blogspot.com

Alcobaça: "NOITES DE MÚSICA & TRADIÇÃO"

FRENTE AO MOSTEIRO
31 JULHO 22H ZONA ENVOLVENTE AO MOSTEIRO

Festival Folclore Casais da Vestiaria com:
Rancho Folclórico da Faifa, Rancho Folclórico de Fradinhas – Gondomar, Rancho das Fazendas de Almeirim, Rancho Folclórico Flores do Baça – Casais da Vestiaria

- -
PAREDES DA VITÓRIA
1 DE AGOSTO 19H00

Rancho Folclórico de Mira Serra

AEROBICA NA PRAIA
Sábados e Domingos às 18h00 (durante os meses de Julho e Agosto).
Participe!

http://www.cm-alcobaca.pt/page.php?ID=11792

Cistermúsica 2010

XVIII Festival de Música de Alcobaça
30 Maio a 31 Julho

Música e Literatura

- -
Orquestra Metropolitana de Lisboa
31 de Julho | Sábado | 21h 30
Cine-Teatro de Alcobaça


Cistermúsica encerra com Orquestra Metropolitana de Lisboa em concerto que inclui obra juvenil de Alice Vieira e narração do actor e encenador Luís Miguel Cintra

Vai ser um dos momentos altos do Festival de Música de Alcobaça, mas também o último, o concerto de encerramento da mais ambiciosa edição de sempre do Cistermúsica traz-nos a Orquestra Metropolitana de Lisboa num espectáculo que resume na perfeição o lema que o acompanhou durante dois meses de duração: “Música e Literatura”

Dia 31 de Julho, sábado, pelas 21h 30, no Cine-Teatro de Alcobaça, o Cistermúsica 2010 conhece um dia de grandes emoções: a Orquestra Metropolitana de Lisboa sobe ao Grande Auditório daquele espaço para interpretar obras de Mendelssohn, Ravel, Debussy e uma peça recentemente estreada do compositor português Eurico Carrapatoso, projecto que resultou de uma colaboração com a escritora juvenil Alice Vieira e será narrada ao vivo pelo actor e encenador Luís Miguel Cintra.

- -
Jue Wang
30 de Julho | Sexta | 22h
Claustro D. Dinis | Mosteiro de Alcobaça


Toca desde os 10 anos de idade e é um dos pianistas mais activos do mundo: Jue Wang actua no penúltimo dia do Cistermúsica

Venceu alguns dos concursos mais importantes de piano, actua nos mais relevantes palcos do mundo e é desde tenra idade um verdadeiro fenómeno do piano: chega agora ao Festival de Música de Alcobaça para acender a alma de mais uma noite mágica no Claustro D. Dinis no Mosteiro de Alcobaça

O Cistermúsica 2010 apresenta no próximo dia 30 de Julho, sexta, pelas 22h, no Claustro D. Dinis no Mosteiro de Alcobaça, um recital de piano pelo músico chinês Jue Wang, um dos mais proeminentes e activos pianistas da actualidade, que desde os 10 anos de idade se tem destacado no seu país de origem como um dos mais talentosos artistas da jovem geração.

www.cistermusica.com
- -

Torneios Xadrez Aljubarrota - 14 e 15 Agosto

Realizam-se nos próximos dias 14 e 15 Agosto os:
- II Torneio Aberto Nocturno Xadrez Medieval - 14 Agosto
- III Torneio Aberto Xadrez Medieval - 15 Agosto

Regulamentos em http://axbenedita.blogspot.com

sábado, 24 de julho de 2010

Fortes Possibilidades de Sucesso Para Candidatura do Sistema de Rega da Cela

O Ministro da Agricultura afirmou esta terça-feira em Alcobaça que se a candidatura à modernização do sistema de rega dos campos da Cela for consistente, dificilmente ficará sem verbas dos fundos comunitários.

A candidatura, que é elaborada pelo próprio Ministério da Agricultura, já foi aceite, mas a decisão final será sempre técnica e não política, pelo que só um bom projecto é que garantirá o sucesso do pedido de apoio à Comunidade Europeia.

António Serrano não garantiu que o projecto seja contemplado com as verbas do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER), mas lembrou que o mesmo vai ter mais do que uma oportunidade para obter os fundos da Europa. Esta possibilidade deve-se ao facto de “muitos investimentos que já estão contratados acabarem por não ser executados”. Ou seja, explica o ministro, “vamos ter sempre reserva de manobra em termos de investimentos financeiros para poder reafectar projectos com mérito”, e que numa primeira fase não conseguiram aceder ao PRODER.

Se o projecto da Cela tiver mérito, “uma boa candidatura que demonstre, de facto, qualidade face a outras”, então, se ainda não tiver sido contemplada, existem fortes possibilidades de obter fundos através da “redistribuição de verbas no âmbito da reprogramação que é feita sempre nos quadros comunitários”.

Apesar de haver uma “procura muito elevada e do Estado não ter capacidade de resposta para todos os pedidos”, o Ministro da Agricultura garante que “a regadia é muito importante para o país”, uma vez que “não se pode ter uma agricultura moderna sem água”.

O governante lembrou ainda que o “regadio público” é um empreendimento “muito caro” e “moroso”, dando como exemplo o inicio da construção, esta quarta-feira, do “último bloco” do sistema de Cova da Beira, uma obra que foi iniciada há já cinquenta anos. Em média, cada hectare de regadio custa 2500 euros ao Estado.

Associação de Regantes diz que modernização é urgente
Por parte da Associação de Regantes da Cela, Arménio Sousa Antunes lembrou que a modernização do sistema é vital para a agricultura e fruticultura local.
O presidente da associação lembra que o sistema tem já 70 anos de utilização e que as rupturas das linhas de água são cada vez maiores, tornando irregular a sua eficácia.

“Nós vamos sempre tentando resolver os problemas”, mas se a “rega não for modernizada entretanto, no futuro deixará de ser economicamente viável a sua recuperação”.

Refira-se que o PRODER tem já aprovada uma verba superior a 78 milhões de euros que serão exclusivamente utilizados na “sustentabilidade” dos Regadios Públicos existentes.
In Rádio Cister

Mosteiro de Alcobaça ‘Brinca’ Com Miúdos e Graúdos

As férias já chegaram e o Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça não se esqueceu das crianças e dos jovens. Até ao final do próximo mês, miúdos e graúdos podem passar os tempos livres de uma forma lúdica e pedagógica no monumento Património da Humanidade.

Ministério Aadmite Entregar Acervo do Museu do Vinho à Câmara de Alcobaça

A reabertura do Museu do Vinho em Alcobaça está mais próxima. Esta terça-feira, durante uma visita ao concelho, o ministro da Agricultura mostrou disponibilidade para acertar com a Câmara a cedência do acervo museológico. Mais difícil será a passagem das instalações físicas para o município, dado que, por questões legais, o Estado não pode ceder património sem contra-partidas financeiras, sendo necessária a concordância da Direcção-Geral do Tesouro para essa operação.

A Cultura do Arroz nos Campos de Alcobaça

A cultura do arroz aporta a Portugal, provavelmente, pela mão dos árabes. Frei Francisco Brandão refere que no reinado de D. Dinis ainda se semeava o arroz. A interrupção desta cultura confinada a áreas palustres ter-se-á devido a uma inaptidão do mundo rural para lidar com o regadio, assim como às incessantes flagelações da população com a malária. Na sua “Memória Histórica sobre a Agricultura Portuguesa…”, José Veríssimo Silva testemunha o longo esquecimento dos arrozais na lavoura nacional.

BLACK DOG WILLY em Estreia HOJE no Casal do Pereiro

Sede . Casal Pereiro (Alcobaça)
Sábado . 24 de Julho . 22h30

Estreia Munidal da Nova Banda Alcobacense
-BLACK DOG WILLY-
-Covers, 60's, 70's, 80's, 90's, 00's-
Entrada Livre

Os Black Dog Willy são:
César Augusto Vasco - Voz
Luís Alves - Baixo Eléctrico
Flashback Flash - Guitarra Eléctrica
Jack Jacinto - 2ª Guitarra Eléctrica
João Coelho - Teclados
João Pedrosa - Bateria

In Nas Faldas da Serra

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Amigos do Armazém das Artes

Foi constituída no passsado dia 24 de Março de 2010 a Associação dos Amigos do Armazém das Artes, através de escritura pública.

Vêm através deste meio, os seus elementos fundadores informar todos os amigos do Armazém das Artes, que está convocada a 1ª Assembleia Geral, a realizar no próximo sábado, dia 24 de Julho, pelas 18h00, na sede do Armazém das Artes, em Alcobaça, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

1.º Aprovação dos Estatutos da Associação;
2.º Eleição dos órgãos dirigentes da Associação, para o biénio 2010/2012;
3º Discussão e propostas para o Plano de Actividades e de acção da Associação para o ano de 2010;
4.º Outros assuntos.

Praia de Paredes de Vitória

Fui no passado sábado à praia de Paredes de Vitória e se por um lado gostei do que vi, por outro vejo algumas lacunas graves na requalificação de toda a zona.

As obras, mesmo não estando ainda acabadas, estão bonitas e toda a praia ficou bastante mais atractiva. Boas e agradáveis esplanadas, bons acessos à praia, boa requalificação no geral considerando o que estava antes.

Ainda assim, ficam aqui alguns reparos:

- Ao final do dia, e considerando que estávamos num sábado, os caixotes do lixo já se encontravam a transbordar e o lixo já se acumulava no chão. Uma imagem péssima e que pode ser facilmente evitada. Tanto com uma maior frequencia de recolha dos lixos como pelo aumento no número de caixotes.

- O eterno problema do estacionamento. É verdade que se criaram muitos lugares mas continuam ainda assim a ser muito poucos. Depois é o que se vê com estacionamento selvagem e sem regras. Porque não se faz de uma vez um grande parque para absorver todo este fluxo de carros? Porque é preciso andar a fazer tudo aos poucos?
Os visitantes agradecem, evitam-se situações complicadas como esta e com toda a certeza que o número de pessoas a visitar a praia até pode aumentar.
É caricato como a C.M.A. muito facilmente adquiriu terrenos para fins ainda não decididos e para algo tão importante continua a adiar. Não é preciso muito... Um parque como o da Cova da Onça seria uma grande ajuda...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Artesanato de Aljubarrota no Facebook

Já está disponível no Facebook através de Lúcia Duarte a página relativa ao Artesanato de Aljubarrota.

http://www.facebook.com/pages/Alcobaca-Portugal/Artesanato-de-Aljubarrota/141162289230897?

Só clicar e apreciar!

Armazém das Artes - Exposições de Verão


O Armazém das Artes inaugura no próximo dia 31 de Julho, pelas 17h00 as suas exposições de verão

QUATRO
Pintura

Sofia Areal
Manuel Casimiro
Jorge MArtins
Nikias Skapinakis

Carlos Roxo
Desenho

Herbário Criativo
Trabalho Cientifico-Artistico

Núcleo Museológico
Anemómetros e Outros Engenhos

Com a colaboração de: Artistas Unidos e Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea.

Mais Informação

Governo Abre Concurso Para Hotel no Mosteiro Até ao Final de 2010

O Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico deverá abrir concurso público para a instalação de uma unidade hoteleira de luxo no Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça até ao final deste ano.

Segundo Paulo Inácio, Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, «vai abrir até ao final do ano um concurso de concessão de um claustro do Mosteiro de Santa Maria para construção de um hotel privado de 5 estrelas».

O assunto estará a ser estudado com a Secretaria de Estado da Cultura.

O presidente do executivo camarário de Alcobaça tem vindo a defender, nas reuniões com a tutela sobre este assunto, que o Jardim do Obelisco, pertencente ao local de concessão, deverá permanecer como espaço público e de domínio privado.

«É um ponto de honra que o jardim fique aberto ao público, devido a todo o seu esplendor», afirmou.

Paulo Inácio adianta que «há já algumas cadeias hoteleiras interessadas nesta concessão», o que aliás já acontecia durante o mandato de Rui Rasquilho na Direcção do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça.

As dificuldades económicas a nível mundial e o tsunami de 2004 no Pacífico, com os avultados prejuízos que causou em centenas de cadeias de hotéis, levou a que alguns dos interessados se tivessem afastado do investimento em Alcobaça, segundo explicações dadas, na altura, pelo então responsável pela administração do património classificado.
In Rádio Cister

Cós: Abaixo Assinado Para Instalação de Fibra Óptica

No espaço de três semanas Cós foi alvo de três roubos de fios de cobre. Esta é uma situação que já se arrasta há vários meses e que Álvaro Santo, presidente da Junta de Freguesia, quer ver resolvida. Depois de vários telefonemas feitos à PT e de esta nada ter resolvido, vai agora ser entregue em abaixo assinado da população em conjunto com empresas da freguesia.

Esta é uma situação que já se arrasta há algum tempo e que, segundo Álvaro Santo, é facilmente resolvida através da instalação de fibra óptica.

In Rádio Cister

- -
Olhem que a fibra óptica tb vale bastante dinheiro... O melhor é mesmo pôr as comunicações via satélite para Cós, que assim penso que já ninguém vai lá acima para roubar o satélite...
Ou então, bom, e isto já começa a ser anormal, mas podem também prender os ladrões...

O Regresso das Oito Famílias de Etnia Cigana ao Bairro da Bela Vista Está a Ser um “Processo Difícil”

É o próprio presidente da Câmara Municipal da Nazaré(Alcobaça, gaffe de quem escreveu a notícia no site), Paulo Inácio, que o admite.

O autarca admite que «esta é uma situação difícil mas que tudo está a ser tratado em conjunto com o Governador Civil de Leiria e com as forças de segurança da PSP».

Em causa estão oito famílias de etnia cigana, que tinham sido realojadas no novo bairro social, mas que abandonaram os prédios do Bairro Social depois de um deles ter sido esfaqueado com gravidade, alegadamente por outra família de ciganos do mesmo bairro.

Os que fugiram, com «medo de represálias» encontram-se a viver numa tenda improvisada, na Cova da Onça, propriedade da Câmara Municipal de Alcobaça.

O Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça que foram «problemas internos da comunidade» a ditar a saída destas famílias do bairro.

O grupo foi chamado à reunião de câmara da passada segunda-feira, 12 de Julho, para ouvirem a autarquia pedir-lhes que regressassem às suas casas, no bairro social, uma vez que o acampamento da Cova da Onça, onde vivem actualmente, vai ter de deixar de existir devido ao Centro Escolar, que ali passará a funcionar.

A matriarca da família esteve na reunião mas voltou a dar conta do «clima de medo e intranquilidade» que se vive no bairro e pediu um «alojamento temporário», dado que estão em causa também crianças, a viver em más condições, e que já deixaram de ir à escola.

In Rádio Cister

- -
Algo que pelos vistos toda a gente sabia mas só a C.M.A. não quis ver. Agora era pedir responsabilidades a quem lidou com o processo de realojamento e obrigar a pagar os apartamentos devolutos...

Depois há outra questão... Em circunstâncias normais, num caso destes, a pessoa que esfaqueou era presa e a segurança voltava ao bairro. Assim fecham-se os olhos, fazem tudo quanto querem e os contribuíntes vão pagando casas para ficarem vazias...

Quando era pequenino, sempre me ensinaram que os periquitos faziam o ninho numa caixinha com um buraquinho, os canários tinham um ninho aberto, os coelhos viviam nas tocas, os peixes na água, os ursos nas grutas... Sempre foi para mim evidente que não se podem pôr periquitos na água, peixes no ninho e ursos nas tocas...

Ministro da Agricultura Apresenta Projectos

O Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, António Serrano, vai estar amanhã à tarde (17h00) no Cine-Teatro de Alcobaça, para apresentar alguns projectos agrícolas a executar no concelho alcobacense.
O governante, que deverá estar acompanhado pelo director regional da Agricultura de Lisboa e Vale do Tejo, Nuno Russo, irá divulgar alguns dos pormenores do projecto previsto para os Campos da Cela, Bárrio, que contempla a instalações de um novo sistema de rega e a requalificação de algumas das condutas, num investimento de seis milhões de euros, e falará sobre a Mata do Vimeiro, um das zonas mais arborizadas no concelho.
“O ministro vai falar sobre vários projectos do concelho e perceber melhor o estado da agricultura em Alcobaça nos vários domínios”, afirma Bruno Letra, adjunto do presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Paulo Inácio.
A reunião entre os autarcas de Alcobaça e os responsáveis pela Direcção Regional de Agricultura e Pesca de Lisboa e Vale do Tejo esteve marcada para a quinta-feira passada, mas acabou por ser adiada para amanhã, para possibilitar a presença do ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas.
In Diário de Leiria

sábado, 19 de junho de 2010

Armazém da Artes - Concerto de Marimba - HOJE

Recital de Percussão
com António Filipe do Casal,
hoje dia 19 de Junho, pelas 18h00.



PROGRAMA:
"Nuvens Negras"
Edison Denissow (vibrafone)

"She Who Sleeps With a Small Blanket"
Kevin Volans (multi-percussão)

"Partita II em ré menor para violino solo, Chaccone"
J.S. Bach (marimba)

"Peeping Tom"
Dan Senn (caixa e voz)


Armazém das Artes - Fundação Cultural
Rua Eng. Duarte Pacheco, 38 / 2460 - 043 Alcobaça
262 595 269 - 913 354 334
www.armazemdasartes.pt

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Hospital Oeste Norte - Desmistificação

Muito se falou e especulou acerca da instalação de um novo hospital na zona oeste, parte norte, o tal Hospital Oeste Norte. Muito se discutiu, muitos argumentos se apresentaram, acusações trocaram, mas o que é certo é que muito pouca racionalidade foi vista neste processo.
Numa altura em que o Oeste definha, os políticos sem ideias tentam-se agarrar a toda e qualquer ideia para a usarem como tabua de salvação para os seus concelhos. Acontece que o stress nunca foi amigo do pensamento ponderado e racional e numa luta pela sobrevivência tudo serve de argumento.

Agora que a construção do novo hospital foi suspensa, talvez seja bom os nossos políticos pararem um pouco para pensar e melhor analisarem as suas propostas...

Recuando um pouco e até à época do pânico, será que alguma vez alguém agindo racionalmete iria instalar o hospital em Alfeizerão, num dos concelhos extremos da área de influência do HON? Será que alguém instalaria um hospital fora de um grande centro urbano? Será que alguém não teria em conta os tempos de acesso ao hospital?

Basta um simples calculo geografico para se ver que nunca a Quinta da Cela seria e melhor opção, e nunca um hospital pode ser construído apenas porque o terreno á mais barato ou oferecido. Uma má localização tem custos a longo prazo.


Não só os dados geográfico devem ser analisados, como é obvio, mas mesmo a distribuição demográfica leva a uma conclusão semelhante.

É tempo de parar para pensar, ter ideias e agir! E não ir atrás de algo porque até parece uma fácil solução...

Há Que Ver o Lado Positivo...

Diz a RCister:
Défice do Governo retira 750 mil euros a Alcobaça
A Câmara Municipal de Alcobaça vai receber menos 750 mil euros de transferências do estado por causa das medidas de controlo do défice do Governo.

O presidente do executivo, Paulo Inácio, já fez as contas e estima em “meio milhão de euros os cortes directos por parte da administração central”, a que acrescem 250 mil euros que serão gastos com o aumento do IVA, em um ponto percentual (1%).
(...)


O presidente fez contas e estima que vai perder meio milhão de euros que podem crescer até aos 0.75 milhões de euros com o aumento do IVA.

Considerando apenas um dos péssimos negócios da CMA do ano passado, com a compra da Quinta da Cela por 3.5 milhões de euros, podemos considerar que este ano teremos um saldo positivo de 2.75 milhões de euros!!! Nada mau!!!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Encontro de Marchas Populares em Alcobaça


O mês de Junho é, tradicionalmente, o mês dos Santos Populares: St. António, S. João e S. Pedro. Um mês que convida a população a “sair à rua” para festejar os santos de Junho em Portugal!

A par das já conhecidas noites de grande alegria nas cidades do Porto e Lisboa, Alcobaça junta-se à festa no próximo dia 19 de Junho, e decora as ruas da cidade e a Praça do Mosteiro com balões e arcos de papel às cores, bailaricos, centenas de figurantes e muita gente a assistir!

A ementa da festa este ano não traz o caldo verde, a sardinha assada, o pão e o vinho tinto, mas garante a animação por parte das marchas:

MARCHA DO CLUBE DESPORTIVO DE ESPITE - OURÉM
MARCHA POPULAR DE BRASFEMES – COIMBRA
MARCHA POPULAR DE ANTANHOL - COIMBRA
MARCHA POPULAR DE PONTE DO ROL - TORRES VEDRAS
MARCHAS DO CONCELHO (2) – ALCOBAÇA

PROGRAMA:
21H00 | Início do desfile das Marchas (Junto ao Montepio)
21h30 |Início do espectáculo do Encontro de Marchas (Praça do Mosteiro)

ENTRADA LIVRE

PARTICIPE! E JUNTE-SE À FESTA

Fonte: C.M.A.

Uma Estranheza Chamada BP

Mais um excelente artigo do Alcobacense Valdemar Rodrigues sobre o derrame no Golfo do México, via Tinta Fresca.

domingo, 13 de junho de 2010

Espectáculos da Feira de S. Bernardo no Rossio

Espectáculos da Feira de S. Bernardo podem passar para o Rossio.
A medida consta das alterações efectuadas às normais gerais deste evento secular, aprovadas pela maioria social-democrata que governa a Câmara Municipal.

O executivo camarário de Alcobaça aprovou alterações às normas gerais da Feira de São Bernardo, e uma das alterações visa o envolvimento da cidade, através de espectáculos diários no Rossio, marcados para as 19h30.

O presidente do executivo, Paulo Inácio, já assegurou que, para já, se tratam apenas de alterações às normas, não estando, ainda, nada definido para a edição de Agosto deste ano.

O vereador da CDU, Rogério Raimundo, levou dúvidas sobre os resultados desta iniciativa pois considera que a “divisão física” de alguns eventos do certame "poderá não ser uma boa solução".

Por seu lado, o vereador socialista Jorge Agostinho, que discorda da realização de espectáculos da Feira de São Bernardo junto ao Mosteiro de Alcobaça, lembrou que a medida foi posta em prática no passado, tendo resultado em protestos por parte dos feirantes, que se queixaram da falta de clientes.

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Inácio, referiu, por seu turno, que a "decisão política" ainda não está firmada e que a intenção da autarquia não é descentralizar os concertos de artistas populares, mas apenas os "espectáculos de qualidade", que servem de complemento à programação da feira, mais direccionada o público de massas.

Para já, estão alteradas as normais gerais da feira que compreendem, ainda, por proposta da maioria PSD, a deslocalização dos feirantes para as traseiras do MercoAlcobaça, e a instalação de um palco para os artistas locais.

In Rádio Cister

- -
Bom, parece que o que escrevi aqui há quase um ano atrás já teve os seus efeitos e novas ideias apareceram. Claro que com alguma oposição como é natural, mas pelos menos já há vontade em mudar alguma coisa ao modelo da Feira, que é o mesmo desde a época medieval...

Apenas uns pontos que poderão ser importantes reflectir:

- "Divisão física" da Feira
Eu não vejo a questão como uma divisão mas sim como um alargamento. Alargamento no tipo e variedade de espectáculos e nos vários tipos de público. Estamos conscientes que o actual modelo da Feira não atrai a generalidade da população ( incluíndo eu ), e um possível aumento do tipo de espectáculos poderia muito bem ser benéfico para Alcobaça ao tornar-se em mais um chamariz para outros segmentos de visitantes.
A ideia não é dividir o pão para o vender em locais diferentes, mas sim continuar a vender o pão como até aqui e começar a vender bolos noutros locais.

- Descentralização e o Tirar Clientes aos Feirantes
Aqui creio que está uma discussão sem sentido. É obrigação da CMA organizar um evento que sirva Alcobaça e os Alcobacenses da melhor forma e promova o concelho. A organização não tem de angariar clientes para os feirantes, não tem de forçar as pessoas a passarem pelas barraquinhas e não tem de ser responsável pelos bons ou maus negócios que os vendedores façam. Claro que há responsabilidades mínimas mas temos de uma vez por todas deixar de ser o país dos coitadinhos e dos que ficam à espera que o estado ou neste caso a CMA lhe meta os clientes em frente. Se a oferta for atractiva, a procura vai atrás!
Por outro lado, há também os benefícios que podem surgir para o comercio tradicional, para os verdadeiros comerciantes que estão em Alcobaça o resto do ano. É animação que se dá ao centro da cidade, são restaurantes, cafés e esplanadas cheios...
Voltando ainda ao cerne da questão, a ideia principal não será dividir mas sim alargar e aí não haverão prejuízos.

Seria bom ver este assunto aqui debatido com vários pontos de vista...
- -

Tubista Alcobacense Ganha Mais Um Prémio

Sérgio Carolino voltou a ser distinguido pela Associação Internacional de tuba e eufónio.

O primeiro disco do projecto “2tubas&friends”, editado há cerca de 2 anos, esteve na origem do prémio atribuído.

Há, também, dois anos o tubista alcobacense ganhou o seu primeiro “Roger Bobo Award”, na mesma categoria, Ensemble.

Para além do músico alcobacense, participaram também no primeiro trabalho do projecto “2tubas&friends”, que tem desde há quase dois meses um segundo disco editado, a tubista Anne Jelle Visser e o baterista Michael Lauren.

Biografia
Sérgio Carolino começou a estudar tuba aos 11 anos de idade, na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa prosseguindo-os no prestigiado Conservatório Superior Genebra (Suíça) com Pierre Pilloud e na classe de música de câmara de Kurt Sturzenegger.

Frequentou diversos master classes com professores de renome tais como Roger Bobo, Mel Culbertson, Shmuel Hershko, Gene Pokorny e Harvey Phillips. O seu vasto leque de interesses e a sua curiosidade musical leva-o por diferentes caminhos de expressão musical, desde o típico repertório clássico ao mais puro jazz e música improvisada.

Estabeleceu-se como um virtuoso no repertório standard e contemporâneo para tuba. Foi tuba principal da Orquestra Metropolitana de Lisboa (1997-2001), trabalhando regularmente com várias orquestras portugueses tais como a Sinfónica Portuguesa, Gulbenkian e o Remix-Ensemble.

Sérgio apresentou-se como solista e como professor em escolas superiores de música e festivais por todo o mundo (Espanha, França, Suíça, Finlândia, Bélgica, Holanda, Eslováquia, Alemanha, República Checa, Hungria, Inglaterra, Áustria, Austrália, EUA, Noruega, Tailândia, Argentina, Taiwan e a China.

Foi membro de diversas orquestras de jovens, incluíndo a Portuguesa da Juventude e a de Sopros de Comunidade Europeia.

Desde 2002, está envolvido em novos e inovadores projectos musicais: os TGB com Mário Delgado e Alex Frazão, 2tubas & friends com Anne Jelle Visser (tuba), XL Trio com Telmo Marques (piano) e Jeffery Davis (vibrafone/marimba), o ensemble português de tubas How Low Can You Go?, European Tuba Trio com François Thuillier (tuba) e Anthony Caillet (eufónio), The Postcard Brass Band, TUBIC com a companhia SA Marionetas, TUBAX com Mário Marques (saxofone), Tu B Horn com José Bernardo Silva (trompa), os The Low Frequency Tuba Band com Marcus Rojas, Jay Rozen e Oren Marshall (tubas), os Massive Brass Attack! e o grupo de Hip-pop, Funky e Drum&Bass - Funky Bones Factory.

Actualmente, Carolino é professor de tuba e música de câmara na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo – ESMAE (Porto) e, desde 2002, tuba solo da Orquestra Nacional do Porto.

Em 2007, lança o seu primeiro CD a solo, exclusivamente composto por gravações ao vivode nome "Steel aLive!", sendo este seu disco considerado uma obra prima no panorama internacional tubístico e o qual ganhou o Roger Bobo Award Prize for Excellence in Recording, prémio organizado pela International Tuba-Euphonium Association (EUA) e entregue durante a International Tuba Euphonium Conference (ITEC), realizada na Universidade de Cincinnati, Ohio.

In Rádio Cister

quinta-feira, 10 de junho de 2010

João Silva de Novo a Fazer o Melhor!

O triatleta da Benedita conseguiu, para Portugal, o melhor resultado masculino de sempre numa prova do Campeonato do Mundo de Triatlo.
Via UNIRAlcobaça

HON Não Será Uma Realidade

Eu pessoalmente nunca acreditei...

Governo já não vai construir o Hospital Oeste Norte
Ministério avança com remodelação do hospital das Caldas da Rainha.

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste foi informado pela ministra da Saúde de que será ampliado e remodelado o hospital distrital das Caldas da Rainha em vez da construção de um novo para servir a região.

“A opção do Ministério [da Saúde] é pela ampliação e remodelação do hospital já existente nas Caldas” garantiu o presidente da OesteCim (Comunidade Intermunicipal do oeste), Carlos Lourenço, no final de uma reunião com a ministra da Saúde, Ana Jorge.

A construção do novo hospital era uma das duas dezenas de medidas previstas no plano de compensações para o oeste na área da saúde e os autarcas aguardavam o anúncio da localização escolhida para a construção do novo Hospital Oeste-Norte, que tem sido disputado entre os concelhos de Caldas da Rainha e Alcobaça.

No início de Abril a ministra divulgou, nas Caldas da Rainha, as conclusões de um estudo que apontava Caldas da Rainha como a localização ideal, deixando em aberto se a opção seria uma nova construção em Lavandeira norte ou a ampliação do actual hospital.
Reunida ao final da tarde de sexta-feira com os autarcas do oeste a ministra anunciou que a decisão final será a ampliação do hospital das Caldas “mantendo os pólos existentes em Peniche e fazendo melhoramentos no hospital de Alcobaça”, acrescentou Carlos Lourenço que também é o presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos (PSD).

A decisão não satisfaz por completo os autarcas que defendiam um novo hospital, mas, explicou Carlos Lourenço, “esta é a solução mais rápida e aquela que é economicamente possível”.

O presidente da CMA Paulo Inácio, que esteve presente na reunião, diz que todo processo perdeu credibilidade, assim como o próprio governo.

O presidente da OesteCim acredita que “no segundo semestre deverá ser lançado o concurso de arquitectura” para remodelação do hospital.

De acordo com Carlos Lourenço a ministra da Saúde assegurou ainda que até ao final do mês será apresentado o perfil assistencial do novo hospital Oeste-Sul, a construir em Torres Vedras.
In Rádio Cister

Mais Emprego - Boas Notícias Para o Concelho

Empresa de reciclagem instala-se na Zona Industrial do Casal da Areia
Uma empresa de reciclagem de desperdícios florestais vai instalar-se na zona industrial do Casal da Areia, em Cós, empregando 40 trabalhadores.

A “diplomacia económica” da autarquia de Alcobaça continua a dar frutos, e, agora, através do investimento de 10 milhões de euros de uma empresa que se quer instalar na Zona Industrial do Casal da Areia (ZICA).

“Diplomacia económica” foi o termo utilizado por Paulo Inácio, presidente do executivo camarário, para definir a estratégia “agressiva” de Alcobaça, que visa captar investimentos empresariais para o concelho, assegurando a empregabilidade.

A empresa de reciclagem de desperdícios florestais irá criar 40 postos de trabalho directos e outros indirectos.

O acordo permitiu ao Município amealhar cerca de 480 mil euros pela venda de 10 lotes na ZICA. A "Pelletsland", empresa que se vai instalar, adquiriu cerca de 25 mil metros quadrados.

A empresa equacionou a sua instalação na freguesia da Martingança, concelho de Alcobaça, mas a escolha final acabou por recair na freguesia de Cós, devido à maior proximidade de importantes vias rodoviárias.
In Rádio Cister

I Festival de Gastronomia e Cultura BARRIGA DE ABADE


EM JUNHO A BARRIGA VAI CRESCER EM ALCOBAÇA
Entre os pratos típicos regionais oriundos de Portugal Continental e Ilhas, as demonstrações de cozinha e a animação musical e infantil, a cidade de Alcobaça recebe o Barriga De Abade - Festival Gastronomia e Cultura, de 24 a 27 de Junho, no MercoAlcobaça.

Consciente da importância da gastronomia tradicional portuguesa, esta primeira edição vem desta forma possibilitar a divulgação e degustação de alguns dos pratos mais característicos e requintados de cada região do nosso País. O evento conta com a presença do actor Carlos Areia. Privilegia-se, nesta Feira, a diversidade regional, o receituário tradicional português e os produtos agro-alimentares produzidos em Portugal.

Regiões representadas:
Açores | Alentejo | Algarve | Beira Interior | Beira Litoral | Douro | Minho | Estremadura | Ribatejo | Trás-os-Montes

Participações:
Produtos Regionais Certificados
Agrupamento de Escuteiros de Alcobaça
Associação de Produtores de Maçã de Alcobaça
Artesanato (com trabalhos ao vivo)
Doces e Licores
EPADRC - Escola Profissional de Agricultura da Região de Cister

Mais Informação

ENTRADA LIVRE